...
Chapecó João Rodrigues Jorginho Mello Leandro Sorgatto PL PSD

EXCLUSIVO: A cartada de Jorginho Mello em Chapecó

Deve ocorrer na próxima sexta-feira (09) a filiação do empresário Leandro Sorgatto ao Partido Liberal. A data ainda não é confirmada oficialmente, mas é certo que o governador Jorginho Mello (PL) irá a Chapecó para filiar Sorgatto, que é segundo suplente de deputado federal pelo MDB. Segundo fontes ligadas ao PL, a ideia de Jorginho é lançar o empresário como candidato dos liberais a prefeito.

Conversei há pouco com Sorgatto. Ele se mostrou surpreso com o vazamento da informação, mas admite que a filiação deverá ocorrer, sem confirmar a data. Quanto a uma possível candidatura, Sorgatto me disse que ainda não foi convidado pelo governador para ser o nome do partido, mas deixou escapar que, se houver a oportunidade, pensará.

Jorginho tem enfrentado uma grande dificuldade para conseguir um candidato em Chapecó devido à força do prefeito João Rodrigues (PSD), favorito a se reeleger. O nome da deputada federal Caroline de Toni (PL) era o preferido, porém, ela será mãe e tem um acordo familiar para que não dispute a eleição em Chapecó. (segue após o anúncio)

A movimentação de Jorginho pode ser uma resposta às três filiações feitas pelo PSD, de importantes lideranças do PL em municípios de sua base eleitoral, o Meio-Oeste. Além disso, tentar atrapalhar a reeleição de João Rodrigues faz parte dos planos, pois, uma vez reeleito, o atual prefeito se tornará um forte nome para a disputa ao Governo do Estado em 2026. Sorgatto é um empresário respeitado, mas nunca foi testado numa eleição majoritária e não se elegeu a deputado.

Também é preciso estar atento à reação do MDB, atual partido de Leandro Sorgatto. Perder um ativo de 38.605 votos estando na base do governo será algo difícil de explicar para a militância emedebista.