...
Alesc Bolsonaro neutro em Santa Catarina Carlos Moisés da Silva Facisc e o meio-ambiente Gean Loureiro Jair Bolsonaro João Rodrigues Jorginho Mello

O aviso de Bolsonaro sobre a eleição de SC; Tucanos entre Amin e Moisés; O frágil núcleo político de Moisés entre outros destaques

  Agora estamos nas redes sociais. Segue lá!
 
Instagram: @scempauta
 
Twitter:  @scempauta
 
https://www.facebook.com/scempauta

Para receber a coluna via WhatsApp, favor enviar mensagem com o seu nome e cidade e salvar o número: 49 98504.8148. Faça parte da lista de transmissão do site que todo mundo lê. Você também pode ativar as notificações no “Alerta do Google” e receber as nossas informações.

No dia 31 de março divulguei a seguinte informação em primeira mão: “Uma fonte de Brasília me disse ontem que o presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), já escolheu o seu candidato ao Senado em Santa Catarina. É o atual secretário de Aquicultura e Pesca, Jorge Seif Júnior, filiado ao partido do presidente. Seif que nasceu no Rio de Janeiro, mora em Itajaí desde 1999. Seif é conhecido em Brasília como o filho 06 de Bolsonaro”. Dias após, em reunião com o senador, Jorginho Mello (PL), Bolsonaro oficializou a sua decisão.

Agora a mesma fonte me disse que o presidente, Jair Bolsonaro, já falou para algumas lideranças catarinenses que não se envolverá na eleição ao Governo do Estado, ou seja, está decidido pela neutralidade em Santa Catarina. A verdade é que não há qualquer novidade nessa informação, pois diversas vezes, escrevi e disse em programas de debate que isso iria acontecer nos estados em que, o presidente tenha mais de um candidato a governador que o apoie. A diferença é que, agora, o próprio presidente externou essa situação.

A leitura é muito simples. Bolsonaro, assim como Lula (PT), precisa fazer conta, não há outra alternativa. Aqui em Santa Catarina, o atual presidente deve ter pelo menos três aliados na disputa e não quer perder o apoio de ninguém. No caso, apoiadores declarados são os pré-candidatos Jorginho Mello (PL), Esperidião Amin (Progressistas) e Gean Loureiro (UB), que terá como seu coordenador, o prefeito de Chapecó, João Rodrigues (PSD), bolsonarista de primeira hora. Portanto, cada nome terá que construir as suas propostas sem contar com a bênção de Bolsonaro.

ALERTA!!

É expressamente PROIBIDA A CÓPIA dos textos do SCemPauta para o compartilhamento sem dar o devido crédito. É PERMITIDO compartilhar, somente através do link! Quem compartilhar o texto sem o devido crédito ao SCemPauta, responderá judicialmente pelo uso indevido de nossos conteúdos!

Que vergonha

Uma indignação pessoal, mas com impacto no coletivo: os parlamentares da bancada bolsonarista no Congresso Nacional, precisam pedir desculpas para a população catarinense. Ontem tive a má ideia de viajar do Oeste para a capital de carro, com minha esposa e meu filho. Como sempre faço esse trecho de avião, há tempos não via as más condições que se encontra a BR-282. Me senti expondo a minha família ao risco. Inúmeros buracos, falta de sinalização, em alguns trechos não é possível saber o limite de cada pista, ou seja, um convite à tragédia. Ao invés de ficar tirando self e bajulando o presidente Jair Bolsonaro (PL), esse povo deveria cobrar o que é de direito de Santa Catarina. Mas é mais fácil bajular, pois entendem que assim virão os votos, sendo que isso é o que menos importa, quando estamos falando de vidas e, de escoamento de produção. Além do mais, voto, merece quem trabalha ao invés de ficar com um celular em riste, pronto para mais uma foto.

Solução tem

Ou o Governo Federal definitivamente realiza as melhorias e a duplicação, ou então vamos para a concessão da BR-282. Acreditem, as pessoas preferem pagar pedágio a ter que pagar com a própria vida o descaso do poder público. Do jeito que está, não dá para continuar. O problema é que, sendo ano eleitoral, não será possível fazer mais nada, somente em 2023. Então, os apoiadores de Jair Bolsonaro (PL), ou de Lula (PT), se preparem para cobrar, seja quem for o próximo presidente da República, terá que dar uma solução para as rodovias que cruzam o nosso estado.

