...
Chapecó Coronavírus Hospital da Unimed Hospital Regional João Rodrigues Oscar Martarello Xanxerê

Caos no Oeste: Hospital adota protocolo de desastre e Prefeitura instala estrutura no Centro de Eventos

A situação no Oeste catarinense chegou ao extremo. No final da tarde de hoje o Hospital da Unimed de Chapecó adotou o protocolo de Emergência e Desastre. Até o momento, 15 pacientes aguardam transferência, sendo que 122 estão internados e 66 em atendimento neste momento.

O diretor médico da Unimed, Mário Gotto, reconheceu a situação de caos. “Nessa tarde não parou de vir ambulância, um atrás do outro. Parecia cena de guerra mesmo, literalmente largando paciente aí e pronto. Chegamos um momento que é impossível absorver essa quantidade, nós vamos acionar um outro PA e, os dois prontos socorros ficarão para Covid, não tem o que fazer”, relatou. Ele também pediu ajuda a outros médicos, para fazer o trabalho de contato de busca de UTI.

No Hospital Regional também não há mais vagas. A Prefeitura está instalando no Centro de Eventos Plínio Arlindo de Nês, uma grande estrutura, a princípio, para pacientes sem gravidade. A primeira ala está pronta com 30 leitos e os pacientes já estão sendo acomodados. Amanhã, mais 70 leitos serão ativados.

Questionei o prefeito João Rodrigues (PSD) sobre a informação de que um Hospital de Campanha do Exército poderia ser instalado na cidade. Segundo ele, não haverá essa estrutura, apenas 18 médicos do programa federal Mais Médicos. “Tudo o que estamos fazendo é com dinheiro do município. A partir de agora, todo o nosso orçamento é para salvar as pessoas, nem que eu não pinte mais uma faixa na rua, mas vamos fazer de tudo para salvar as pessoas. Vou gastar tudo o que a prefeitura tiver para a Saúde”, afirmou.

A nova estrutura deverá aliviar a UPA, que manterá os pacientes mais graves que aguardam transferência para o Hospital Regional, ou para outro lugar. “Não vamos mais repetir aquela cena de uma pessoa na camionete com oxigênio. Isso não vai mais acontecer por falta de lugar”, garantiu Rodrigues.

Hoje o secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, já viabilizou mais 10 respiradores, além disso, 10 Bipaps, equipamento que evita que um paciente seja entubado, já foram alugados pelo município.

 

Xanxerê

O prefeito de Xanxerê Oscar Martarello (PSDB) chorou hoje durante uma coletiva à imprensa, ao pedir ajuda aos governos do Estado e Federal. “Nossos profissionais já estão exaustos, todos trabalhando, se empenhando. Profissionais da área privada se doando para querer fazer alguma coisa. A população desesperada, com medo. É um momento do Governo Federal, do governo estadual, do Exército, de quem for, eu faço aqui um pedido para Xanxerê, nós precisamos de ajuda, estamos pedindo socorro. Nós fizemos esse pedido”, disse Martarello, que silenciou emocionado.

O relato dos profissionais da Saúde, é que há pacientes para serem entubados aguardando em poltronas. Até o momento, 17 pessoas estão precisando de respirador, mas somente 2 equipamentos estão disponíveis. Liguei para o secretário André Motta Ribeiro que garantiu o envio de mais respiradores.

Lages

O município serrano já chegou a 100% de ocupação de seus leitos. Boa parte dos pacientes são provenientes do Oeste.