...
Alesc Alexandre Oltramari Carlos Moisés da Silva Daniela Reinehr Décio Lima Esperidião Amin Gean Loureiro Jair Bolsonaro Jorginho Mello Moacir Sopelsa

Fundo Eleitoral agita os bastidores do PL; Marqueteiro deixa campanha de Moisés; Os favoritos na disputa do Quinto ao TJSC entre outros destaques

  Agora estamos nas redes sociais. Segue lá!
 
Instagram: @scempauta
 
Twitter:  @scempauta
 
https://www.facebook.com/scempauta

Faça parte do grupo do SCemPauta no Whatsapp. Não será aberto aos debates, será apenas para o envio das informações que divulgamos. Clique no link para acessar!! Qualquer problema favor entrar em contato via Whatsapp : 49985048148

O Fundão Eleitoral está dando o que falar no Partido Liberal do senador, Jorginho Mello, que disputa o Governo do Estado. O que era falado somente nos bastidores, passou a vazar através de lideranças que estão insatisfeitas com a liberação de recursos sem o mínimo critério.

Ao terem acesso ao repasse feito pelo partido no valor de R$ 2,5 milhões para a vice-governadora, Daniela Reinehr, que é candidata a deputada federal, outros candidatos, tanto os que tem mandato, quanto os que estão buscando a primeira eleição, não esconderam a insatisfação. Um dos nomes que se sentiram incomodados, foi o candidato ao Senado, Jorge Seif Júnior, que recebeu R$ 2 milhões do Fundão.

Entre os candidatos que disputarão vaga para a Câmara Federal, alguns receberam R$ 1 milhão, caso, por exemplo, de Zé Trovão. “É um nome que surgiu do nada e está sendo favorecido em detrimento dos que realmente ajudam o partido”, afirmou uma liderança. Um nome que ainda não teria recebido, é Ari Rabaiolli, que ao contrário de Trovão, tem um trabalho comprovado na defesa do setor de transportes.

Se o tom das reclamações aumentou entre os candidatos a federal, entre os estaduais a insatisfação é ainda maior, já que nada, ou pouco repasse foi feito. “Querem que os candidatos a deputado trabalhem, ajudem o partido, mas não dão condição para isso”, lamentou outra fonte.

Governador interino

O deputado estadual, Moacir Sopelsa (MDB), assumiu o Governo do Estado no sábado (03), onde pretende deixar a sua marca. Ele ficará por um espaço menor de tempo, 30 dias, mas é a oportunidade para encerrar uma carreira política vitoriosa. Sopelsa apresentará na condição de governador interino, um projeto de lei o qual, segundo ele, atingirá as questões sociais e econômica.

Marqueteiro deixa a campanha

Anunciado anteriormente como o marqueteiro do governador, Carlos Moisés da Silva (Republicanos), Alexandre Oltramari deixou a campanha, segundo informação da colega Karina Manarin. O assunto é proibido entre integrantes da coligação, mas o que causou a saída de Oltramari foi problema de caixa, situação que abordei numa coluna que escrevi há alguns dias. Segundo fontes, quem está coordenando a campanha é Maira Magno, da agência OneWG, que tem por trás Wilfredo Gomes. O partido de Moisés, o Republicanos, ainda não enviou o fundo, por isso, Oltramari ficará apenas como consultor dando pitacos esporádicos, já que está à frente das campanhas do governador de São Paulo, Rodrigo Garcia (PSDB), e de Alexandre Kalil (PSD), em Minas Gerais.

Desgaste

Uma fonte também relatou que, além da questão financeira, o marqueteiro Alexandre Oltramari não gostou de ter sido contrariado na questão da posse do presidente da Assembleia Legislativa, Moacir Sopelsa (MDB), no cargo de governador interino. Oltramari teme que o slogan “Aqui tem Governador” perca o sentido sem Moisés no cargo. Conforme relatei, coube a Oltramari comunicar a Sopelsa, que ele não assumiria, situação que somente mudou quando o MDB mostrou insatisfação. O marqueteiro não teria gostado nada de ter sido desautorizado.

