Militares disputam espaço no Governo, Amin afirma que terá convenção no PSD, indefinição para a presidência do MDB entre outros destaques

Marcelo Lula

Marcelo Lula

Receba pelo celular !!
 
Para receber via WhatsApp é só enviar uma mensagem pelo (49) 98504.8148.
 
PATROCINE ESTA COLUNA: (49) 985048148 / email: [email protected]

 Destaque do Dia

Um fonte relatou um movimento que causou estranheza no núcleo do governo nos últimos dias. Acontece que o governador, Carlos Moisés da Silva (PSL), estaria tendo dificuldade em administrar uma suposto racha entre oficiais da ativa e os da reserva que ocupam cargos.

Brasao

Uma liderança governista relatou que o objetivo de oficiais da ativa, seria o de enfraquecer as estruturas como da Fazenda e da Procuradoria-Geral, para fortalecer a secretaria de Estado da Administração que é ocupada pelo tenente-coronel, Jorge Eduardo Tasca.

Os movimentos ficam mais claros se pensarmos em 2022, quando o grupo pretende manter um militar no governo e o nome de Tasca seria o preferido. Vale lembrar que Moisés tem dito que não pretende disputar a reeleição e, ele próprio teria uma grande simpatia pelo nome de Tasca.

Tasca tem o apoio dos militares da ativa.

Essa situação ganha força se ouvirmos o sentimento de algumas lideranças governistas. Elas deixam claro que não existe um político no poder no grupo, apenas militares sem limites para indicações e planejamento. Isso explica o clima belicoso entre militares ativos e da reserva frente a tamanho poder.

Já quanto ao atual governador, também há o entendimento dentro do governo, de que ele quer apenas cumprir com o seu papel, sem prejudicar a já combalida economia do Estado e depois se aposentar de vez. Vale uma olhada na Reforma Administrativa. Caso seja potencializado o poder da Administração, isso se dará pela pressão da base ativa.

ANUNCIE A SUA EMPRESA, OU, O SEU PRODUTO NA COLUNA. APOIE O NOSSO TRABALHO, ALÉM DE TER A SUA MARCA EM UMA DAS COLUNAS MAIS LIDAS DE SANTA CATARINA. LIGUE: (49) 985048148, OU ENVIE UM E-MAIL PARA: [email protected]

Amin e a situação de Merisio

Ontem conversei com o senador, Esperidião Amin (Progressistas), e o questionei sobre a informação que recebi de uma fonte sobre a possibilidade de Gelson Merisio (PSD), se filiar ao seu partido. O eloquente Amin desviou e não respondeu, pois, segundo ele, Merisio não deixará o PSD e, foi além ao dizer que ao contrário do que foi dito pelo presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab, não acontecerá uma intervenção no partido. Amin recorre a lei afirmando que pelo fato de já ter sido prorrogada a presidência, no caso, de Merisio no ano passado, que agora é obrigatória a realização de uma convenção. “Eu sou capaz de apostar. Eu aposto que não vão conseguir tirar o Merisio assim do PSD. Também penso que o partido não quer ficar conhecido por ter afastado uma liderança importante só pelo fato de ter perdido uma eleição que foi atípica”, afirmou Amin. O que resta saber, é se o senador torce pela permanência de Merisio no PSD.

PT se encontra

Lideranças do Partido dos Trabalhadores escolheram o pequeno município de Ipuaçu no Oeste, para realizar um encontro de suas lideranças. Na ocasião foi discutida a reforma da previdência a qual o PT é contra. Porém, a principal discussão foi sobre o isolamento petista nas últimas eleições aqui no estado, situação que é considerada como um erro histórico pelo presidente estadual, Décio Lima. Quanto a eleição do ano passado, o líder do PT entende que foi um espaço de vitórias, pois, o partido nunca havia liderado uma pesquisa, fato que ocorreu durante o pleito. “Mas os grandes derrotados foram os que estavam no poder. O governador (Raimundo Colombo) que não se elegeu senador e, outro que foi candidato ao Governo por duas vezes (Paulo Bauer), mas também não se elegeu”, disse Lima.

Leia também »  STF derruba os 15% da Saúde, Tebaldi quer Napoleão no PSDB, segue a polêmica entre Hang e o governo de Udo Döhler entre outros destaques

Lima candidato?

Ao ser questionado se deverá disputar a eleição à Prefeitura de Blumenau no próximo ano, Décio Lima (PT) respondeu que é um candidato de causa, não dele mesmo, em suma, ele está à disposição de seu partido para tentar voltar ao cargo de prefeito do maior município do Vale do Itajaí. “Se a causa entender que é importante essa tarefa, eu jamais vou me furtar”, disse o ex-deputado, destacando ainda que o nome de sua esposa, a suplente de deputada federal, Ana Paula Lima (PT), também está à disposição. Quanto a estratégia partidária, será a de reaproximação dos partidos da ala progressista, a exemplo do PCdoB, PDT entre outros.

