Anunciada extensão do pagamento da Política Hospitalar Catarinense às unidades filantrópicas do estado

Governo do Estado informou que custeará o teto máximo da Política Hospitalar Catarinense (PHC) pelos próximos 90 dias, para todas as Unidades Hospitalares Filantrópicas que fazem atendimentos ao Sistema Único de Saúde (SUS). De acordo com nota da Secretaria de Estado da Saúde, a medida visa assegurar a manutenção dos serviços , dando suporte financeiro às unidades que ainda passam por intercorrências no processo de contratualização.

O investimento será de aproximadamente R$ 70 milhões, mediante a qualificação e ampliação dos serviços, principalmente de cirurgias eletivas. A PHC está baseada em critérios estabelecidos por normativas vigentes no Sistema Único de Saúde e é organizada a partir da definição dos serviços de interesse de saúde que, de forma regionalizada, são referências para o atendimento das necessidades da população, com destaque para as linhas de cuidado de urgência e emergência, materno infantil, atenção psicossocial e cirurgias eletivas. Em 2022, está projetado um investimento de aproximadamente R$ 620 milhões. Em comparação, 2020 registrou o valor de R$ 275,6 milhões. Os recursos poderão ser utilizados para custeio, manutenção e investimento previamente aprovados.