Movimentação de Boeira

O roteiro do candidato ao Governo do Estado, Jorge Boeira (PDT), passou pela Região Norte do estado. Ele cumpriu agenda em Jaraguá do Sul e Joinville. Nas duas cidades, o ex-deputado federal esteve com a imprensa e com lideranças pedetistas. Questionado sobre como tratará o dinheiro público, se for eleito, Boeira lembrou que já demonstrou respeito pelo imposto pago pelo trabalhador em seus quatro mandatos na Câmara.

No Vale

Os candidatos da Frente Democrática (PT, PSB, PCdoB, PV e Solidariedade) encerraram uma série compromissos no Vale, com um ato que reuniu mais de 200 apoiadores em Itajaí. O candidato ao Governo do Estado, Décio Lima (PT), foi recebido por apoiadores e realizou uma caminhada em defesa da Democracia ao lado da candidata a vice-governadora, Bia Vargas (PSB), e o candidato ao Senado, Dário Berger (PSB). A caminhada aconteceu no calçadão da Rua Hercílio Luz, no Centro da Capital.

De volta ao cargo

A vereadora de Biguaçu, Salete Cardoso, retornará à Câmara de Vereadores, após ter sido afastada. Ela foi acusada de ser servidora fantasma do município, o que gerou a abertura de uma CPI. Mesmo com o reconhecimento de não ter sido fantasma, ela foi cassada por ingerência. O Judiciário reconheceu quatro nulidades no processo, determinando a extinção da CPI e o retorno de Salete ao cargo.

Roteiro

Os candidatos a deputado estadual, Juliano Campos, e a deputado federal, Djalma Berger, ambos do PSB, encerraram mais um roteiro. Campos que é ex-prefeito de Governador Celso Ramos, realizou ao lado de Djalma, o roteiro que foi chamado pela dupla de “Abraçando Santa Catarina”, que teve início em Joinville, subindo para o Oeste por São Bento do Sul. Ao todo foram visitados mais de 35 municípios. Na foto, reunião com lideranças de Campos Novos.

Pesos pesados

O meio jurídico se articula para a escolha dos nomes que vão disputar uma vaga de desembargador pelo Quinto Constitucional do TJSC. Alguns nomes, pesos pesados, despontam como favoritos, dentre eles Alisson de Bom de Souza, atual procurador-geral do Estado, João de Nadal, Marcelo Pellegrino, advogado eleitoral e Luciano de Lima, de perfil mais discreto e com bom trânsito nos bastidores da Justiça e da política.

Piso da enfermagem

“A lei 14.434 está protegida pela Emenda Constitucional 124, que garante a segurança jurídica do piso ”, enfatizou a deputada federal Carmen Zanotto (Cidadania), após receber a notícia da suspensão do pagamento do piso da enfermagem pelo Supremo Tribunal Federal. Para a parlamentar, com a suspensão por 60 dias, agora é o momento de reforçar a luta na Câmara, no Senado e no Governo Federal em busca das fontes de financiamento. A deputada ainda lembra que propostas podem ser votadas na Câmara e no Senado para garantir o piso, a exemplo da Regulamentação dos Jogos, Royalties do Petróleo, Tributação dos Lucros e Dividendos e Fundos Públicos da União.

Pedindo espaço

Entre os candidatos novatos que pedem espaço, está o Coronel Feres. Foi aluno fundador do Colégio Militar de Brasília, em 1979, e ingressou no Exército no ano de 1982. Feres é candidato a deputado federal e integra uma ala mais conservadora do União Brasil.

Acalej

A promotora de Justiça Helen Crystine Corrêa Sanches é a mais nova integrante da Academia Catarinense de Letras Jurídicas (ACALEJ). Em solenidade realizada no auditório do edifício-sede do Ministério Público, ela foi empossada e passou a ser a primeira ocupante da cadeira nº 25 da ACALEJ, que tem como patrono o Ministro Luiz Assunção Gallotti. 

Faça parte do grupo do SCemPauta no Whatsapp. Não será aberto aos debates, será apenas para o envio das informações que divulgamos. Clique no link para acessar!! Qualquer problema favor entrar em contato via Whatsapp : 49985048148

  Agora estamos nas redes sociais. Segue lá!
 
Instagram: @scempauta
 
Twitter:  @scempauta
 
https://www.facebook.com/scempauta