...
Alesc Ana Paula da Silva Carlos Chiodini Carlos Moisés da Silva Dário Berger Esperidião Amin Gean Loureiro Instituto de Pesquisa Catarinense IPC Jair Bolsonaro João Rodrigues Jorginho Mello Leonardo Aloísio Márcio França Michel Schlemper O Jogo do Poder Paulinha Progressistas PSB Rogério Pacheco SNE Topázio Neto Vinícius Lummertz

Dário bate o martelo com o PSB; João Rodrigues atrai bolsonaristas e o Progressistas; A primeira pesquisa do ano em SC entre outros destaques

  Agora estamos nas redes sociais. Segue lá!
 
Instagram: @scempauta
 
Twitter:  @scempauta
 
https://www.facebook.com/scempauta

Para receber a coluna via WhatsApp, favor enviar mensagem com o seu nome e cidade e salvar o número: 49 98504.8148. Faça parte da lista de transmissão do site que todo mundo lê.

Ontem divulguei em primeira mão que o nome do prefeito de Chapecó, João Rodrigues (PSD), deve entrar no cenário eleitoral como pré-candidato ao Governo do Estado. A pressão é forte para que o pessedista aceite o desafio.

Vale destacar que a entrada de Rodrigues mexe no cenário, pois atrai o eleitorado bolsonarista. A questão é saber em qual percentual esse eleitor migra para Rodrigues, ou fica com o senador Jorginho Mello (PL), dado ao fato que, são os dois nomes ligados ao presidente da República, Jair Bolsonaro (PL). Com dois pré-candidatos na disputa estadual, Bolsonaro deixa de ter uma situação tranquila em Santa Catarina, uma vez que será pressionado a tomar partido. Mesmo assim, deve adotar o comportamento já esperado há alguns meses, a neutralidade.

Se por um lado, o eleitorado de direita e extrema-direita se aproxima de Jorginho e reconhece nele um apoiador do presidente, por outro, Rodrigues consegue ter o reconhecimento de ser um bolsonarista de fato.

Quem também deve se aproximar do prefeito de Chapecó, é o Progressistas. O senador Esperidião Amin nunca escondeu a sua simpatia pelo nome de João Rodrigues e, poderá levar para ele a proposta de indicar o vice, que poderá ser o prefeito de Tubarão, Joares Ponticelli. Além disso, com a renúncia de Rodrigues de seu atual mandato, o Progressistas ganhará mais uma prefeitura no estado, já que o vice, Itamar Agnoletto, assumirá o comando do maior município do Oeste.

Sem vetos

Ontem em entrevista que me concedeu no programa O Jogo do Poder nas rádios Jovem Pan News de Florianópolis e Criciúma, o prefeito de Concórdia, Rogério Pacheco, presidente estadual do PSDB, admitiu que o seu partido conversou com o prefeito de Chapecó, João Rodrigues (PSD). Segundo ele, está aberta a possibilidade de uma aproximação, assim com outros partidos também. Confira a entrevista:

Primeira pesquisa

O SCemPauta divulga hoje à noite a primeira pesquisa do ano em Santa Catarina, para o Governo do Estado. Amanhã publicaremos ao Senado e Presidência da República. As entrevistas foram realizadas pelo Instituto de Pesquisa Catarinense (IPC) em todas as regiões do estado, para saber a opinião sobre as intenções de voto ao Governo do Estado, Senado e Presidência da República.

Batido o martelo?

Lideranças do PSB afirmam que agora é para valer, o senador Dário Berger se filiará ao partido. Dadas as inconstâncias de Berger, preciso admitir que somente acreditei quando tive acesso a alguns detalhes do jantar que ocorreu no Restaurante Francisco, localizado na Asa Norte em Brasília. O vice-presidente nacional do PSB, Márcio França, foi para uma espécie de tudo ou nada, ouviu de Dário o questionamento sobre a situação do ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e ao dar a resposta, ouviu do senador catarinense que, naquele momento, estava selada a ida para o partido. O vice-prefeito de São José, Michel Schlemper, que participou do jantar, também se filiará, a exemplo do ex-deputado federal, Jaílson Lima. O ex-governador Paulo Afonso Vieira e o ex-deputado Mauro Mariani, ficarão no MDB, mas, a princípio, Dário conta com o apoio deles na eleição.

Nome da esquerda

O senador Dário Berger ouviu do vice-presidente nacional do PSB, Márcio França, a promessa de que o partido colocará Santa Catarina como uma das prioridades do PSB, para encabeçar uma aliança com os partidos de centro-esquerda. França e Geraldo Alckmin devem apresentar ao PT o pedido, conforme o ex-governador de São Paulo prometeu para Dário há alguns dias, em encontro na capital paulista. Já quanto a data da filiação, Dário vai esperar a confirmação do dia em que Alckmin assinará a ficha para se filiar também. Está previsto um evento em abril em Santa Catarina, com a presença de Alckmin e demais lideranças socialistas.

