...
Epagri Luiz Hesmann Operação Alcatraz Raimundo Colombo

Raimundo Colombo se manifesta sobre procedimento na Epagri investigado pela Operação Alcatraz

A coluna citou hoje com exclusividade que o ex-governador, Raimundo Colombo (PSD), pode ser chamado para prestar esclarecimento sobre um procedimento na Epagri, em um ato que pode ter supostamente pulado uma etapa em uma licitação que está sob investigação pela Operação Alcatraz.

Conforme já relatei, no dia 07 de março de 2016 o então presidente da Epagri, Luiz Hesmann, se dirigiu a Colombo via o ofício 0031, onde anexou o projeto de ampliação da rede de comunicação da Epagri, que havia iniciado em 2014 com recursos federais. Hesmann informou ao então governador que ao ampliar o projeto, o Estado teria uma redução de custo considerável, pois evitaria o deslocamento de servidores.

Acontece que o então governador encaminhou a proposta para a avaliação do grupo gestor, sem um prévio projeto técnico sobre a necessidade da licitação para a aquisição de um sistema de videoconferência. Colombo enviou uma pequena nota através de sua assessoria, se manifestando a respeito da situação relatada pelo SC em Pauta.

Segue a nota

“Era um procedimento normal de gestão. Ao receber um pleito, cujos recursos eram federais, foi feito encaminhamento para que o Grupo Gestor avaliasse e desse ou não continuidade, cabendo a Epagri os procedimentos administrativos e a gestão do pleito”Cláudio Thomas – Assessor de imprensa do ex-governador Raimundo Colombo