...

Moisés pede a expulsão de deputados do PSL e flerta com o MDB

O governador Carlos Moisés da Silva (PSL), não gostou nada do ato do deputado estadual, Jessé Lopes (PSL), que colocou a sua foto no chão e escreveu “de castigo”.

Lopes colocou Moisés no cantinho do pensamento, após os atos do governador de defender a taxação de defensivos agrícolas e criticar filiados ao PSL que definiu como “o pessoal da arminha”, se referindo aos que defendem uma das principais pautas do presidente, Jair Bolsonaro (PSL), que é a posse de arma.

Moisés falou com o presidente estadual do PSL, o deputado federal, Fábio Schiochet, e exigiu a imediata expulsão de Jessé e da deputada Ana Caroline Campagnolo, que também o criticou pelas redes sociais.

Coube a Schiochet levar o pedido de expulsão ao presidente nacional do PSL, Luciano Bivar, que não se mostrou simpático a perda de deputados, por isso, Moisés teria aceitado que se houver expulsão, que seja apenas de Jessé.

Namoro com o MDB

Segundo uma fonte, o governador Carlos Moisés da Silva (PSL), chegou ao ponto de dizer “ou eles, ou eu”, criando uma situação insustentável entre ele e os dois deputados.

O que quase ninguém sabe, é que Moisés flerta com o MDB, por isso se sentiu à vontade para exigir a expulsão de dois deputados, ameaçando deixar o PSL se não for atendido.

O fato é que para Moisés, tem emedebistas que passaram a ser de sua confiança, mais do que os próprios pesselistas, inclusive, dois deputados estaduais chegaram a dizer a ele que se fosse para o MDB, que terá uma base importante para o seu governo.

Será que o MDB pode voltar a governar Santa Catarina, antes mesmo da próxima eleição ?