Daniela não renova decreto e torcidas podem assistir aos jogos nos estádios; Merisio e o comando do TJ; Podemos deve anunciar mais dois nomes no governo Daniela entre outros destaques

Para seguir recebendo a coluna via WhatsApp, favor salvar o número: 49 98504.8148. Para quem ainda não recebe, favor enviar mensagem para o mesmo número.

 

FAZER JORNALISMO COM INDEPENDÊNCIA CUSTA CARO. ASSINE O SCEMPAUTA E APOIE A CONTINUIDADE DE NOSSO TRABALHO!

O Podemos deve aumentar a sua participação no governo interino de Daniela Reinehr (sem partido). Informações de bastidores dão conta de que, André Espezim, um dos homens de confiança do prefeito de Blumenau, Mário Hildebrandt (Podemos), e o presidente do Podemos no município, Erivaldo Caetano Júnior, o Vadinho, devem ser confirmados em cargos adjunto.

A fonte ligada ao núcleo duro do governo de Daniela, relatou que foram destinadas as vagas de adjunto da Casa Civil e da Infraestrutura. Ambos são indicados pelo ex-deputado federal, Paulinho Bornhausen, ocupando a cota destinada ao deputado estadual, Laércio Schuster (PSB), que deu o voto decisivo a favor do afastamento de Moisés, após um acordo firmado com Daniela e Gelson Merisio (PSDB).

Diariamente, os acordos feitos por Daniela para chegar ao comando do Estado têm sido revelados. Até mesmo, a indicação de desembargadores entrou no pacote. Resta saber, como funcionará um governo interino, dividido entre Merisio, Paulinho Bornhausen e o senador Jorginho Mello (PL).

 

Revelador?

Ontem durante a sua fala no plenário da Assembleia Legislativa, o deputado estadual Jessé Lopes (PSL) defendeu a governadora interina, Daniela Reinehr (sem partido). Criticando os nomes anunciados até o momento, Lopes deixou subtendido de que teria conhecimento das negociações de Daniela para chegar ao poder. “Aí nós temos que entender. Cada um faz o seu julgamento, se é certo ou é errado, mas teve que conversar. Era isso, ou era o Moisés, politicamente é isso aí, infelizmente”, disse o deputado.

 

Merisio com Ponticelli

O conceituado restaurante Artusi em Florianópolis, foi o local escolhido ontem para um almoço entre o pré-candidato a governador, Gelson Merisio (PSDB), e o prefeito de Tubarão, Joares Ponticelli, nome do Progressistas para a majoritária estadual. Conforme eu já havia adiantado neste espaço, Merisio tenta construir uma aliança que pelos seus cálculos, o deixaria com mais prefeitos do que o MDB. No cálculo feito por Merisio, se juntar o Progressistas com o seu partido, o PSDB, mais o Podemos e o PSL, já que se aproximou do deputado Fábio Schiochet, terá encaminhado um forte projeto para a disputa da Casa D’Agronômica. Ponticelli é o nome que Merisio deseja para vice, muito embora ainda possa parecer pré-maturo, o tucano entende que se antecipar é chegar numa condição diferenciada em relação aos demais projetos.

 

Mais poder no TJ

O ex-deputado estadual, Gelson Merisio (PSDB), já é conhecido por ser um grande articulador na esfera judiciária. Acontece que durante o almoço de ontem no restaurante Artusi em Florianópolis, com o prefeito de Tubarão, Joares Ponticelli (Progressistas), Merisio disse que se Daniela Reinehr (sem partido) ficar até o próximo ano à frente do Governo do Estado, que ele terá cinco vagas no Tribunal de Justiça. Segundo uma fonte, esse foi um dos termos do acordo para que o tucano ajudasse no afastamento do governador, Carlos Moisés da Silva (PSL). “O Merisio vai mandar mais do que o presidente do Tribunal de Justiça”, afirmou a fonte, destacando que se Daniela ficar, o ex-deputado aumentará a sua influência nos rumos do judiciário catarinense.

 

Público nos estádios

 Expirou ontem o decreto do Governo do Estado, que proibia o acesso de público nos estádios catarinenses. Em plena pandemia, a governadora interina Daniela Reinehr (sem partido) não renovou o decreto assinado pelo ainda governador, Carlos Moisés da Silva (PSL), no ano passado e, que tinha validade até o dia de ontem. Se quiser editar um novo decreto, Daniela terá que convocar o Centro de Operações de Emergência em Saúde (COES). Acontece que é preciso, pelo menos, 12 horas de antecedência e, como amanhã é feriado, é possível que somente na segunda-feira aconteça a reunião. O problema, é que neste final de semana tem rodada do Campeonato Catarinense de Futebol e, os clubes que desejarem, poderão jogar com público em seus estádios.

