...
Arcanjo 06 Esperidião Amin Gean Loureiro Jair Bolsonaro Jorginho Mello

O recado de Bolsonaro; Estado não tem equipe para transporte de pacientes à noite; Clima quente no PL entre outros destaques

  Agora estamos nas redes sociais. Segue lá!
 
Instagram: @scempauta
 
Twitter:  @scempauta
 
https://www.facebook.com/scempauta

Faça parte do grupo do SCemPauta no Whatsapp. Não será aberto aos debates, será apenas para o envio das informações que divulgamos. Clique no link para acessar!! Qualquer problema favor entrar em contato via Whatsapp : 49985048148

GRUPO 3 –  https://chat.whatsapp.com/JPB8riQQicgCz3XsZE1xFu

O Governo do Estado não tem equipe para o transporte aeromédico no período noturno, ou seja, das 19h às 09h da manhã do dia seguinte, não são realizadas transferências de pacientes. Somente agora, mais de vintes dias após ter questionado a assessoria de comunicação do governo, que recebi a resposta, após alguma insistência.

De acordo com o superintendente de Urgência e Emergência da Secretaria de Estado da Saúde, Sandro Fonseca, não há profissionais à noite em função da inexistência do serviço. Através de nota, ele explica que o Governo tem dois tipos de serviço aeromédico: o de asa fixa, ou seja, avião; e de asa rotativa, no caso, helicóptero. “Asa fixa é destinada para transporte de pacientes graves, mas estáveis. Geralmente é um serviço prestado ao paciente de leito a leito. Exemplo: de UTI para outra UTI. É um serviço aplicado sem urgência, uma vez que os pacientes só podem ser transportados em condição estável”, explicou.

No caso desse transporte, Fonseca explica que ele é feito durante o dia e não são realizados à noite, porque nem todos os aeroportos recebem pouso noturno por falta de iluminação, além de que nem todos operam a noite. “Só pra ter ideia, o aeroporto de Florianópolis fecha às 2h30 da manhã; o de Joinville fecha às 23h50. Não há operação 24h em nenhum aeroporto do Estado, nem nos internacionais. No interior do estado, a restrição é ainda maior. Mesmo os aeroportos que têm balizamento noturno não têm horário de funcionamento. Ou fecham por volta das 20h, 21h, ou só abrem por demanda, geralmente do pessoal local dos clubes que funcionam naquela região”, relatou.

Ao conversar com alguns profissionais da área da saúde, ouvi que mesmo com as limitações de horário e balizamento, seria possível sim, ter uma equipe para o transporte de pacientes no período noturno. Eles defendem que, a partir da estabilização do paciente, o quanto antes ele for transferido, mais chance terá de se recuperar, ao contrário do que ocorre hoje, que mesmo estabilizado precisa esperar amanhecer para ser transferido. Se vermos os horários citados pelo próprio responsável pelo setor, os aeroportos encerram as atividades de pouso e decolagem entre 23h50 e 2h30 da manhã, portanto, até esse horário muitas vidas podem ser salvas.

Transporte de órgãos

Na resposta que recebi do Governo do Estado, também é dito que o procedimento com o uso de helicóptero pode ser feito no período noturno, porém, o Estado não tem aeronaves biturbinas para realizar a operação, inclusive com pacientes. Segundo a nota, há um projeto na Secretaria da Saúde para que serviço deste tipo seja implementado no ano que vem. “Uma aeronave biturbina poderia operar 24h, mediante outras ações, como uso de óculos de visão noturna para fazer essas operações à noite e algumas tomadas de segurança de restrição de operação. Esses são os motivos de, hoje, não operarmos 24h com o transporte de pacientes”.

Apoio de Itapema

Ontem o candidato ao Governo do Estado, Gean Loureiro (UB), esteve em Itapema acompanhado de seu candidato a vice, Eron Giordani (PSD), e ao Senado, Raimundo Colombo (PSD). Eles foram recepcionados pela prefeita, Nilza Simas (PSD). Além de articular o encontro, Nilza também construiu com 12, dos 13 vereadores do município, um apoio suprapartidário a Gean. São vereadores do MDB, PSDB, além do UB e PSD.  

O recado de Bolsonaro

O candidato ao Governo do Estado, Esperidião Amin (Progressistas), participou ontem, em Brasília, de um café da manhã com os candidatos a governadores, vices e senadores de seu partido, com o presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), e o ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira. Além de Amin, concorrem ao governo do Estado em outras regiões do país pelos Progressistas, Luiz Carlos Heinze, no Rio Grande do Sul, Antonio Denarium, em Roraima, e Gladson Cameli, no Acre. Em dado momento, Amin e Bolsonaro mantiveram um pequeno diálogo que até o momento não foi revelado. O que chamou a atenção foi a fala de Bolsonaro destacada pela Comandante Nádia, candidata ao Senado pelo Progressistas no Rio Grande do Sul, em um vídeo gravado por Amin. “O Bolsonaro disse que onde tiver mais de um palanque da base bolsonarista, ele não vai se meter. O eleitor pode decidir por ele só”, afirmou.  

E agora?

Vale lembrar que o presidente, Jair Bolsonaro (PL), gravou um vídeo para o senador, Jorginho Mello (PL). Após a reunião de ontem, como fica essa situação? Como o presidente vai desfritar esse ovo, ou será que vídeos para mais candidatos também serão gravados?

Sem fundo

O clima no PL não é dos melhores, após o senador, Jorginho Mello (PL), candidato ao Governo do Estado, ter anunciado em reunião que os candidatos a deputado estadual não serão ajudados com repasses do Fundo Eleitoral. Jorginho chegou a fazer uma nota criticando o fundo e destacou que para os candidatos a deputado federal, terá dinheiro, que será liberado pela executiva nacional. A reclamação é grande e tem gente afirmando que Jorginho não usa o Fundo Eleitoral, mas faz o uso do Fundo Partidário. O deputado estadual, Maurício Eskudlark, foi o único a se posicionar até o momento, a favor de Jorginho. “Nem faço questão. Depois vem uma mixaria e nós levamos a fama”, afirmou.

Eleição

Foi instaurado ontem, no âmbito do Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (TRE), o Gabinete de Pronta Resposta (GPR) para as Eleições 2022. O grupo é formado por 31 instituições estaduais e atuará na prevenção e no tratamento de incidentes durante o período eleitoral. A cerimônia de lançamento do GPR foi conduzida pelo presidente da Corte, desembargador Leopoldo Brüggemann, pelo diretor-geral do TRE, Gonsalo Ribeiro, e pela secretária da Corregedoria Regional Eleitoral, Renata Fávere, que esteve representando o corregedor, desembargador Alexandre d’Ivanenko. Cada instituição desempenhará seu papel de acordo com a respectiva atribuição para, em conjunto, promover a segurança, a transparência e a lisura do processo eleitoral.

Faça parte do grupo do SCemPauta no Whatsapp. Não será aberto aos debates, será apenas para o envio das informações que divulgamos. Clique no link para acessar!! Qualquer problema favor entrar em contato via Whatsapp : 49985048148

GRUPO 3 –  https://chat.whatsapp.com/JPB8riQQicgCz3XsZE1xFu

  Agora estamos nas redes sociais. Segue lá!
 
Instagram: @scempauta
 
Twitter:  @scempauta
 
https://www.facebook.com/scempauta