...
Dalírio Beber Esperidião Amin Federação PSDB e Cidadania Geovânia de Sá Leonel Pavan Paulo Bauer PSDB

PSDB realiza convenção, mas a decisão fica para a Federação

O PSDB realizou hoje a sua convenção estadual. Como está federado com o Cidadania, a reunião não foi deliberativa, apenas indicativa para a convenção da Federação que acontecerá na quinta-feira (04) na sede do partido. Serão os 11 delegados, 8 tucanos e 3 do Cidadania, que definirão o futuro.

Nos discursos, várias lideranças foram contundentes em relação a importância do partido no Estado, sendo o terceiro que mais governa catarinenses. O prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro, e o ex-senador Paulo Bauer, lembraram da história do PSDB, sendo que Salvaro destacou que o partido merece estar na majoritária.

Durante a convenção, o presidente estadual do MDB, Edinho Bez, e o deputado federal, Celso Maldaner (MDB), compareceram ao evento. Ficaram poucos minutos e foram embora.

Encaminhamento

O sentimento das lideranças tucanas com quem conversei é pró-aliança com o candidato ao Governo do Estado, Esperidião Amin (Progressistas). Acontece que os tucanos ainda aguardam um gesto do senador que seria o de abrir para o PSDB as vagas ao Senado e de vice. Quatro nomes estão no jogo que são o ex-governador, Leonel Pavan; a deputada federal, Geovânia de Sá; e os ex-senadores Paulo Bauer e Dalírio Beber.

Questionado se Amin não abrir as duas vagas, uma liderança respondeu que ficam abertas algumas alternativas de espaço, cabendo ao progressista construir as possibilidades que contemplem o PSDB.

Presença curiosa

Gerou curiosidade a presença do secretário de Estado da Casa Civil, Juliano Chiodelli. A leitura de algumas fontes é que Chiodelli quis gerar em nome do governo, uma espécie de constrangimento. Chiodelli fez questão de ficar no fundo da sala, mas em local onde podia ser visto pela mesa da executiva tucana.