...
Aditivo do Arcanjo 06 Alesc Arcanjo 06 Carlos Moisés da Silva Dário Berger Gelson Merisio

Moisés rebate as críticas ao uso do avião; Estado ignora decisão da justiça e crianças não são transferidas; PDT e PSOL devem deixar a frente de esquerda entre outros destaques

  Agora estamos nas redes sociais. Segue lá!
 
Instagram: @scempauta
 
Twitter:  @scempauta
 
https://www.facebook.com/scempauta

Para receber a coluna via WhatsApp, favor enviar mensagem com o seu nome e cidade e salvar o número: 49 98504.8148. Faça parte da lista de transmissão do site que todo mundo lê. Você também pode ativar as notificações no “Alerta do Google” e receber as nossas informações.

Dois bebês de três meses e dois dias, estão com a sua vida em risco devido à falta de UTI no estado. Ontem conversei com Daniela Gadotti Soares, mãe dos gêmeos. Segundo ela, os filhos que estão internados em Jaraguá do Sul, precisam urgentemente de transferência, caso contrário, o estado de saúde tende a se agravar.

Ela me relatou que as crianças, após o nascimento, entraram em estado de coma, situação que permaneceu por 20 dias. Após feitos alguns exames os médicos constataram que há um erro de metabolismo, que está sendo causado por alguma doença ainda não diagnosticada, o que não permite o devido tratamento. Como o leite materno pode ter provocado a situação, as crianças estão recebendo uma alimentação especial. Um dos meninos já teve duas paradas cardíacas.

Para garantir a transferência, a família entrou com uma ação na Justiça contra o Estado, através do Ministério Público, tendo ganho de causa através de uma liminar. Desde abril, os médicos tentam uma transferência para um hospital de referência, que pode ser o Joana de Gusmão em Florianópolis, Pequeno Príncipe de Curitiba, ou Hospital das Clínicas em Porto Alegre. Segundo Daniela, a regulação do Estado responde que não tem vaga, situação que segue até hoje, mesmo com decisão judicial determinando a transferência, ou seja, a Secretaria de Estado da Saúde está descumprindo a decisão.

Vale destacar que hoje, os bebês recebem um tratamento para mantê-los estabilizados, porém, os médicos admitem a gravidade do caso que poderá levá-los a óbito. Com a palavra, a Secretaria de Estado da Saúde.

ALERTA!!

É expressamente PROIBIDA A CÓPIA (Print) dos textos do SCemPauta para o compartilhamento sem dar o devido crédito. É PERMITIDO compartilhar somente através do link! Quem compartilhar o texto sem o devido crédito ao SCemPauta, responderá judicialmente pelo uso indevido de nossos conteúdos!

Ainda sobre Caçador

Ontem à noite o governador Carlos Moisés da Silva (Republicanos) gravou um vídeo, lamentando a morte do bebê de Caçador. Acontece que Moisés aproveitou para atacar quem o tem criticado pelo mau uso da aeronave Arcanjo 06, dizendo que algumas pessoas estão descendo para o fundo do poço, mentindo sobre a falta de atendimento à criança.  Moisés diz ainda que a política não é um espaço de vale-tudo. Defende que se preserve a ética e acabe com as mentiras e o ódio. Então o próprio governador deve optar pela verdade. Será que era realmente necessário utilizar um avião ambulância para ir a evento político, maquiado de agenda de governo? O fato é que, assim como aconteceram outras vezes, sempre que o avião está nas “missões” com o governador, não adianta qualquer hospital do estado pedir a aeronave, ela não será disponibilizada, pois está claro que a prioridade são os voos de Moisés. Trouxe alguns exemplos na coluna de ontem e, para refrescar a memória, se o governo quiser, posso publicar novamente as negativas a pacientes, crianças em estado grave que tiveram os seus direitos negados.  

Contrato aditivado

O Governo do Estado fez um aditivo ao contrato de locação da aeronave Arcanjo 06, aumentando o valor em R$ 1,8 milhão. A contratação passará de R$ 7,34 milhões para R$ 9,180 milhões, em 12 meses. O termo foi publicado no Diário Oficial do Estado na terça-feira (19), e não seria necessário se o uso fosse apenas para pacientes. Levantamento realizado pelo gabinete do deputado Bruno Souza (Novo) comprova isso. Desde o início de vigência da locação, em agosto de 2021 até fevereiro deste ano, o uso do Arcanjo para o transporte de autoridades, foi maior do que o deslocamento para fins aeromédicos em cinco dos sete meses analisados. O relatório leva em consideração a quilometragem, porque este é o critério para o pagamento da locação do avião, e foi feito com os dados até fevereiro, pois o processo de solicitação de aditivo foi aberto em março deste ano.

Maior gasto

De acordo com o levantamento apresentado pelo deputado estadual, Bruno Souza (Novo), de agosto do ano passado a fevereiro deste ano, a serviço da Secretaria de Estado da Saúde, a aeronave voou 65 mil quilômetros, o que totalizou uma despesa de R$ 2,221 milhões. Já para o deslocamento de autoridades, o Arcanjo 06 registrou mais de 83 mil quilômetros, a um gasto de R$ 2,835 milhões. A justificativa do aditivo menciona, entre outros, que são realizados muitos voos para a região Oeste e, até para fora do estado. No entanto, de acordo com os dados levantados, é possível verificar que é o uso do governador, Carlos Moisés da Silva (Republicanos), que extrapola os limites do contrato. Entre as viagens chama a atenção, por exemplo, os voos de Moisés para Brasília e, em janeiro, para Bonito, no Mato Grosso do Sul com a família. Somente este deslocamento custou R$ 150 mil de recursos da saúde.