No entorno de Chiodini

Ontem o deputado federal, Carlos Chiodini (MDB), comemorou o seu aniversário cercado de lideranças em seu gabinete em Brasília. Entre os nomes que estiveram no local, o ex-ministro Osmar Terra, os prefeitos de Bombinhas, Paulo Müller, e de Rio do Sul, José Thomé, além da deputada estadual, Ana Paula da Silva, a Paulinha e do deputado Rodrigo Coelho (Podemos). A comemoração antecedeu a um jantar, o qual, pelo menos até a tarde de ontem, estava marcado com o governador, Carlos Moisés da Silva, e com o presidente nacional do MDB, deputado Baleia Rossi.

Incentivadora

A presença da deputada estadual, Ana Paula da Silva, a Paulinha (sem partido), não foi por um acaso. Ela é uma das principais incentivadoras de um projeto em que o governador, Carlos Moisés da Silva, tenha como vice em sua chapa, o deputado federal Carlos Chiodini (MDB). Vale lembrar que Paulinha está na lista entregue por Moisés ao presidente estadual do Republicanos, deputado Sérgio Motta, como um dos nomes que se filiarão ao partido ligado à Igreja Universal do Reino de Deus.

Se comunicando

Quem tem avançado na tentativa de se comunicar com os tucanos catarinenses, é o pré-candidato do PSDB ao Governo do Estado, Vinícius Lummertz. Atualmente ocupando o cargo de Secretário de Turismo do Governo de São Paulo, o ex-ministro tem gravado vídeos firmando compromissos de construção de um plano para Santa Catarina. Citando o falecido ex-senador, Luiz Henrique da Silveira, Lummertz disse que pretende fazer com que o Estado reencontre um novo modelo de descentralização, levando para as regiões o desenvolvimento. “Um projeto moderno e de internacionalização de um estado que pensa grande e no progresso do seu povo. Um estado de logística, com portos, aeroportos internacionais e regionais, mas que ainda sofre com suas estradas. Um estado industrial, tecnológico, mas onde a educação pública ainda não entrou na era digital”, afirmou.

Relação…

Lucas Esmeraldino é pré-candidato a deputado federal pelo Republicanos, tendo sido um dos responsáveis pela decisão do governador, Carlos Moisés da Silva, de se filiar ao partido. Acontece que a filiação de Esmeraldino ao Republicanos ocorreu em meio ao processo de impeachment de Moisés, quando o atual secretário de Articulação Nacional acreditava que o governador perderia o mandato. “Ele nos disse que o Moisés perderia o mandato e que ele seria candidato a governador”, relatou uma fonte do Republicanos.

SUS da Educação

Foi aprovado, por unanimidade, na sessão do Senado, o relatório do senador Dário Berger (MDB) ao Projeto de Lei que institui o Sistema Nacional de Educação (SNE). A regulamentação é uma demanda histórica do país, prevista na Constituição Federal de 88 e na Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB). Idealizado desde o Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova, o Sistema deveria ter sido criado até junho de 2016, como previsto no Plano Nacional de Educação. É essa omissão que o PLP, de autoria do senador Flávio Arns e relatado por Dário, vai corrigir. Atualmente o Brasil conta com um Sistema Nacional de Segurança Pública (SUSP), um Sistema Único de Saúde (SUS), mas até então, não há um Sistema para organizar, modernizar, e melhorar a qualidade do ensino brasileiro.

Pastores com Bolsonaro

Ontem inúmeros pastores de todo o Brasil foram recebidos pelo presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), no Palácio do Jaburu em Brasília. Vários líderes religiosos evangélicos de Santa Catarina também marcaram presença, a exemplo de presidente do Conselho de Pastores do estado, Leonardo Aloisio. “Reforçamos o apoio da Igreja Evangélica brasileira pela reeleição do presidente”, afirmou.

Time completo

Ontem em Brasília a deputada estadual, Ana Caroline Campagnolo, assinou a ficha de filiação ao Partido Liberal. Ela não foi ao jantar promovido nesta semana pelo deputado estadual, Ivan Naatz, por ter antecipado a viagem a Brasília. Agora, os liberais passam a contar com sete cadeiras na Assembleia Legislativa.

“Prefeitar”

O verbo criado pelo prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro (UB), já passou a fazer parte do vocabulário do vice-prefeito, Topázio Neto, que assumirá o comando da Capital no próximo dia 31. Ontem em entrevista que me concedeu no programa O Jogo do Poder, Topázio confirmou que, assim que o governador Carlos Moisés da Silva se filiar ao Republicanos, ele se desfiliará por uma questão de lealdade a Loureiro. Quanto ao futuro partido, Topázio disse que vai esperar para tomar uma decisão. Confira como foi a entrevista:

Para receber a coluna via WhatsApp, favor enviar mensagem com o seu nome e cidade e salvar o número: 49 98504.8148. Faça parte da lista de transmissão do site que todo mundo lê.

  Agora estamos nas redes sociais. Segue lá!
 
Instagram: @scempauta
 
Twitter:  @scempauta
 
https://www.facebook.com/scempauta