...
Alesc; Angela Amin; Darci de Matos; Esperidião Amin Luciane Carminatti

Observatório da Violência contra a Mulher de Santa Catarina completa 1 ano; Os desafios de Darci de Matos no Fórum Parlamentar; Em Brasília e em Florianópolis é dia de lembrar Fritz Müller – Coluna da Maria Helena

O levantamento de dados é o primeiro passo para o desenvolvimento de ações e políticas públicas realmente eficazes. Com este objetivo foi criado por lei estadual  o Observatório da Violência contra a Mulher de Santa Catarina.

O OVM/SC foi implantado na Assembleia Legislativa em 31 de março. Seu comitê gestor tem, ainda, representações da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC); Governo do Estado; Ministério Público; Ministério Público de Contas, Tribunal de Justiça, Defensoria Pública, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-SC) e Federação Catarinense de Municípios (Fecam).

A deputada Luciane Carminatti (PT), que coordenou os trabalhos de implantação do Observatório, avalia esta primeira fase. “Vencemos uma etapa fundamental que é a de implantação do Observatório, com cooperação técnica entre os órgãos envolvidos, criação do site e produção de todo seu conteúdo, instalação física no Palácio Barriga Verde e contato com todos os 295 municípios”. Agora, anuncia, “entramos na fase de consolidação do OVM, em que queremos ampliar a participação da sociedade e o uso desta importante ferramenta que apenas Santa Catarina oferece, nesses moldes, para enfrentar e superar as violências que ferem a dignidade e a vida das mulheres”.

Por meio do site do Observatório (https://ovm.alesc.sc.gov.br/), todos os dados estão à disposição da sociedade. A deputada destaca que as publicações não se restringem a números de ocorrências. “Nós trazemos informações completas, estruturadas em seis eixos, entre eles, educação, desenvolvimento e trabalho. Porque entendemos que políticas públicas nesses setores favorecem um ambiente mais seguro para as mulheres”.

Um desafio e tanto

O deputado federal Darci de Matos (PSD) assumiu nesta quarta-feira (30) a coordenação do Fórum Parlamentar Catarinense, que reúne deputados e senadores eleitos por Santa Catarina, em substituição a deputada federal Angela Amin (Progressista).

O parlamentar garantiu que continuará o “elogiável trabalho que vinha sendo realizado por seus antecessores e manter o legado de ser um dos mais organizados, unidos e atuantes fórum parlamentar do Brasil”. Segundo Darci de Matos, o trabalho será realizado em parceria com entidades empresariais e instituições públicas de nosso Estado, lutando por mais recursos no orçamento para nossas rodovias, tratar de questões referentes aos portos, aeroportos, contorno ferroviário, agricultura e outras pautas de interesse de Santa Catarina.

E o desafio é realmente grande. Somente para a área de infraestrutura, o Governo Federal promoveu cortes e remanejamentos de recursos importantes para o andamento das obras nas rodovias federais do Estado. Em janeiro, veio o anúncio de corte de R$ 43,2 milhões no Orçamento da União, sendo que cerca de 41% destes recursos, R$ 177,8 milhões de obras em Santa Catarina. Em fevereiro mais uma tesourada, por meio de portaria, e que redirecionou recursos da ordem de R$ 13,2 milhões.

200 anos de Fritz Müller

Por proposição do senador Esperidião Amin (Progresista), nesta quinta-feira, às 10 horas, no Plenário do Senado Federal, será realizada uma sessão especial destinada a homenagear o bicentenário de Fritz Müller.

Fritz Müller é o autor de um dos primeiros trabalhos que consolidaram a Teoria da Evolução das Espécies, de Charles Darwin. Escrita na então Nossa Senhora do Desterro, hoje cidade de Florianópolis, a obra “Para Darwin” reúne estudos minuciosos sobre os crustáceos que comprovavam a teoria darwiniana, que dizia que as espécies evoluem através do tempo por meio da seleção natural do mais apto. Escrito em alemão, o livro impressionou tanto Darwin, que ele mesmo patrocinou a tradução e a publicação da obra em inglês. Essa versão foi traduzida para o português em 1907. 

Em Florianópolis, também nesta quinta-feira, o Museu Histórico de Santa Catarina (MHSC), sediado no Palácio Cruz e Sousa, recebe a exposição “200 anos de Fritz Müller – Príncipe dos Observadores”, em comemoração ao bicentenário de nascimento de Fritz Müller. A abertura será às 20h, e a mostra ficará em cartaz até 30 de julho de 2022.

Fritz Müller nasceu em Windischholzhausen (Alemanha), em 31 de março de 1822 e faleceu em Blumenau no dia 21 de maio de 1897. Para homenageá-lo, foi elaborada uma exposição atemporal que une arte, história, patrimônio e ciência, provocando reflexões a respeito do passado, presente e futuro a partir de obras de artistas convidados e acervos particulares e institucionais.

]