...
Afrânio Boppré Alesc Antidio Lunelli Carlos Moisés da Silva darci de matos João Rodrigues Paulo Guedes Porto de Imbituba Udo Döhler

Investigação contra parlamentar deve movimentar a Alesc; Os bastidores da indicação de Udo; Possível conflito de interesses no Porto de Imbituba entre outros destaques

  Agora estamos nas redes sociais. Segue lá!
 
Instagram: @scempauta
 
Twitter:  @scempauta
 
https://www.facebook.com/scempauta

Para receber a coluna via WhatsApp, favor enviar mensagem com o seu nome e cidade e salvar o número: 49 98504.8148. Faça parte da lista de transmissão do site que todo mundo lê. Você também pode ativar as notificações no “Alerta do Google” e receber as nossas informações.

Ontem o dia terminou para o MDB, conforme adiantei para você que acompanha o meu trabalho. Com o ex-prefeito de Jaraguá do Sul, Antídio Lunelli, como pré-candidato ao Governo do Estado, e o ex-prefeito de Joinville, Udo Döhler, como pré-candidato a vice numa chapa com o governador, Carlos Moisés da Silva (Republicanos).

Agora, a responsabilidade será dos convencionais que vão decidir se vence a tese de Lunelli, onde o MDB terá candidato, ou de Udo e da bancada estadual que desejam apoiar o governador. No próximo dia 23 na Assembleia Legislativa teremos o desfecho.

O almoço no salão de festas do edifício onde mora em Florianópolis o deputado estadual, Luiz Fernando Vampiro, primeiramente recebeu a bancada e Udo Döhler. Conforme relatei na coluna de ontem, a ideia de Döhler era a da lista tríplice, na qual ele também seria o nome indicado, mas que receberia uma espécie de guarda-chuva de dois outros nomes que serviriam de amortecedor, caso Antídio vença a prévia. Foi Vampiro quem convenceu Döhler a enfrentar a convenção.

A ideia era de que, encerrado o almoço, Döhler iria até a Casa D’Agronômica conversar com Moisés, porém, a bancada achou melhor convidar o governador que chegou uma hora e meia após o início do encontro, acompanhado do prefeito de Bombinhas, Paulo Müller, e do secretário de Estado da Casa Civil, Juliano Chiodelli. Outro a participar foi o prefeito de Penha, Aquiles da Costa.

Moisés como chegou após, almoçou quando todos já haviam terminado. Ele ouviu o presidente da Assembleia Legislativa, Moacir Sopelsa, conforme já haviam combinado, anunciar que abria mão e que o nome indicado pela bancada era o de Udo Döhler, que durante a sua fala se colocou à disposição. Moisés em resposta, afirmou que o ex-prefeito de Joinville é um dos nomes que ele gostaria de ter como vice. Ao final da fala, palmas, cumprimento entre Döhler e Moisés e fotos.

A reação de Jaraguá do Sul foi quase que imediata. Apoiadores de Antídio Lunelli compartilharam nas redes sociais vídeos onde Udo anuncia apoio à pré-candidatura de Lunelli. Desde ontem, o clima entre os então amigos, abalou.

Para tentar baixar o clima, alguns interlocutores foram escalados para tentar apaziguar o sentimento de disputa. Os deputados estaduais Moacir Sopelsa, Fernando Krelling e Valdir Cobalchini, terão a incumbência de falar com Antídio, Carlos Chiodini e Celso Maldaner.

Fontes ligadas a Lunelli afirmam que não está descartado o pedido de judicialização da escolha do candidato emedebista, baseado no entendimento de que o estatuto do partido manda proclamar como candidato o vencedor das prévias.

De olho no Senado

Uma leitura que tem sido feita dentro do MDB, é que o deputado federal Celso Maldaner não entrará em bola dividida. Ele só pensa na convenção onde pretende ser o escolhido para disputar o Senado. Maldaner já teria contratado o marqueteiro, Daniel Araújo, para fazer a sua campanha ao Senado. Araújo já estaria contratando profissionais. Até gente de São Paulo já teria desembarcado em Florianópolis.

Atenção para investigação

São fortes os rumores de denúncia de corrupção envolvendo parlamentar. O clima nos bastidores da Assembleia Legislativa tende a esquentar nos próximos dias. Fontes afirmam que uma investigação com muita consistência, que ainda pode gerar desdobramentos, tende a estourar em breve. A coluna está apurando.

ALERTA!!

É expressamente PROIBIDA A CÓPIA dos textos do SCemPauta para o compartilhamento sem dar o devido crédito. É PERMITIDO compartilhar somente através do link! Quem compartilhar o texto sem o devido crédito ao SCemPauta, responderá judicialmente pelo uso indevido de nossos conteúdos!

Impasse na esquerda

Afrânio Boppré

O PSOL está de olho nos encaminhamentos da chamada Frente Democrática. Se o partido não tiver nenhum espaço na majoritária, abandonará o projeto da esquerda para um voo solo. O PSOL que anunciou apoio ao ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), não abre mão de ter o vereador de Florianópolis, Afrânio Boppré, como o candidato ao Senado pela aliança. O partido também reclama que o PDT, que poderá apontar o candidato a senador, terá um outro candidato à Presidência, Ciro Gomes (PDT). Se o espaço não for dado a Boppré, o partido lançará uma candidatura própria ao Governo do Estado. Quem deve acompanhar é a Rede, que está federada ao PSOL.

