...
Alesc Antídio Lunelli Carlos Moisés da Silva Gean Loureiro MDB Raimundo Colombo Volodymir Zelensky

Gean garante Colombo ao Senado; Antídio levará a sua pré-candidatura para a convenção; Ex-secretário critica postura de Moisés entre outros destaques

  Agora estamos nas redes sociais. Segue lá!
 
Instagram: @scempauta
 
Twitter:  @scempauta
 
https://www.facebook.com/scempauta

Para receber a coluna via WhatsApp, favor enviar mensagem com o seu nome e cidade e salvar o número: 49 98504.8148. Faça parte da lista de transmissão do site que todo mundo lê. Você também pode ativar as notificações no “Alerta do Google” e receber as nossas informações.

Ontem o governador Carlos Moisés da Silva (Republicanos) ligou para o presidente em exercício do MDB, o ex-deputado federal Edinho Bez, pedindo para fazer uma visita à sede do partido. A família de Bez mantém uma amizade de alguns anos com Moisés, sobretudo o irmão do novo líder dos emedebistas.

Durante a conversa, que também contou com a presença de Ronério Heiderscheidt, e do secretário geral do partido, Beto Ferreira, Moisés reiterou que pretende contar com o MDB na coligação. Em resposta ao governador, Edinho Bez disse que a bancada já está com ele, além de boa parte dos prefeitos, porém, lembrou que ainda é preciso resolver a questão do vice e, destacou que o nome do ex-prefeito de Jaraguá do Sul, Antídio Lunelli, foi o escolhido pela executiva e ratificado pelo diretório. Após a fala do líder emedebista, o encontro encerrou sem uma definição.

O fato é que, se Moisés não deseja ter em Lunelli o vice na sua chapa, o sentimento do ex-prefeito é o mesmo em relação ao governador. Segundo uma fonte, Antídio Lunelli também não deseja mais estar ao lado de Moisés que chegou a chamá-lo na Casa D’Agronômica, para dizer que não o queria de vice por causa dos áudios em que Antídio faz duras críticas a ele. A alternativa encontrada por Moisés foi a de convidá-lo para ser um eventual secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico, caso venha a se reeleger. A resposta de Lunelli foi um não, que encerrou a conversa.

Portanto, mesmo com o MDB tentando buscar uma alternativa e mantendo Antídio como o indicado a vice na chapa de Moisés, fontes garantem que o ex-prefeito não recuará e que, levará a sua pré-candidatura a governador até a convenção de 23 de julho. A leitura é que o governo terá que parar com os PIX aos municípios, situação que poderá fazer com que os prefeitos adotem um apoio mais partidário, o que segundo as fontes, poderia dar uma vantagem a Lunelli.

Mau gosto

Analisando as roupas adotadas pelo governador, Carlos Moisés da Silva (Republicanos), imitando o estilo do presidente ucraniano, Volodymir Zelensky, devo afirmar que a ideia foi de um mau gosto absurdo. Querer capitalizar eleitoralmente em cima da imagem de uma figura, que enfrenta uma guerra absurda com milhares de mortos, passa até mesmo do bom senso e do sentimento de humanismo. Ou será que é possível dividir a estratégia de capitalizar com a imagem de Zelensky, sem pensar nos mortos pelo conflito?

ALERTA!!

É expressamente PROIBIDA A CÓPIA dos textos do SCemPauta para o compartilhamento sem dar o devido crédito. É PERMITIDO compartilhar somente através do link! Quem compartilhar o texto sem o devido crédito ao SCemPauta, responderá judicialmente pelo uso indevido de nossos conteúdos!

Apoio a Colombo

O pastor da Assembleia de Deus, Jessé Pereira, que foi candidato ao Governo do Estado na eleição passada pelo Patriota, informou que levará o seu nome para a convenção do União Brasil, onde se filiou, pois se coloca como pré-candidato ao Senado. O pré-candidato ao Governo do Estado, Gean Loureiro, que também é o presidente do partido, me disse que já há uma decisão unanime da executiva estadual que determina o apoio ao ex-governador, Raimundo Colombo (PSD), como o único pré-candidato ao Senado da aliança UB e PSD. Apenas os membros da executiva poderão votar na convenção do União Brasil.

Distante de Moisés

O deputado estadual, Altair Silva (Progressistas), criticou o fato de o governador, Carlos Moisés da Silva (Republicanos), oferecer tudo aos emedebistas e nada a seu partido. Segundo ele, o MDB é um grande partido, mas não é o único. “Ele tem que respeitar a grandeza do Progressistas. Não podemos ser coadjuvantes do Moisés, assim como não podemos estar com o Gean (Loureiro) por não ter um espaço”, afirmou.

Sobre Ponticelli

Ex-secretário de Estado da Agricultura, o deputado estadual Altair Silva (Progressistas) também criticou a postura do prefeito de Tubarão, Joares Ponticelli (Progressistas), de aceitar coordenar a campanha do governador, Carlos Moisés da Silva (Republicanos), no Sul do estado. Para Silva, o partido no primeiro turno precisa ter candidato e se apresentar para a sociedade. “O Ponticelli reage por volúpia própria. Essa decisão não poderia acontecer no primeiro turno por respeito ao partido”, criticou, destacando que o que tem ocorrido é a cooptação de prefeitos em troca de obras. “Esse não é o caminho partidário. Por mais respeito que tenho ao Moisés, eu não vou seguir esse caminho”, afirmou.