Apoie o SCemPauta

Fazer jornalismo de qualidade, com notícias exclusivas dos bastidores da política não é fácil. Por isso, faço um convite a vocês para que anunciem as suas empresas no SCemPauta. Apoie o nosso trabalho para que ele seja cada vez mais forte. Além de nos apoiar, você terá a sua marca sendo divulgada para todas as regiões do estado e, o melhor, em um site que tem credibilidade junto ao público. Entre em contato pelo nosso WhatsApp: (49) 98504.8148. Contamos com você!

A noiva!

Os tucanos se reuniram ontem de manhã na Casa D’Agronômica com o governador, Carlos Moisés da Silva (Republicanos), que deseja ter o apoio do PSDB. Após, o tucanato almoçou com o senador, Esperidião Amin (Progressistas), que também busca o partido. Nos dois encontros, o PSDB esteve representado por seu presidente estadual, o prefeito de Concórdia, Rogério Pacheco, além do prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro, do deputado estadual, Marcos Vieira, do ex-senador, Leonel Pavan, e da vereadora de Itajaí, Anna Carolina. Uma coisa ficou certa, segundo uma fonte ligada ao partido. O PSDB será pragmático, ou seja, quem oferecer as melhores condições, o partido se aliará. Amin deseja que o seu vice seja tucano, já Moisés tem um grande problema. Ele deu as duas vagas, vice e Senado ao MDB, portanto, além de promessas, não tem nada mais a oferecer.

Núcleo duro

O grupo da confiança do governador, Carlos Moisés da Silva (Republicanos), que coordena as ações políticas, esteve quase em sua totalidade ontem na reunião com o PSDB na Casa D’Agronômica. O núcleo duro é formado pelo secretário da Casa Civil, Juliano Chiodelli, pelo secretário de Estado da Administração, coronel Jorge Tasca, secretário geral de Governo, coronel Márcio Ferreira, o prefeito de Bombinhas, Paulo Müller, além da deputada estadual, Ana Paula da Silva, a Paulinha (Podemos). É possível notar a fragilidade do grupo que comanda as ações políticas do governador. A exceção é Paulinha, parlamentar que é considerada um dos nomes mais fortes do Podemos e que goza de experiência. O problema, é a resistência que as suas movimentações começam a gerar na base.

Facisc e o meio-ambiente

No mês em que se comemora o Dia Mundial do Meio Ambiente e alerta para assuntos relacionados ao tema, a Facisc faz a segunda rodada da reunião temática, para discutir as alterações do Código Estadual do Meio Ambiente. O evento acontece hoje via o canal da federação no YouTube e, reunirá especialistas e empresários ligados aos núcleos de Meio Ambiente do Sistema Facisc. Segundo o consultor, Guilherme Dallacosta, foram realizadas muitas alterações que são de suma importância para o meio empresarial e para o agronegócio. “Estes eventos foram criados para esclarecer o que está sendo proposto com a nova legislação, o que impacta no dia-a-dia e qual a relevância para as empresas catarinenses”, afirmou. Participam desta edição o comandante da Polícia Militar Ambiental, Fábio Henrique Machado, e o policial Ambiental, presidente da 1ª Câmara Recursal do Conselho Estadual do Meio Ambiente (Consema).

Fiscalização ambiental

A Prefeitura de São José, por meio da Fundação do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, promoverá hoje às 14h, no auditório da Granfpolis, o Seminário com o tema “O Rito de Fiscalização Ambiental e suas recentes alterações”, para encerrar a Semana do Meio Ambiente deste ano. Participam da programação, entre outras autoridades, o gerente de Fiscalização do Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA) e o engenheiro sanitarista Ambiental, Israel D. Aquino.

Capital da Moda Infantil

Está marcado para amanhã o ato final que concede oficialmente a Gaspar, o título de Capital Nacional da Moda Infantil. Por meio de um pedido do deputado federal, Rogério Peninha (MDB), autor da proposta, o presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), irá realizar um ato oficial de sanção do projeto com a presença do prefeito Kleber Wan-Dall (MDB), vice-prefeito, lideranças e empresários do município. A cerimônia acontece às 15h no Palácio do Planalto, em Brasília.

Para receber a coluna via WhatsApp, favor enviar mensagem com o seu nome e cidade e salvar o número: 49 98504.8148. Faça parte da lista de transmissão do site que todo mundo lê. Você também pode ativar as notificações no “Alerta do Google” e receber as nossas informações.

  Agora estamos nas redes sociais. Segue lá!
 
Instagram: @scempauta
 
Twitter:  @scempauta
 
https://www.facebook.com/scempauta