Carlos Moisés da Silva

As estratégias para o segundo turno em SC; Confira como ficaram as bancadas na Alesc e na Câmara Federal entre outros destaques

Contrariando as projeções dos institutos de pesquisa, a eleição em Santa Catarina traz um cenário inédito para o segundo turno com a presença do Partido dos Trabalhadores. Décio Lima enfrentará Jorginho Mello (PL), que recebeu uma expressiva votação, situação que reforça o caráter conservador do eleitorado catarinense.

Matematicamente, Lima pode virar o jogo contra o senador bolsonarista, porém, a engenharia não é das mais fáceis. Acontece que não basta conseguir o percentual alcançado por Lula aqui no estado, onde o petista recebeu 29,54%. Décio precisa ir além para tirar a diferença construída por Jorginho que chega ao segundo turno tendo conquistado 38,61% dos votos válidos. O problema, é que o eleitor que preferiu o governador, Carlos Moisés da Silva (Republicanos), ou o ex-prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro (UB), tende a apoiar a eleição de Jorginho.

Mas o jogo está aberto, ou seja, nem Jorginho e, tampouco Décio, podem ser considerados fora do páreo. Resta saber se teremos uma eleição mais propositiva, ou, se ambos, se limitarão a tentar colar a sua imagem a dos candidatos à Presidência da República, o que será lamentável, muito embora tenha funcionado no primeiro turno. Acontece que Santa Catarina tem inúmeras pautas necessárias para o seu desenvolvimento, por isso, você eleitor que nos acompanha, precisa cobrar dos candidatos muita clareza sobre suas propostas para Santa Catarina.

Bancadas na Alesc

Confira o tamanho de cada bancada na Assembleia Legislativa. Vale destacar a força do PL que reelegeu os seus deputados e ampliou o número de vagas, além do PT que reelegeu os seus quatro parlamentares.

Bancada do PL – 11 parlamentares

Ana Campagnolo

Sargento Lima

Mauricio Eskudlark

Jessé Lopes

Carlos Humberto

Ivan Naatz

Berlanda

Marcius Machado

Edilson Massocco

Oscar Gutz

Estener Soratto

MDB – 6 parlamentares

Antídio Lunelli

Mauro de Nadal

Jerry Comper

Fernando Krelling

Volnei Weber

Tiago Zilli

PT – 4 parlamentares

Luciane Carminatti

Fabiano da Luz

Neodi Saretta

Padre Pedro

PSD – 3 parlamenatares

Mario Motta

Júlio Garcia

Napoleão Bernardes

Progressistas – 3 parlamentares

Zé Milton Scheffer

Altair Silva

Pepê Collaço

União Brasil – 3 parlamentares

Jair Miotto

Repórter Sérgio Guimarães

Marcos da Rosa

Podemos – 3 parlamentares

Paulinha

Camilo Martins

Lucas Neves

PSDB – 2 parlamentares

Marcos Vieira

Dr. Vicente Caropreso

Republicanos – 1 parlamentar

Sergio Motta (Republicanos)

PSOL – 1 parlamentar

Marquito Marcos José Abreu

PTB – 1 parlamentar

Delegado Egídio Ferrari

PDT – 1 parlamentar

Rodrigo Minotto

Novo – 1 parlamentar

Matheus Cadorin

Bancadas Federais

O destaque fica para a ampliação da bancada do PL, além do fato de que o PSDB e o Progressistas não elegeram deputados.

PL – 6 parlamentares

Carol de Toni – PL

Jorge Goetten – PL

Julia Zanatta – PL

Daniel Freitas – PL

Daniela Reinehr – PL

Zé Trovão – PL

MDB – 3 parlamentares

Cobalchini – MDB

Carlos Chiodini – MDB –

Rafael Pezenti – MDB

PT – 2 parlamentares

Professor Pedro Uczai –

Ana Paula Lima –

PSD – 2 parlamentares

Ismael –

Ricardo Guidi –

Cidadania – 1 parlamentar

Carmen Zanotto

Novo – 1 parlamentar

Gilson Marques

União Brasil – 1 parlamentar

Fabio Schiochet