Segundo impeachment: Cancelada a sessão da admissibilidade contra o governador

Por decisão do presidente do Tribunal de Justiça, Ricardo Roesler, que também comanda o Tribunal Misto do Julgamento do Impeachment contra o governador Carlos Moisés da Silva (PSL), está suspensa a sessão marcada para a próxima segunda-feira (14).

Quando ocorrer a sessão, os cinco deputados e cinco desembargadores decidirão se o processo prossegue, neste caso, Moisés seria novamente afastado, ou se a denúncia será arquivada. A decisão de suspender a sessão atende a um pedido do deputado Valdir Cobalchini (MDB), que na condição de relator da Comissão Especial do Impeachment deu um parecer a favor da primeira admissibilidade, mas, agora ele pede para que antes do julgamento a Polícia Federal entregue o relatório final das investigações sobre a participação ou não de Moisés na compra dos 200 respiradores fantasmas da Veigamed.

De acordo com a PF, não há indícios de que o governador tenha participado. Com a suspensão o julgamento deve ficar para o próximo ano devido ao recesso do judiciário que inicia ao final da próxima semana.