...
Thiago de Miranda Coutinho

A arte de fazer o Bem – Coluna do Thiago de Miranda Coutinho

Na semana do Natal, é comum baterem às portas da nossa consciência os convites à reflexão. Não à toa, a maior celebração Cristã tem o poder de nos proporcionar uma auto análise criteriosa de tudo aquilo que vivemos no ano; sejam experiências boas ou ruins.

Geralmente essa auto avaliação não é fácil, mas se ela for justa e bem feita, o resultado será comum a todos nós: positivo! Afinal, por maiores que sejam as tormentas e intempéries da caminhada da existência, temos a dádiva de poder celebrar a vida e a chance de recomeçar.

Assim, como forma de agradecer por essa conclusão evolutiva, nasce o desejo de – de alguma maneira –, retribuir. Uma espécie de renascimento rumo ao caminho do Bem. Pensando nisso, diante do momento mais oportuno em razão das festividades do nascimento de Cristo, o texto da coluna está diferente; a começar pelo título.

Fazer o Bem é uma arte! Embora não exija talento, requer sensibilidade!

E foi exatamente o que fez o aclamado artista plástico catarinense, Juarez Machado, ao pintar a Obra “A Grande Mãe”. A tela foi um presente ao Lar Abdon Batista, instituição com 110 anos de existência que acolhe mais de 50 crianças e adolescentes em situação de extrema vulnerabilidade social em Joinville (terra natal de Juarez). Destaca-se, ainda, que a tela “A Grande Mãe” está avaliada em mais de R$400 mil e encontra-se exposta na Capela do Lar Abdon Batista.

No entanto, o próprio Juarez Machado sugeriu a confecção e venda de Gravuras numeradas e assinadas de próprio punho por ele, como meio de angariar fundos ao Lar Abdon Batista (que sobrevive de doações). Por isso, informo que ainda estão disponíveis à venda, dez (10) unidades da Gravura (70 x 90cm), de padrão internacional de qualidade, por um preço muito inferior ao valor de mercado, e cuja renda será integralmente revertida ao Lar.

Sublinha-se que a obra “A Grande Mãe” retrata – sob a ótica e talento peculiares de Juarez Machado –, uma mulher que enfrenta todas as adversidades da vida (os trovões da noite) para amamentar (com seus vários seios), sem perder a esperança e a fé (simbolizados pelo rosário em seu peito), todos que precisam de uma Mãe (as crianças em situação de vulnerabilidade). Uma obra de arte carregada de significado, como a semana que antecede o alusivo nascimento de Cristo.

Mais informações sobre a venda das últimas dez (10) Gravuras numeradas e assinadas à mão por Juarez Machado poderão ser obtidas através do e-mail: captacao@larabdonbatista.com ou pelo telefone (47) 3422-6944.

Tenham todos um feliz e abençoado Natal.