...

Encontro entre Udo e Lunelli gera mal-estar; Zé Milton entregará a liderança; Facisc lança a Cartilha Voz Única entre outros estaques

  Agora estamos nas redes sociais. Segue lá!
 
Instagram: @scempauta
 
Twitter:  @scempauta
 
https://www.facebook.com/scempauta

Para receber a coluna via WhatsApp, favor enviar mensagem com o seu nome e cidade e salvar o número: 49 98504.8148. Faça parte da lista de transmissão do site que todo mundo lê. Você também pode ativar as notificações no “Alerta do Google” e receber as nossas informações.

Um encontro entre os ex-prefeitos de Joinville, Udo Döhler, e de Jaraguá do Sul, Antídio Lunelli, reascendeu o mal-estar entre eles ocasionado pelas prévias do MDB estadual.

Na terça-feira, o presidente estadual do partido, Edinho Bez, o deputado federal, Celso Maldaner e, Döhler, que é o indicado para vice do governador, Carlos Moisés da Silva (Republicanos), almoçaram com a bancada estadual na Assembleia Legislativa. Após, Bez e Udo foram conversar com Moisés.

Uma fonte do partido me contou que no decorrer da tarde, Bez e Maldaner convidaram Lunelli para conversar no restaurante de um hotel da capital. Acontece que o convite também foi estendido a Udo Döhler, que ao chegar ao local soube que Antídio estava a caminho. “O Udo ficou reticente ao encontro. Disse que ficaria 20 minutos, pois tinha um compromisso em Joinville”, relatou.

O fato é que o encontro ocorreu. Eles conversaram por um tempo, não diretamente, pois, haviam mais pessoas à mesa, e depois Udo foi embora. Acontece que lideranças emedebistas e assessores de Döhler se disseram surpresos, pois, durante o dia de ontem circulou uma informação de que Antídio teria se sentido constrangido, por um encontro arquitetado por Udo. O fato é que a situação só serviu para esquentar ainda mais as coisas. Logo, lideranças do partido correram para explicar que os fatos não foram bem assim e, que, Udo somente soube ao chegar ao hotel.

A situação de ontem aumentou o tom de lideranças emedebistas em relação a Antídio. Voltando à reunião da bancada na terça, alguns deputados se mostraram incomodados com as acusações feitas pelo ex-prefeito de Jaraguá do Sul, de que foi traído e que os PIX do governador interferiram na escolha do candidato do MDB.

O presidente da Assembleia Legislativa, Moacir Sopelsa, que participou online, porque estava em Concórdia, chegou a dizer que nas condições atuais, é preferível que Antídio deixe o partido. A fala recebeu o apoio de outros deputados e, ontem, uma fonte emedebista também defendeu a saída de Lunelli, por entender que não há mais clima. “O Antídio acusa todo mundo de ter se vendido”, reclamou.

Entre as lideranças que conversei, também tem as que colocam a culpa pelo malfadado encontro, em Edinho Bez e Celso Maldaner, que tentaram construir uma reaproximação entre Udo e Lunelli de forma abrupta. A avaliação é que apenas serviu para gerar constrangimento para ambos, o que dificultou ainda mais uma reaproximação. “Não foi bem conduzida a conversa. Pegaram, tanto o Udo, como o Antídio, de surpresa”, relatou a fonte.

Vereadores do MDB com Gean

Os quatro vereadores do MDB de Porto Belo, vão coordenar a campanha a governador de Gean Loureiro (UB) no município. O apoio foi oficializado ontem, durante roteiro de Gean na região. Na foto, os vereadores Diogo Santos, Jonas Amadeu, Ednaldo Silva, além de Rodrigo Carlos do União Brasil. O quarto vereador do MDB, Magno Muñoz, participou da reunião via telefone.

Leia!

Aos inúmeros empresários e empresárias que acompanham o nosso trabalho, os convido a anunciar no SCemPauta. Aposte num trabalho que tem credibilidade e que divulga informações em primeira mão. Apoie o nosso trabalho anunciando a sua marca. Um veículo como o nosso, depende do seu patrocínio para se fortalecer, o que renderá ainda mais informações que você precisa saber!!! Entre em contato através do WhatsApp: 49 985048148.

