...
Alesc Carlos Moisés da Silva ICMS Jair Bolsonaro João do Bericó João Rodrigues Podemos

Denúncia de uso indevido de crédito de ICMS; Vereador da Capital admite empregar parentes na Alesc e no município; Dória ganha força nas prévias do PSDB e influencia em SC entre outros destaques

Agora estamos nas redes sociais. Segue lá!   Instagram: @scempauta   Twitter:  @scempauta   https://www.facebook.com/scempauta  

Para receber a coluna via WhatsApp, favor enviar mensagem com o seu nome e cidade e salvar o número: 49 98504.8148. Faça parte da lista de transmissão do site que todo mundo lê.

Recebi a informação de que alguns empresários do agronegócio estariam fazendo nota de compra de sacas de milho, de 50 ou mais sacas, mas que na verdade não estariam efetivando a compra.

Alguns desses empresários, então, a partir da emissão da nota, estariam creditando o imposto para vender esses créditos presumidos para supermercados, mesmo não tendo direito. É o chamado “milho de papel”.

Fontes me disseram que a denúncia será levada à Assembleia Legislativa, que discutirá os benefícios relacionados ao ICMS, ainda neste final de ano.

Aproximação

Ontem o governador Carlos Moisés da Silva (sem partido) recebeu na Casa D’Agronômica algumas lideranças do Podemos. O presidente estadual do partido, Camilo Martins, foi acompanhado do deputado federal, Rodrigo Coelho, e do deputado estadual, Nazareno Martins, além dos prefeitos de Blumenau, Mário Hildebrandt; de Palhoça, Eduardo Freccia; e de Mafra, Emerson Mass. Uma ausência comentada foi a do prefeito de Balneário Camboriú, Fabrício Oliveira.

Costuras

Fontes relataram que neste primeiro momento entre o governador, Carlos Moisés da Silva, e lideranças do Podemos, a conversa ficou apenas na questão técnica e administrativa. Sobre uma maior aproximação, é um assunto que poderá ganhar força nos próximos dias, muito embora, há uma forte corrente pró-candidatura própria e que só admite conversas sobre gestão.

Vai exigir

O deputado estadual, Ivan Naatz (PL), exigirá no evento do Partido Liberal no próximo sábado em Lages, que os seus colegas de bancada que estão próximos ao governador, Carlos Moisés da Silva (sem partido), se afastem definitivamente e, adotem uma postura de oposição, lugar o qual o PL se colocou. Os deputados Nilso Berlanda e Maurício Eskudlark estão na base do governo na Alesc.

De Toni em Pauta

A deputada federal, Caroline de Toni (PSL), me concedeu entrevista ontem no programa O Jogo do Poder, na Jovem Pan News de Florianópolis 103, 3 FM e Jovem Pan News de Criciúma 101,5 FM. Confira:

Mondardo em Pauta

A vereadora de Criciúma, Giovana Mondardo (PCdoB), pré-candidata a deputada, também me concedeu entrevista no O Jogo do Poder. Confira:

Jogo do Poder

Hoje eu recebo no programa O Jogo do Poder na Jovem Pan News de Florianópolis, e Jovem Pan News de Criciúma, o deputado estadual, Marcos Vieira (PSDB). No segundo bloco, será a vez do deputado federal, Ricardo Guidi (PSD). O programa tem início às 16h e, além de ouvir, você pode assistir através da Panflix, ou do perfil no Youtube “Jovem Pan Floripa”.

Dória ganha força

O governador de São Paulo, João Dória, parece estar ganhando força na reta final das prévias, as quais definirão o candidato do PSDB à Presidência da República. O jogo ainda está aberto entre ele e o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, mas, é Dória tem feito valer a sua experiência. A questão é que em Santa Catarina as lideranças tucanas aguardam ansiosas, pois sabem que, se Dória vencer, Gelson Merisio estará fora da disputa, por isso, que ele conta com o apoio de Leite para dar uma força política.

Péssimo exemplo em Florianópolis

Ao ser questionado por Maikon Costa (PL) durante a sessão da Câmara de Vereadores de Florianópolis, o vereador João do Bericó (PSL) falou sobre parentes que foram empregados na Assembleia Legislativa. Bericó chega a falar que já está trabalhando para empregar mais um, além dos que já foram nomeados. Até mesmo na Prefeitura da Capital ele afirmou ter primos que ajudaram a construir o seu mandato. Vale lembrar que este caso pode ser entendido como nepotismo cruzado. Assista ao vídeo gravado por Costa:

MDB do Norte com Antídio

O MDB de Joinville realizou um evento com a presença do presidente do MDB do Rio Grande do Sul, Alceu Moreira, que é deputado federal. Ele palestrou sobre a formação política e ainda deu o seu palpite na eleição de Santa Catarina. Para Moreira, o pré-candidato que reúne as melhores condições para o eleitor, é o prefeito de Jaraguá do Sul, Antídio Lunelli. Entre as lideranças que participaram estavam o deputado estadual, Fernando Krelling, o ex-prefeito de Joinville, Udo Döhler, e o vereador Cláudio Aragão. Na oportunidade mais de 200 pessoas se filiaram ao MDB.

