...
Abuso de Poder Político Carlos Moisés da Silva Desvio de finalidade Luiz Roberto Herbst Nelson Zunino Neto Plano 1000 Promoção pessoal Tribunal de Contas do Estado

EXCLUSIVO: TCE investigará possível promoção pessoal do Governador no Plano 1000

O conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, Luiz Roberto Herbst, conheceu a denúncia feita pelo advogado, Nelson Zunino Neto, sobre possíveis irregularidades relacionadas ao Plano 1000 realizado pelo Governo do Estado.

Na decisão em que determina a sequência das investigações, Herbst quer a apuração sobre a ausência de informações relacionadas à publicidade do Plano 1000, uma vez que, segundo o autor da denúncia, não há nada a respeito no Portal da Transparência, o que desmente a informação do Governo.

Além disso, também serão apurados indícios de que a natureza do programa configura possível promoção pessoal do governador, Carlos Moisés da Silva (Republicanos), além de abuso de poder político e desvio de finalidade.

A Diretoria de Contas de Gestão (DGE) elaborou um relatório, no qual explicita o entendimento de que, existe apenas os indícios de que a natureza do programa configura possível promoção pessoal de Moisés, abuso de poder político e desvio de finalidade. “Visto que é utilizada uma logomarca não oficial contendo o slogan “Plano 1000 para todas as cidades, para cada cidadão”, o que é vedado pelo art. 3º, parágrafo único, inciso II, da Constituição Estadual”, aponta a decisão.