Obras em Chapecó

Mais de R$ 700 milhões em obras que estão sendo realizadas ou que serão lançadas ainda neste mandato, foram anunciadas ontem, pelo prefeito de Chapecó, João Rodrigues (PSD). De acordo com o prefeito, cerca de R$ 250 milhões já foram concluídos ou estão em andamento e, o restante será lançado nos próximos meses, com o objetivo de conclusão ainda neste mandato. “São investimentos que estamos realizando graças à economia que fizemos no início do mandato, à captação de recursos junto aos governos Federal e Estadual, emendas parlamentares e ao financiamento que o município fez, com aprovação da Câmara de Vereadores. São obras que vão transformar Chapecó em benefício das pessoas”, disse o prefeito.

Apoie o SCemPauta

Fazer jornalismo de qualidade, com notícias exclusivas dos bastidores da política não é fácil. Por isso, faço um convite a vocês para que anunciem as suas empresas no SCemPauta. Apoie o nosso trabalho para que ele seja cada vez mais forte. Além de nos apoiar, você terá a sua marca sendo divulgada para todas as regiões do estado e, o melhor, em um site que tem credibilidade junto ao público. Entre em contato pelo nosso WhatsApp: (49) 98504.8148. Contamos com você!

Conflito de interesses? 1

O conselheiro do Porto de Imbituba, Casemiro Tércio dos Reis Lima Carvalho, enviou uma carta para os presidentes do Conselho de Administração da SCPar Porto de Imbituba S.A, do Conselho de Administração da SCPar Holding S.A e ao diretor presidente da SCPar Porto de Imbituba S.A, onde informa que prestará serviços para a Refisa Indústria e Comércio Ltda. O problema é que a consultoria será através da 4 Infra Estruturadora de Projetos Ltda, contratada pela Refisa, para realizar um estudo de viabilidade para a construção de reforços e melhorias estruturais no dorso do Berço 2, e construções prediais nas áreas A0 e A2, que fazem parte da estrutura do porto. Já há questionamentos sobre um possível conflito de interesses na atuação do conselheiro.

Conflito de interesses? 2

Na carta assinada pelo conselheiro do Porto de Imbituba, Casemiro Tércio dos Reis Lima Carvalho, a qual eu tive acesso, consta que ele se declara, desde já, conflitado para participar de eventuais deliberações específicas dos assuntos que sejam relativos a contratação. “Outrossim, serve a presente para comunicar que não utilizarei, na execução dos referidos trabalhos quaisquer informações sigilosas e/ou não disponibilizadas por meio legítimo, ou publicadas, que tenha tido ou venha a ter acesso em razão do exercício do meu mandato”, escreveu. A questão é justamente essa. Como que um conselheiro que tem acesso a informações sigilosas, prestará serviço para uma empresa com atuação direta no porto?

Carta em análise

Procurei a assessoria de comunicação do Porto de Imbituba. Recebi a seguinte nota: “Nossa declaração sobre a sua demanda de informação é a seguinte: O Conselho de Administração da Companhia tomou conhecimento hoje da referida carta e está averiguando para deliberação sobre o tema”. Também estou em busca do contato do conselheiro, para que ele possa explicar a situação.

Limite do faturamento das MEIs

O ministro da Fazenda, Paulo Guedes, disse ao deputado federal, Darci de Matos (PSD), que é favorável ao aumento do limite de faturamento das MEIs, micro e pequenas empresas. Matos disse que tentará pautar para votação, antes das eleições, o Projeto de Lei que aumenta o teto dos MEIS de R$ 81 mil para R$ 144 mil, das microempresas de R$ 360 mil para R$ 869 mil e de R$ 4.800 para R$ 8.069 de faturamento anual para pequenas empresas. “Em razão do recesso parlamentar e do esforço concentrado na Câmara dos Deputados, por ser ano eleitoral, considero difícil conseguirmos aprovarmos antes das eleições, mas vamos tentar”, disse o parlamentar.

Geração de energia

O vereador de Florianópolis, Marcos José de Abreu, o Marquito (PSOL), juntamente com o deputado federal, Pedro Uczai (PT), promoverá um encontro aberto para falar sobre o Marco Legal da Geração Distribuída. No Brasil há uma legislação que está alinhada com o Conselho Nacional de Política Energética (CNPE), a qual prevê que, até o dia 7 de janeiro do próximo ano, os consumidores com painéis solares devem se cadastrar nas concessionárias como geradores de energia. Assim estarão isentos de custos de manutenção da rede elétrica até 2045. O evento acontece amanhã no auditório do Sinjusc, às 19h.

Para receber a coluna via WhatsApp, favor enviar mensagem com o seu nome e cidade e salvar o número: 49 98504.8148. Faça parte da lista de transmissão do site que todo mundo lê. Você também pode ativar as notificações no “Alerta do Google” e receber as nossas informações.

  Agora estamos nas redes sociais. Segue lá!
 
Instagram: @scempauta
 
Twitter:  @scempauta
 
https://www.facebook.com/scempauta