Freitas se manifesta

O deputado federal, Daniel Freitas (PSL) se manifestou após correr nos bastidores a informação de que ele poderá disputar uma vaga à Assembleia Legislativa. A coluna também divulgou a informação que o parlamentar nega: “Jamais cogitei sair candidato nas eleições de 2022 a Deputado Estadual e nunca me manifestei de forma que desse a entender esta possibilidade. Não irei concorrer a uma cadeira na ALESC nem pelo PL, nem por nenhum outro partido. Serei candidato à reeleição para Deputado Federal, tenho um mandato consolidado, pautado em resultados que tem sido apresentados ao brasileiros e aos catarinenses. São mais de cem milhões de recursos viabilizados para Santa Catarina, e vou continuar trabalhando para contribuir e dar governabilidade para o Presidente Jair Bolsonaro no Congresso Nacional, como venho fazendo ao longo deste quase três anos. Nesta semana, estarei acompanhando de perto as movimentações da possível filiação do Presidente ao PL e, assim que houver definição, também irei decidir e me pronunciar quanto ao partido que irei me filiar” – Daniel Freitas – Deputado Federal.

Reajuste para a segurança

A Assembleia Legislativa aprovou, por unanimidade, o Projeto de Lei Complementar que trata do reajuste salarial dos servidores da Segurança Pública. A matéria segue para a sanção do governador Carlos Moisés da Silva (sem partido). O reajuste linear a policiais militares foi rejeitado. O projeto aprovado atende policiais civis, servidores do Instituto Geral de Perícias (IGP), policiais e bombeiros militares, estabelecendo diferentes coeficientes de aumento, conforme o nível das carreiras.  Conforme o líder do Governo, deputado Zé Milton Scheffer (Progressistas), o maior percentual, de 33%, está destinado a quem tem os menores salários, e o menor, de 21%, para quem está no topo de carreira.

Ponto para Pawlick

Em meio a eleição da Associação de Praças do Estado de Santa Catarina (Aprasc), a aprovação do reajuste que também contempla os policiais e bombeiros militares, foi considerada como uma vitória do atual presidente, João Carlos Pawlick, que disputa a reeleição. Ele tem atuado nas discussões sobre o salário da categoria.

Problema no SAER

O Helicóptero da Polícia Civil, operado pelo Serviço Aeropolicial de Fronteira (SAER-FRON) no Oeste, está em manutenção há mais de 30 dias. Desse modo, está prejudicado o Atendimento a 86 municípios da Região, em missões policiais e aeromédicas. Em contato com o delegado coordenador e Piloto do SAER, Albert Silveira, soube que a aeronave está em manutenção obrigatória e que o contrato para compra de peças para reposição está sendo providenciado pela Delegacia Geral. Relatou também que neste período a equipe foi direcionada para outras missões na Região de Fronteira e treinamentos. Há rumores de falta de dinheiro e demora nos repasses, situação que tem prejudicado a população.

Contraponto

A coordenação do SAER em Santa Catarina foi procurada e enviou a seguinte nota: “Preliminarmente, também comungamos da sua opinião, quanto a importância dos serviços prestados às causas da segurança pública, como também dos atendimentos aeromédicos, tais prestados pela Polícia Civil e Sara, através da unidade do SaerFron.

Pontualmente com relação a aeronave em questão, como todo equipamento, existe a necessidade de se cumprir as manutenções previstas em seus manuais, e tais, são seguidas rigorosamente, objetivando a segurança de todos, a eficácia operacional e a legislação pertinente.

Contudo, o presente ano, foi atípico, quanto as manutenções, não somente as manutenções preventivas, mas também as manutenções corretivas (não previstas, quando necessitam da substituição de peças e materiais antes do tempo estimado).

Com relação aos supostos rumores da falta de recursos para executar as manutenções, objeto da atual baixa da aeronave. Tais são infundadas, a Delegacia-Geral, disponibilizou os recursos necessários. O que ocorreu, foi o limite de despesas anual com a atual empresa contratada para fornecimento de peças e materiais. Sendo necessário a contratação de outra empresa para fornecimento de peças. Restando como consequência, seguir as normativas burocráticas (licitação) e sua indesejável demora.

Estamos buscando a celeridade que o caso requer, e acreditamos que em um curto espaço de tempo, teremos nossa aeronave disponibilizada em pronto emprego, para dar continuidade aos serviços de excelência, disponibilizados pela Polícia Civil, pelo Sara e demais colaboradores, através da unidade do SaerFron.

Oportuno informar, que a baixa de aeronaves públicas por questões afetas à manutenções, infelizmente é recorrente em todos os órgãos que compõem o sistema de segurança pública e possuem unidades aéreas.

Coloco-me à disposição de Vossa Senhoria, para dirimir qualquer dúvida” – Del. Djalma Alcântara da Silva – Coordenador do Saer

Para receber a coluna via WhatsApp, favor enviar mensagem com o seu nome e cidade e salvar o número: 49 98504.8148. Faça parte da lista de transmissão do site que todo mundo lê.

Agora estamos nas redes sociais. Segue lá!   Instagram: @scempauta   Twitter:  @scempauta   https://www.facebook.com/scempauta