Presidência do MDB

Hoje no almoço da bancada emedebista na Assembleia Legislativa, os deputados devem discutir a indicação de um nome para ser apoiado para presidir a executiva estadual. O deputado Fernando Krelling chegou a ser apontado, porém, tem quem defenda que ainda não é o seu momento. O deputado federal, Celso Maldaner pediu apoio em Chapecó, a Mauro De Nadal e Romildo Titon, podendo ganhar espaço, já que o senador, Dário Berger, dá sinais de que irá declinar, enquanto que Valdir Cobalchini tenta construir alguns apoios, muito embora o seu afastamento da bancada pode lhe tirar alguns votos. Outros dois nomes que estão apenas observando, mas que podem aparecer como uma solução para os impasses, são o do prefeito de Joinville, Udo Döhler, e do ex-governador, Eduardo Pinho Moreira que ainda está em Londres.

ANUNCIE A SUA EMPRESA, OU, O SEU PRODUTO NA COLUNA. APOIE O NOSSO TRABALHO, ALÉM DE TER A SUA MARCA EM UMA DAS COLUNAS MAIS LIDAS DE SANTA CATARINA. LIGUE: (49) 985048148, OU ENVIE UM E-MAIL PARA: [email protected]

Júlio em Chapecó

Garcia terá uma extensa agenda em Chapecó.

O ex-deputado federal, João Rodrigues (PSD), está organizando o que promete ser um grande evento para a próxima sexta-feira (22), em Chapecó, quando será recepcionado o presidente da Assembleia Legislativa, Júlio Garcia (PSD). O encontro terá início às 19h30, no CTG Quero Quero. Rodrigues se mostrou empolgado com o evento que receberá Garcia. “Vamos reestruturar o PSD com o Júlio (Garcia), o maior líder político do nosso estado”, afirmou João Rodrigues, que ainda aguarda uma definição na justiça de sua situação.

Leia também »  MDB marca convenção estadual e parlamentares recebem missão para a presidência nacional

Encontro com Buligon

Distantes desde a eleição do ano passado, o ex-deputado federal, João Rodrigues (PSD) e o prefeito de Chapecó, Luciano Buligon (sem partido), se encontraram por um acaso em um hotel de Brasília. Conversaram sobre o momento político do país e a respeito de Chapecó. As duas lideranças estavam rompidas por diferença de ideias. Questionado, Rodrigues disse que nunca foram próximos e nem distantes. Quanto ao futuro, ele disse que ficaram de conversar nos próximos dias. “Vamos tomar um café”, disse o pessedista.

Aguiar é homenageado

O presidente da Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc), Mário de Aguiar, foi homenageado ontem à noite em um evento que lotou a Sociedade Harmonia Lyra em Joinville. Empresários, políticos e lideranças participaram do evento, a exemplo do prefeito, Udo Döhler (MDB); do senador, Esperidião Amin (Progressistas), os deputados federais, Ângela Amin (Progressistas), Carlos Chiodini (MDB) e Darci de Mattos (PSD), além do deputado estadual, Fernando Krelling (MDB). Representantes de entidades como a Fecomércio e a Facisc também marcaram presença, assim como, empresários das regiões de Florianópolis ao Planalto Norte. Aguiar que é joinvilense, preside uma das maiores entidades representativas do setor produtivo.

ANUNCIE A SUA EMPRESA, OU, O SEU PRODUTO NA COLUNA. APOIE O NOSSO TRABALHO, ALÉM DE TER A SUA MARCA EM UMA DAS COLUNAS MAIS LIDAS DE SANTA CATARINA. LIGUE: (49) 985048148, OU ENVIE UM E-MAIL PARA: [email protected]

CPI das isenções

Fontes informam que o deputado estadual, Laércio Schuster (PSB), está incomodado com o que chamaram de tentativa de abafar a CPI dos incentivos fiscais proposta por ele. Segundo Schuster, a comissão abrirá a caixa-preta, mas, não questiona a necessidade de concessão de benefícios às empresas. “O fato determinado da CPI é muito claro: a aparente falta de transparência, critério e até legalidade nos procedimentos do Governo do Estado que resultaram na concessão dos benefícios”, afirmou.

