...
Caroline de Toni Jorginho Mello Leandro Sorgatto PL

Os bastidores do acordo para filiação de Sorgatto ao Partido Liberal

O empresário Leandro Sorgatto (MDB) aceitou se filiar ao PL, após ouvir do governador Jorginho Mello (PL) que haveria um acordo com o prefeito de Chapecó, João Rodrigues (PSD), visando uma possível eleição suplementar ao Senado. O governador entende que, sendo Seif cassado por abuso do poder econômico, haverá uma nova eleição à Câmara Alta, e Rodrigues seria candidato com o apoio natural do bolsonarismo. Isso tiraria João Rodrigues do pleito de Chapecó, deixando a eleição em condições de igualdade para quem for candidato, e nesse caso, entraria Sorgatto.

Além disso, Jorginho consegue se livrar de um problema com a deputada federal Caroline de Toni. No comando do PL de Chapecó, a parlamentar teve frustrada a tentativa de filiar três vereadores ao seu partido. Isso fez com que ela ficasse com apenas um nome em condições de se eleger, que é o atual vereador Neuri Mantelli, que é seu desafeto. Frente à dificuldade de formar uma base e não conseguir justificar um eventual baixo desempenho, Caroline largou a toalha e agora comemora ter se livrado de um problema, já que o comando do PL local passará para Leandro Sorgatto, que chegará com a missão de fazer partido.

Quanto a João Rodrigues, não consegui falar com ele, mas, conforme apurei, não há qualquer acordo dele com Jorginho e mais. Ele já afirmou publicamente que disputará a reeleição com chapa pura.

Atenção!!! Vem aí o novo SCemPauta. Novos colunistas, entre outras novidades. Aguarde!