...
Alesc Antídio Lunelli Carlos Chiodini Carlos Moisés da Silva Gean Loureiro Ismael dos Santos Jorginho Mello Marcelo Brick

Antídio admite conversa com Moisés; O alerta de Chiodini; Gean em Joinville entre outros destaques

  Agora estamos nas redes sociais. Segue lá!
 
Instagram: @scempauta
 
Twitter:  @scempauta
 
https://www.facebook.com/scempauta

Para receber a coluna via WhatsApp, favor enviar mensagem com o seu nome e cidade e salvar o número: 49 98504.8148. Faça parte da lista de transmissão do site que todo mundo lê.

Uma fonte relatou que o pré-candidato do MDB ao Governo do Estado, Antídio Lunelli, deve reunir hoje em Jaraguá do Sul algumas lideranças ligadas à sua pré-campanha. Na lista, o presidente estadual dos emedebistas, Celso Maldaner; o deputado federal, Carlos Chiodini; o ex-prefeito de Joinville, Udo Döhler; e o ex-secretário de Estado da Segurança Pública, Ronaldo Benedetti. A ideia é discutir os próximos passos de um projeto que já se arrasta frente ao isolamento de Antídio.

Na sexta-feira passada em entrevista a uma rádio de Criciúma, ao responder ao colega Upiara Bosch, Lunelli disse que não vai retirar a sua pré-candidatura, mas, admitiu que conversou com o governador Moisés no final de semana do dia 10, informação que divulguei com detalhes em primeira mão na semana passada. Durante a fala, Lunelli deu a sua versão da conversa, na qual teria dito que deseja disputar, mas que na impossibilidade de ser o candidato, apontou os nomes dos deputados Carlos Chiodini e Celso Maldaner.

Integrantes de outros partidos me disseram que Lunelli tem conversas agendadas para essa semana. Tem quem acredite no MDB, que devam ser as últimas tentativas de viabilizar um projeto que não saiu do chão. Uma fonte relatou que Antídio ainda não percebeu, que ele é o bode que foi colocado na sala para ser tirado por Maldaner, que deseja estar na majoritária, possivelmente como vice de Moisés. Essa possibilidade existe pelo fato de Chiodini avaliar a reeleição do governador como incerta, ou seja, ele já faz conta pensando que o pleito ao Senado, é mais garantido se tiver que estar alinhado a Moisés, devido aos milhões que estão sendo distribuídos aos municípios através do Plano 1000, situação que garante o apoio de prefeitos emedebistas. Como Moisés ofereceu as vagas de vice e ao Senado ao MDB, além de Maldaner, outro nome que poderá compor de vice é o do deputado estadual, Valdir Cobalchini.

Enquanto o MDB não se resolve, Moisés segue aguardando um aceno definitivo o que, segundo sua vontade, tem que ocorrer até o final deste mês. Ele chegou a fazer alguns contatos com lideranças emedebistas para alertar sobre o vencimento do prazo, prometendo voltar a conversar sobre um projeto com o Progressistas e o PSDB, caso o MDB não se resolva.

Por fim, uma outra liderança emedebista me disse que um anúncio da desistência de Antídio, deve ocorrer nos próximos dias, ou semanas, mas que irá ocorrer porque o ex-prefeito de Jaraguá do Sul já teria informações de que não se viabilizará.

O alerta de Chiodini

No almoço junto com a bancada estadual do MDB na terça-feira da semana passada na Assembleia Legislativa, em determinado momento o deputado federal, Carlos Chiodini, relatou as movimentações de uma possível terceira via nacional que poderia ter Eduardo Leite (PSDB) e Simone Tebet (MDB). O alerta feito por Chiodini é de que nos Estados onde a situação estiver incerta, será mais fácil tentar impor um alinhamento entre tucanos e emedebistas, por isso, a necessidade de uma decisão.

Gean em Joinville

O pré-candidato ao Governo do Estado, Gean Loureiro (UB), vai amanhã a Joinville onde terá uma agenda cheia. Começará com um encontro com a bancada do União Brasil na Câmara de Vereadores, formada por Tânia Larson, Sidney Sabel e Cassiano Ucker. Os dois primeiros serão candidatos a estadual e Cassiano a federal. Loureiro ainda conhecerá projetos comunitários, lideranças do partido e visitará empresários, a exemplo do ex-candidato a prefeito de Joinville, Ivandro de Souza. A professora Maria Angélica, que foi vice de Ivandro na eleição passada, é pré-candidata a federal.

Insatisfação com Ismael

Há no PSD uma insatisfação no ar com o deputado estadual, Ismael dos Santos (PSD). A reclamação é que o parlamentar está lançando uma série de pré-candidatos, mas o que chama a atenção é que nenhum é do PSD. A questão é que Ismael anda bastante comprometido com a Igreja Assembleia de Deus que o apoiará, além disso, há uma preocupação de sua parte com a dificuldade que os pessedistas estão tendo para a construção da nominata.

Brick no Patriotas

O vice-prefeito de Gaspar, Marcelo Brick, deixou o PSD e assinou ficha no Patriotas. Fontes pessedistas reclamam que não foram avisadas e, atribuíram a saída a uma movimentação do deputado estadual, Ismael dos Santos (PSD). Brick confirmou a mudança de partido, relatando que é pré-candidato a deputado estadual. Ele nega qualquer participação de Santos, além de explicar que pelo Patriotas, precisará fazer menos votos do que pelo PSD.

De BC

O empresário Luiz Olavo Nandi, se anunciou pré-candidato à deputado estadual. Filiado ao União Brasil, Nandi tem o seu reduto eleitoral na região de Balneário Camboriú. Ele quer abordar o empreendedorismo e a inovação. Nandi traz para pauta o Empreendedorismo e a Inovação. “Me importo demais com pessoas e por isso, sou totalmente dedicado ao empreendedorismo, porque acredito que através da inovação é possível criar um ambiente favorável à melhoria da qualidade da vida das pessoas e da comunidade a qual estão inseridas”, afirmou.

Para receber a coluna via WhatsApp, favor enviar mensagem com o seu nome e cidade e salvar o número: 49 98504.8148. Faça parte da lista de transmissão do site que todo mundo lê.

  Agora estamos nas redes sociais. Segue lá!
 
Instagram: @scempauta
 
Twitter:  @scempauta
 
https://www.facebook.com/scempauta