 

Cobrança dura

A deputada estadual Ana Caroline Campagnolo (PSL) foi ontem à Tribuna criticar a governadora interina, Daniela Reinehr (sem partido). Ela destacou a coluna de ontem do SCemPauta, que mostrou os bastidores do vale tudo pelo poder de Daniela, além da falta de coerência ideológica. Ana criticou duramente a nomeação de Gerson Schwerdt para o cargo de chefe da Casa Civil, devido as críticas que ele fez via rede social a setores do conservadorismo.

 

Encontros protocolares

A governadora interina, Daniela Reinehr (sem partido) realizou visitas que não foram mais do que, protocolares. Primeiro ela visitou o presidente da Assembleia Legislativa, Mauro De Nadal (MDB). Encontro sem muita empolgação, De Nadal colocou o parlamento à disposição para dialogar com o governo interino. Daniela também visitou o presidente do Tribunal de Justiça, Ricardo Roesler.

 

Bens indisponíveis

Foi mantido pelo Superior Tribunal de Justiça o bloqueio liminar de bens do ex-secretário de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, Cesar Souza Junior, da empresa Result Consultoria e Administração de Negócios e de seu proprietário, Douglas José Alexandria Rocha. O bloqueio foi requerido pelo Ministério Público em uma ação civil pública por suposto ato de improbidade administrativa que alcança o valor de R$ 8,6 milhões. Na ação, o Ministério Público sustenta que houve possível fraude com direcionamento na licitação e contratação, em 2011, de um software pela Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, que poderia ser disponibilizado gratuitamente pelo Estado, uma vez que a Secretaria de Administração já havia efetuado a compra do mesmo programa. O valor da contratação, R$ 2,87 milhões, era supostamente superfaturado.

 

Amunesc

A situação da pandemia na região da Associação de Municípios do Nordeste de Santa Catarina (Amunesc), foi mais uma vez pauta de reunião entre os prefeitos. Foram apresentados índices por município, sinalizando melhora no panorama de algumas cidades, e piora nos indicadores de outras. O município da região com maior crescimento de casos positivos é Balneário Barra do Sul, com variação de 206% com relação ao período anterior. Campo Alegre, São Bento do Sul e Araquari também apresentaram crescimento preocupante. Em contrapartida, municípios como São Francisco do Sul, Itapoá e Joinville tiveram regressão no número de caso na comparação dos dois períodos. Somente Joinville, a diferença foi de -17% nos últimos 13 dias.

 

Leitos desativados

A desativação dos 40 leitos da Enfermaria 2 do Centro Avançado de Atendimento Covid-19 (CAAC), foi anunciada pelo prefeito de Chapecó, João Rodrigues (PSD), ontem à noite. O motivo da desativação foram as quase 100 altas e cerca de 80 transferências de pacientes que foram atendidos na estrutura montada há pouco mais de um mês, no Centro de Cultura e Eventos.

 

Incentivo a aviação

O deputado estadual, Marcos Vieira (PSDB), sugeriu que o governo catarinense baixe de 12% para 7% o ICMS para todas as empresas aéreas que mantenham as linhas Chapecó-Florianópolis-Chapecó e Chapecó-Navegantes-Chapecó. A solicitação foi feita durante a audiência pública virtual promovida pelas comissões de Finanças e Tributação e de Transportes e Desenvolvimento Urbano. O evento teve como pauta a suspensão dos voos diretos entre Chapecó e Florianópolis pela companhia aérea Azul, desde o último dia 20 de março.

 

Tucana assume

O PSDB de Santa Catarina comemora mais uma deputada federal no partido. Trata-se de Norma Pereira que ocupou uma cadeira na Câmara de Vereadores de Canoinhas por duas vezes e, em 2018, concorreu a deputada federal. Ela recebeu 24.626 votos e chegou à vaga de segunda suplente da coligação. A primeira suplência era de Marco Tebaldi, que faleceu em outubro de 2019. Agora, ela assume a vaga de Carmem Zanotto (Cidadania), que estará à frente da Secretaria de Estado da Saúde.

 

ATENÇÃO!!

Devido a um problema de memória do telefone, alguns contatos de pessoas que pediram para receber a coluna foram perdidos. Se você pediu para receber via WhatsApp, mas não está recebendo, favor informar novamente o número. Obrigado!

 

Para seguir recebendo a coluna via WhatsApp, favor salvar o número: 49 98504.8148. Para quem ainda não recebe, favor enviar mensagem para o mesmo número.

 

FAZER JORNALISMO COM INDEPENDÊNCIA CUSTA CARO. ASSINE O SCEMPAUTA E APOIE A CONTINUIDADE DE NOSSO TRABALHO!