Sem autorização

O deputado estadual, Laércio Schuster (PSB), destacou ainda que segundo um relatório do Tribunal de Contas do Estado, foram verificados 34 tratamentos tributários diferenciados, que detêm a característica de benefício fiscal. “Concedidos irregularmente por decreto do poder Executivo, sem o rito e o trâmite legislativo necessário à sua validade”, destacou. Ainda de acordo com Schuster, 4.902 beneficiários desse tratamento, não tiveram a concessão respaldada pelos necessários atos do poder Legislativo. “Não tem a devido autorização legal”, afirmou Schuster.

Pavimentação em Joinville

Ontem o prefeito de Joinville, Udo Döhler (MDB), reuniu alguns secretários e os subprefeitos para falar de pavimentação. Segundo ele, o município tem R$ 61 milhões em financiamento via Banco do Brasil, sendo que R$ 17 milhões já licitados e homologados com obras que vão começar. Em três ruas os trabalhos já iniciaram que são na Benjamin Constante, no bairro Costa e Silva, além de uma rua no bairro Petrópolis e outra no Floresta. Döhler informou que outras 33 ruas estão para começar.

Leia também »  Pinho Moreira poderá presidir o MDB de Criciúma

Vergonha na Câmara

Ontem dois vereadores de São José na Grande Florianópolis, deram uma verdadeira demonstração de desrespeito com os cidadãos do município. Pastor Antônio Lemos e Sanderson de Jesus, ambos do MDB, trocaram agressões durante a sessão da Câmara. Na semana passada os vereadores decidiram quais os nomes que serão homenageados hoje, com o título de Cidadão Josefense. Um indicado por Lemos acabou não sendo aprovado, que é o ex-presidente do Observatório Social, Jaime Luiz Klein. Ontem, Lemos reclamou mais uma vez, inclusive da divulgação do fato, o que motivou uma discussão com Jesus, seu colega de partido. A situação acabou passando dos limites. O Portal G5 e o jornalista Fernando Damásio, registraram a cena de violência que deve dar início em respeito aos munícipes, a um processo de quebra de decoro parlamentar.

Assista:

Piada pronta

Podemos dizer que ontem na sessão da Câmara de Vereadores de São José, vimos um Pastor brigar com um Jesus.

ANUNCIE A SUA EMPRESA, OU, O SEU PRODUTO NA COLUNA. APOIE O NOSSO TRABALHO, ALÉM DE TER A SUA MARCA EM UMA DAS COLUNAS MAIS LIDAS DE SANTA CATARINA. LIGUE: (49) 985048148, OU ENVIE UM E-MAIL PARA: [email protected]

Detector de metais

Os vereadores de Florianópolis, Fábio Braga (PTB) e Claudinei Marques (PRB), protocolaram um Projeto de Lei sobre segurança e detector de metais na capital. Ontem um adolescente, de 15 anos, entrou armado na Escola Estadual São Tarcísio, em São Bonifácio, na Grande Florianópolis. O objetivo do projeto é garantir a segurança e evitar tragédias.

De volta

Fernando Fernandes está de volta a Prefeitura de Florianópolis. Ele foi nomeado pelo prefeito, Gean Loureiro (MDB), para o cargo de Coordenador da Juventude, que já foi ocupado por ele e que é atrelado ao gabinete do prefeito. Fernandes também foi indicado pelo Fórum Nacional de Gestores Municipais de Juventude, para representá-los como titular no Conselho Nacional da Juventude.

Estacionamento rotativo

A decisão da Comissão de Finanças da Câmara de Vereadores de Joinville, sobre a revogação do estacionamento rotativo deve ficar para amanhã. A relatora da proposta, a vereadora Tânia Larson (SD) aguarda elaboração de um parecer técnico, sobre a proposta para ter uma maior segurança na votação do texto. A questão é que o orçamento do município poderá ser afetado, já que está prevista uma arrecadação de cerca de R$ 9,5 milhões, devido ao atual modelo. O consultor técnico da comissão, Nereu Godói, informou que a Prefeitura precisa indicar como pretende cobrir a diferença no orçamento aprovado em lei, para que não haja questionamento do Tribunal de Contas de Santa Catarina, que poderá entender como renúncia de receita, o que é proibido por lei.

 
Para receber via WhatsApp é só enviar uma mensagem pelo (49) 98504.8148.
 
PATROCINE ESTA COLUNA: (49) 985048148 / email: [email protected]
 

Atualizado em:
STF derruba os 15% da Saúde, Tebaldi quer Napoleão no PSDB, segue a polêmica entre Hang e o governo de Udo Döhler entre outros destaques
ICMS dos medicamentos em debate em SC
Alesc apresenta questionamentos sobre a reforma, Ivete da Silveira no cenário eleitoral de Joinville, BR-282 receberá investimentos no Oeste entre outros destaques
Pinho Moreira poderá presidir o MDB de Criciúma