Fora da liderança

Até o início da próxima semana o deputado estadual, Zé Milton Scheffer (Progressistas), entregará a liderança do governo na Assembleia Legislativa. Ele me disse ontem em rápida conversa no hall de entrada do parlamento. Scheffer esperou passar as convenções para, segundo ele, evitar um constrangimento. Entre os nomes cotados para assumir a liderança, estão Luiz Fernando Vampiro (MDB), Valdir Cobalchini (MDB), ou Ana Paula da Silva, a Paulinha (Podemos).

Chamada em Ponticelli

Algumas falas do prefeito de Tubarão, Joares Ponticelli (Progressistas), desagradaram o núcleo duro do governo de Carlos Moisés da Silva (Republicanos). Foi pedido a Ponticelli que reduzisse algumas falas e aparições em prol de Moisés, por estar atrapalhando. Vale lembrar que Ponticelli está bem avaliado como prefeito, mas parece ser mais uma vítima da falta de habilidade política de algumas figuras centrais do governo.

Na disputa

Apesar dos rumores de que a deputada federal, Angela Amin (Progressistas), não seria candidata no próximo pleito, ela confirmou que irá em busca da reeleição. Angela foi um dos nomes que o partido anunciou na convenção.

Não agradou

Parece que o nome da vereadora de Chapecó, Marcilei Vignatti (PSB), não agradou a lideranças do PT. Ela foi colocada no cenário como um dos possíveis nomes para compor de vice, na chapa de Décio Lima (PT) que disputará o Governo do Estado.

Cartilha Voz Única

Um raio-x das principais necessidades para o desenvolvimento do Estado, é o que consta na cartilha Voz Única, que foi apresentada ontem para lideranças empresariais, políticas e convidados, pela Federação das Associações Empresariais de SC (Facisc) e pelas Associações Empresariais dos mais de 220 municípios abrangidos pela entidade. A assessora da presidência, Carina Casanova, apresentou a dinâmica de construção do documento, que reúne as principais reivindicações da classe produtiva para o desenvolvimento de Santa Catarina e traz mais de 700 demandas levantadas pela entidade. As demandas foram divididas em 10 áreas prioritárias. A infraestrutura mais uma vez liderou os pedidos, abrangendo 60% dos pleitos listados. Em segundo lugar, veio o item segurança, com 11, 42% dos pleitos e em terceiro veio o item educação, com 7,39%.

Monitoramento dos pleitos

Em sua quarta edição, este ano a cartilha Voz Única da Facisc, traz como novidade o monitoramento e acompanhamento de cada pleito que deverá ser realizado, por meio de um aplicativo para que todos possam ter acesso e acompanhar o andamento das demandas. Na ocasião, os vice-presidentes regionais da Facisc também apresentaram os pleitos prioritários elencados nas suas regiões, reforçando as necessidades em cada uma das 12 regionais da Federação. “Somos apartidários, mas temos responsabilidade política, mas com vozes unidas e mãos dadas queremos contribuir com informações para juntos construirmos uma SC cada vez mais competitiva e produtiva”, declarou o presidente da Facisc, Sérgio Alves. O material completo pode ser conferido no site https://www.vozunica.com.br/

Ferrovias no Norte

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), manteve decisão que ordenou à empresa Rumo S.A. a realização de obras de sinalização nas passagens de nível existentes nos cruzamentos das linhas férreas, com rodovias nas cidades catarinenses de Jaraguá do Sul, Guaramirim e Corupá. A determinação foi proferida por unanimidade pela 4ª Turma, que confirmou o prazo de 24 meses, contados desde a decisão da Justiça Federal catarinense, emitida em dezembro do ano passado, para conclusão das obras. A medida faz parte de uma série de providências que a Rumo S.A. foi condenada a cumprir para promover maior segurança do tráfego ferroviário na região.

Para receber a coluna via WhatsApp, favor enviar mensagem com o seu nome e cidade e salvar o número: 49 98504.8148. Faça parte da lista de transmissão do site que todo mundo lê. Você também pode ativar as notificações no “Alerta do Google” e receber as nossas informações.

  Agora estamos nas redes sociais. Segue lá!
 
Instagram: @scempauta
 
Twitter:  @scempauta
 
https://www.facebook.com/scempauta