E a equipe?

Ontem divulguei que corre nos bastidores uma informação de que o Governo do Estado, não contratou equipe para a transferência aérea de pacientes no período noturno. De acordo com uma fonte, não há equipe durante o período das 19h às 09h, somente em horário comercial. Questionei a assessoria do governo se realmente é verdade que não tem equipe para o período noturno. Já se passaram mais de 24 horas e, até agora, nada de resposta.

Local do evento

Ontem divulguei que o evento político que o governador, Carlos Moisés da Silva (Republicanos), participou no Meio-Oeste, teria sido em Caçador, onde pousou o avião Arcanjo 06. A verdade é que ele e sua comitiva fizeram a primeira etapa da viagem com a aeronave até Caçador e, depois, seguiram de carro até Videira, onde ocorreram os eventos políticos partidários. Os registros feitos pelo colega Alan Santos, mostra que sim, Moisés fez a tal vistoria na rodovia e só. Depois, ele, a deputada estadual, Ana Paula da Silva, a Paulinha (Podemos), assessores e secretários, participaram de um evento da Associação Empresarial de Videira (Aciav). O convite o menciona como pré-candidato.

Outro evento

A noite mais um evento político em Videira. Conforme mostra um outro convite, o governador, Carlos Moisés da Silva (Republicanos), participou de um evento em apoio à sua pré-candidatura em um clube da cidade. O fato, é que Moisés tem usado da estrutura do Estado para fazer campanha antecipada, com o dinheiro dos impostos da população, por isso, que é tão importante a manifestação dos órgãos de controle e investigação.  

Leia!

Aos inúmeros empresários e empresárias que acompanham o nosso trabalho, os convido a anunciar no SCemPauta. Aposte num trabalho que tem credibilidade e que divulga informações em primeira mão. Apoie o nosso trabalho anunciando a sua marca. Um veículo como o nosso, depende do seu patrocínio para se fortalecer, o que renderá ainda mais informações que você precisa saber!!! Entre em contato através do WhatsApp: 49 985048148.

Frente de esquerda

Pelo que corre nos bastidores, a chamada Frente Democrática que está sendo desenhada pelos partidos de esquerda, poderá ter o já confirmado Décio Lima (PT) na cabeça de chapa, com o senador, Dário Berger (PSB), buscando a reeleição ao Senado. Como vice ainda pode aparecer a ex-deputada Ângela Albino (PCdoB), ou o ex-deputado Gelson Merisio (Solidariedade). A questão está na resistência que há aos nomes de Berger e Merisio, que não são considerados nomes ligados a história dos partidos de esquerda.

Novos rumos

Dois partidos começam a se afastar da chamada Frente Democrática. Um é o PDT que deverá confirmar no próximo dia 30, em sua convenção que acontecerá em uma das salas da Assembleia Legislativa, das 09h às 12h, o nome do ex-deputado federal, Jorge Boeira, como o seu candidato ao Governo do Estado. O partido não deverá dar palanque para Lula (PT), apenas para Ciro Gomes (PDT). Já o PSOL também está decidido a seguir um projeto próprio. O único nome definido até o momento, é o do vereador de Florianópolis, Afrânio Boppré, ao Senado.

Voz Única

A Facisc prepara para a próxima quarta-feira (27), o lançamento da Cartilha de reivindicações que compõem a plataforma Voz Única. Nela estão mais de 700 pleitos levantados pela Facisc e pelas associações empresariais de todo o estado. O evento vai reunir lideranças empresariais e líderes de partido. A intenção é que estas demandas já possam fazer parte dos planos de governo dos candidatos. “Queremos que o Voz Única ajude os candidatos e que cada uma das associações seja ouvida”, explica o presidente da Facisc, Sérgio Alves. A apresentação da cartilha faz parte da segunda fase do programa. Na primeira fase foram levantadas as demandas dos mais de 220 municípios abrangidos pela Federação.

Próximos passos

No mês de agosto, a Facisc e as associações empresariais farão encontros em cada uma das regionais, para entregar a cartilha impressa aos candidatos, para que possam expor suas intenções em relação aos temas propostos e, promover uma aproximação ainda maior entre os futuros governantes e a classe empresarial. Após as eleições e a posse dos eleitos, a Facisc vai realizar o monitoramento desses pleitos.

Conversa

Ontem tomei um café com o ex-deputado estadual, Dirceu Dresch (PT). Envolvido com os sindicatos rurais, Dresch tentará recuperar a cadeira que já ocupou na Assembleia Legislativa. Ele está confiante que o partido fará cinco vagas no parlamento.

Apoio

Mais de 400 pastores da região de Itajaí anunciaram apoio a Débora Parisotto (UB), pré-candidata a deputada federal, e Jair Miotto (UB), pré-candidato à reeleição a estadual. O grande mentor da dupla é o ex-deputado estadual, Narcizo Parisotto.

Abraçados

O ex-deputado João Mattos (MDB), aceitou coordenar a campanha do ex-prefeito de Porto Belo, Emerson Stein (MDB), a deputado estadual. Mattos tem uma atuação forte no Alto Vale.

Para receber a coluna via WhatsApp, favor enviar mensagem com o seu nome e cidade e salvar o número: 49 98504.8148. Faça parte da lista de transmissão do site que todo mundo lê. Você também pode ativar as notificações no “Alerta do Google” e receber as nossas informações.

  Agora estamos nas redes sociais. Segue lá!
 
Instagram: @scempauta
 
Twitter:  @scempauta
 
https://www.facebook.com/scempauta