...
Antônio Andrade Demilton de Castro João Magalhães Joesley Batista Ricardo Saud

Joesley Batista, vice-governador mineiro entre outros alvos são presos pela PF

O diretor da JBS, Joesley Batista, voltou a ser preso na manhã de hoje pela Polícia Federal em mais uma fase da Lava Jato, é a Operação Capitu. Além dele, outro executivo da empresa, Demilton de Castro, o vice-governador de Minas Gerais, Antônio Andrade (MDB), e o deputado João Magalhães (MDB) também estão entre os presos.

A operação investiga um suposto esquema de corrupção no Ministério da Agricultura no então governo de Dilma Rousseff (PT). Ricardo Saud ex-diretor do grupo JBS, também é alvo, porém, há uma informação de que ele estaria em viagem. Ainda não está confirmada a sua prisão.

Segundo a PF, ao todo estão sendo cumpridos 63 mandatos de busca e apreensão e, 19 mandatos de prisão temporária, nos estados do Distrito Federal e em Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Paraíba e Mato Grosso. Uma delação do doleiro Lúcio Funaro, ligado ao MDB, é que motivou a ação.

De acordo com o delator, o atual vice-governador teria recebido propina para favorecer a JBS, beneficiando políticos do MDB.