...
Alesc; Fecomércio; Rancho Queimado; Volnei Weber

Comércio com boas expectativas de vendas para o Dia dos Namorados; Covid-19: Vacinação por idade avança na Grande Florianópolis e na Alesc estão em debate transparência na vacinação e o fim do home office para servidores estaduais; A premiada preservação ambiental em Rancho Queimado

Namorados, noivos ou até mesmo os casados garantem todos os anos uma boa movimentação no setor do comércio e de serviços. Afinal 12 de junho é comemorado o Dia dos Namorados, uma das melhores datas para estes setores.

A data é comemorada com presentes, jantares, passeios e viagens. Com a pandemia o comportamento de consumo mudou. A Federação do Comércio de Santa Catarina (Fecomércio) realizou pesquisa e constatou mudanças por conta do isolamento social. A maioria dos pesquisados afirmou que não iria sair (68,7%), porém este ano o percentual caiu para 44,2%. Já a pretensão de almoçar ou jantar fora (35,1%) teve alta de 22,9 p.p em relação a 2020 (12,2%).

A pesquisa da Fecomércio SC sobre a Intenção de Compras no Dia dos Namorados foi realizada com 1.123 pessoas, entre os dias 04 e 18 de maio, em Blumenau, Chapecó, Criciúma, Florianópolis, Itajaí, Joinville e Lages.

Os consumidores enamorados programam-se para um gasto médio este ano em torno de R$ 142,62, menos do que no ano passado.

Vacinação avança

A Prefeitura de Florianópolis, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, ampliou desde sábado a vacinação contra a Covid-19 para pessoas a partir de 56 anos.

Nos próximos dias, será divulgada a logística para novos grupos, no site pmf.sc.gov.br, no site do covidometrofloripa.com.br e nas redes sociais da Prefeitura.

Em São José, na Grande Florianópolis, a vacinação desta faixa etária começa nesta segunda-feira (7). Para agilizar a vacinação, a Secretaria de Saúde solicita que seja feito cadastro neste link.

Em Palhoça o final de semana foi de vacinação de pessoas com idade a partir de 57 anos.

O município pede que no momento da vacinação é preciso apresentar a carteira de identidade ou um documento com foto, o número de cadastro na Unidade de Saúde, o Cartão Nacional do SUS e um comprovante de residência nominal.

Mais transparência na vacinação

Tramita na Assembleia Legislativa de Santa Catarina projeto do deputado Volnei Weber (MDB), que dispõe sobre procedimentos para aumentar a transparência ao cidadão na administração de vacinas contra a Covid-19.

O projeto foi aprovado na última semana na Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público e segue para a Comissão de Saúde.

Segundo o parlamentar autor do projeto de Lei 56/2021, o objetivo é o de estabelecer maior controle no processo vacinatório e evitar possíveis fraudes.

Fim do home office para servidores do Estado

Ainda na Comissão de Trabalho da Alesc foi aprovada a proposta do deputado Sargento Lima (PSL) para envio de uma indicação ao governador do Estado de suspensão dos trabalhos em home office dos servidores públicos de Santa Catarina. O deputado defendeu que o governo suspenda o regime de home office daqueles que não possuem comorbidade e que ainda estão trabalhando em casa e citou o apagão ocorrido no Meio Oeste como exemplo de prejuízo à sociedade pelo que chamou de “coronaférias”.

Boas Práticas – O modelo premiado de Rancho Queimado na preservação ambiental

Neste mês de junho em que diversas práticas enaltecem a importância da preservação ambiental, destaco a premiada ação desenvolvida pelo município de Rancho Queimado, na Grande Florianópolis.

Rancho Queimado conquistou o Prêmio Nacional Gestor Público 2019 em Boas Práticas na área de Meio Ambiente. O município venceu 1682 concorrentes com o projeto de compostagem R4 – Rancho, Reduz, Recicla, Recomeça. A iniciativa, que é referência para o Ministério do Meio Ambiente para pequenos municípios, agora ganha projeção também naqueles de maior porte e vem sendo ampliado.

O projeto R4 prevê a distribuição de composteiras para a comunidade e a educação ambiental na segregação de resíduos orgânicos na fonte. No ano passado, ficou em primeiro lugar em estrutura e na quarta posição geral entre os 330 municípios de todo o país que disputaram edital de apoio a projetos de compostagem promovido pelo Fundo Nacional do Meio Ambiente e pelo Fundo Socioambiental da Caixa Econômica Federal. O reconhecimento rendeu R$ 520 mil para estimular os moradores a lidarem com os resíduos em suas próprias residências.

Oficinas e acompanhamento técnico tiram as dúvidas e possibilitam a produção de adubo e a realização de ações educativas para incentivar os cidadãos a plantarem alimentos, temperos e ervas medicinais. Como Rancho Queimado possui uma população pequena – pouco mais de 3 mil habitantes – a prefeitura pretende fazer com que o R4 chegue a todas as casas. 

E o Legislativo Municipal também colabora. Quem não respeitar as normas de boas práticas pode ser multado pela lei aprovada.