...
Alesc Antídio Lunelli Carlos Moisés da Silva Celso Maldaner Gean Loureiro Joares Ponticelli MDB Raimundo Colombo Udo Döhler

Em meio a indecisão da bancada, Antídio monta o seu time; A provocação de Moisés a Colombo; Progressistas de olho nas movimentações de Ponticelli entre outros destaques

  Agora estamos nas redes sociais. Segue lá!
 
Instagram: @scempauta
 
Twitter:  @scempauta
 
https://www.facebook.com/scempauta

Para receber a coluna via WhatsApp, favor enviar mensagem com o seu nome e cidade e salvar o número: 49 98504.8148. Faça parte da lista de transmissão do site que todo mundo lê.

Em meio a indecisão da bancada, Antídio monta o seu time

A bancada estadual do MDB volta a se reunir hoje no almoço das terças-feiras, para mais uma vez discutir o projeto do partido visando a eleição deste ano. A novidade da vez é a desaceleração, pois, segundo um deputado, é o momento de ter calma, pois as decisões ficarão apenas para agosto.

A fala do parlamentar mostra que a bancada, ou pelo menos, parte dela, deseja colocar água fria na fervura, provocada pelo impasse sobre o projeto eleitoral. Uma liderança chegou a criticar o fato de que os deputados estaduais que gozavam de tanta força junto aos prefeitos, não terem conseguido vencer Celso Maldaner e Antídio Lunelli. “Está cada um pensando na sua eleição, o projeto estadual já está comprometido”, afirmou.

A afirmação feita pela fonte se deve ao entendimento de que, o partido chegou a uma divisão devido à falta de habilidade, tanto de Maldaner, quanto de outras lideranças. Em falar no líder emedebista, o relato do almoço da semana passada é de que houve uma fala um pouco mais áspera, o que segundo um parlamentar, fez com que Maldaner ficasse vermelho, na defesa da candidatura de Antídio.

Enquanto a bancada recua, Maldaner injeta ânimo no ex-prefeito de Jaraguá do Sul que, apesar de ter dito ao governador, Carlos Moisés da Silva (Republicanos), que até aceitaria declinar, desde que o nome do MDB na majoritária fosse Chiodini, começa a acreditar que poderá se viabilizar. Tanto é verdade que Lunelli acredita numa viabilização, que ontem foi a Joinville visitar o ex-prefeito, Udo Döhler, que participará de um Conselho Político que está sendo organizado pelo próprio Antídio. Nomes como Neuto de Conto e Ronaldo Benedetti também farão parte.

O interessante é que, confirmando uma informação que divulguei na coluna de ontem, uma liderança do partido me disse que o sentimento em Joinville, é de que o município teria que ter um candidato a governador. “É quase como um movimento para Joinville não ficar de fora da majoritária”, relatou, destacando que Udo se animaria com um projeto estadual, mas, pelo seu perfil, nunca se colocaria por conta própria. Apenas esperaria a um chamado, o qual seria atendido.

Prioridade do Norte

A mesma liderança de Joinville que me passou os tímidos movimentos pró-Udo, para a majoritária estadual, também me disse que a prioridade do MDB no Norte do estado será o de reeleger o deputado estadual, Fernando Krelling. Segundo a fonte, a ideia é que se Krelling não se reeleger, o MDB se enfraquece de vez em Joinville.

Seguem os voos

Mesmo com as denúncias apresentadas pelos deputados estaduais, Bruno Souza (Novo) e Kennedy Nunes (PTB), de um suposto uso indevido das aeronaves alugadas pelo Governo do Estado, segue o uso dos aviões. Nos últimos dias a aeronave seguiu para uma agenda do governador, Carlos Moisés da Silva (Republicanos). Detalhe: segundo uma fonte, deputados voaram junto para o ato com ares de eleição.

Provocação

O governador, Carlos Moisés da Silva (Republicanos), provocou o ex-governador, Raimundo Colombo (PSD), que é pré-candidato ao Governo do Estado. Moisés criticou o financiamento de R$ 3 bilhões contraído no governo de Colombo, que mesmo com o pagamento de praticamente, a metade da dívida, ainda restam R$ 3 bilhões para pagar. “O financiamento por si só não é problema. Nós também não descartamos fazer uso de operações de crédito. Mas tem de ser com estratégia, pensar no impacto de longo prazo e utilizar os recursos em ações cujos benefícios aos catarinenses superem o ônus do endividamento”, escreveu Moisés em uma rede social. Uma fonte ligada a Colombo me disse que há distorção nos números apresentados por Moisés, além disso, R$ 1 bilhão foi usado para quitar uma dívida da Celesc, além de um aporte que foi feito no BRDE no valor de R$ 250 milhões.

De olho em Ponticelli

Lideranças do Progressistas estão de olhos voltados ao prefeito de Tubarão, Joares Ponticelli, desde a troca de afago com o governador, Carlos Moisés da Silva (Republicanos). Uma fonte do partido me disse que Ponticelli pode tentar empurrar outros prefeitos do Progressistas para o colo de Moisés. O motivo nem seriam os anúncios de recursos, mas a insatisfação de Ponticelli por ter sido alijado do processo eleitoral. O prefeito desejava disputar o Governo do Estado e, também, chegou a se animar com um convite para ser vice, do senador Jorginho Mello (PL).

Pedrão ao Senado?

O ex-vereador de Florianópolis, Pedro Silvestre, o Pedrão, poderá disputar uma vaga ao Senado. Tudo depende das articulações que estão sendo lideradas pelo senador, Esperidião Amin, pré-candidato do Progressistas ao Governo do Estado.

E os convênios?

Mais prefeitos confirmaram a paralisação dos convênios do Estado com os municípios. Eles leram a nota na coluna de ontem, em que relato a preocupação dos prefeitos que não estão sendo atendidos.

Casa Civil?

Fábio Fiedler que foi vereador de Blumenau e hoje está lotado no gabinete da deputada estadual, Ana Paula da Silva, a Paulinha (Podemos), está sendo cotado para assumir como adjunto da Casa Civil. Além da política, Fiedler se associou a Djalma Berger e ganhou a concessão do Centro de Eventos de Balneário Camboriú.

Voz Única

A Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (Facisc) e as 149 associações que compõem o Sistema já começaram a levantar as pautas que vão compor o Voz Única, que será lançado nesta quinta-feira (28). A ideia da entidade é que em julho a cartilha, que contará com as demandas e necessidades de Santa Catarina na visão do empresariado, esteja pronta. Há 16 anos, o Projeto Voz Única disponibiliza à sociedade uma ferramenta que orienta e informa sobre as demandas de Santa Catarina do ponto de vista empresarial de forma sistematizada, acessível e participativa.

Dobradinha

O comunicador Sérgio Guimarães, disputará uma vaga à Assembleia Legislativa pelo União Brasil. Serginho como é conhecido, é um fenômeno nas redes sociais e aceitou ao convite feito por Gean Loureiro, presidente estadual do partido e pré-candidato ao Governo do Estado. Ele vai dobrar com Luciano Pereira que disputará uma vaga à Câmara Federal. Em Palhoça eles receberam Loureiro, que aproveitou para fazer algumas conversas.

Para receber a coluna via WhatsApp, favor enviar mensagem com o seu nome e cidade e salvar o número: 49 98504.8148. Faça parte da lista de transmissão do site que todo mundo lê.

  Agora estamos nas redes sociais. Segue lá!
 
Instagram: @scempauta
 
Twitter:  @scempauta
 
https://www.facebook.com/scempauta