40 anos da PGE

Ontem aconteceu na Assembleia Legislativa uma solenidade alusiva aos 40 anos da Procuradoria Geral do Estado. O colunista do SCemPauta, Thiago de Miranda Coutinho, acompanhou o evento e ao final conversou com o procurador-geral do Estado, Alisson Bom de Souza, e com o procurador adjunto, Sérgio Laguna. Coutinho é um dos coautores da aclamada Revista da PGE de 2021.

Apoie o SCemPauta

Fazer jornalismo de qualidade, com notícias exclusivas dos bastidores da política não é fácil. Por isso, faço um convite a vocês para que anunciem as suas empresas no SCemPauta. Apoie o nosso trabalho para que ele seja cada vez mais forte. Além de nos apoiar, você terá a sua marca sendo divulgada para todas as regiões do estado e, o melhor, em um site que tem credibilidade junto ao público. Entre em contato pelo nosso WhatsApp: (49) 98504.8148. Contamos com você!

Ferroeste

O estudo de Viabilidade Técnica (EVTE) sobre a Nova Ferroeste foi apresentado ontem, pela Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (Facisc), e pela empresa de engenharia TPF para as associações empresariais, prefeitos, autoridades e interessados, na sede da Associação Empresarial de Pinhalzinho. O resultado atende as expectativas do setor empresarial e comprova que vale a pena investir na construção do ramal Cascavel a Chapecó. O engenheiro Thiago Dantas lembrou que com o marco das ferrovias, agora é possível que uma empresa privada seja contratada para realizar um estudo de viabilidade, como foi realizado com o ramal da Nova Ferroeste entre Cascavel e Chapecó.

União dos empresários

O 1º vice-presidente da Facisc, Elson Otto, destacou que o evento demonstra que quando a classe empresarial se une com a comunidade, é capaz de suprir as necessidades. “Temos que nos aproximar e trabalharmos juntos com o poder público para atender todos os anseios”, afirmou. Do evento também saiu um manifesto pela BR-282, assinado por todas as associações empresariais, apresentado pelo presidente da ACIC Chapecó, e que reforça ainda mais a importância da ferrovia. A expectativa é que a obra, após seguidos todos os passos e cumpridos prazos, fique pronta entre oito a dez anos.

Máscaras de Itajaí

Segundo a vereadora de Itajaí, Anna Carolina Martins (PSDB), os munícipes podem ter utilizado máscaras descartáveis, doadas pela Prefeitura, que não protegiam contra a Covid-19. Segundo ela, conforme uma segunda perícia solicitada pela CPI das Máscaras, teria ficado constatado que os equipamentos não possuíam tripla camada, conforme descrito na caixa do produto, não possuíam elemento filtrante e dessa forma, não fazia a repelência a fluídos e nem eram resistentes à penetração de fluídos. A avaliação foi feita pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), de São Paulo, e o resultado chegou na última semana.

Perícias

Foi a segunda perícia realizada nas máscaras compradas pela Prefeitura de Itajaí, que apontou irregularidades. Em janeiro o Instituto Geral de Perícias divulgou um laudo, onde constavam irregularidades como a ausência da tripla camada, ausência de inscrição na ANVISA, etiquetas sobrepostas e número de máscaras inferior ao que constava na caixa do produto. O resultado de uma terceira perícia ainda está sendo aguardado. De acordo com a vereadora, Anna Carolina Martins (PSDB), após a conclusão da CPI e com as provas recebidas, o Ministério Público e o GAECO começaram a investigar o caso. No último dia 08 de junho, dez mandados de busca e apreensão foram cumpridos em Itajaí, em São Paulo e Sorocaba.

Força, Dagmara!

É lamentável o atual momento em que vivemos, onde um jornalista é atacado por simplesmente dar a sua opinião. O pior é que os ataques partem dos mesmos que dizem defender a liberdade. É uma gente desrespeitosa, agressiva e, posso dizer que, até mesmo, com problemas de insanidade. A colega Dagmara Spautz do grupo NSC, não merece as agressões que está sofrendo por simplesmente ter relatado a realidade sobre o evento com o presidente da República, Jair Bolsonaro (PL). Força, Dagmara!!!! Seguem algumas das mensagens com ataques diretamente via Whatsapp, que a colega recebeu.

Para receber a coluna via WhatsApp, favor enviar mensagem com o seu nome e cidade e salvar o número: 49 98504.8148. Faça parte da lista de transmissão do site que todo mundo lê. Você também pode ativar as notificações no “Alerta do Google” e receber as nossas informações.

  Agora estamos nas redes sociais. Segue lá!
 
Instagram: @scempauta
 
Twitter:  @scempauta
 
https://www.facebook.com/scempauta