...
Cícero Luiz Brasil; IMA; Instituto do Meio Ambiente de Santa catarina; Janício de Souza; logo destino; Penso

Modelo de Logística Reversa aplicado na Grande Florianópolis deverá ser ampliado para 50 municípios do estado em 2022

Santa Catarina é o primeiro estado do país a fazer a articulação da Logística Reversa que é o processo de gerenciamento dos produtos após o fim do seu ciclo de vida, procurando neutralizar seu impacto ambiental, atuando como mediador entre os comerciantes, administrações municipais e a população. O modelo desenvolvido na Grande Florianópolis pelo Instituto de Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA), Secretaria de Estado da Saúde (SES) e Municípios, até o final de 2022 deverá ser expandido para um total de 50 municípios de cinco das 16 regionais do IMA.

Os municípios de Angelina e Águas Mornas foram pilotos do programa Penso, Logo Destino. Em abril deste ano os municípios de Antônio Carlos, Governador Celso Ramos, São Pedro de Alcântara, Rancho Queimado, Anitápolis, São Bonifácio, Nova Trento e Canelinha firmaram termo de cooperação com o IMA para o gerenciamento ambientalmente correto de resíduos sólidos. Lâmpadas fluorescentes, eletroeletrônicos e seus componentes, resíduos e embalagens de óleos lubrificantes e de agrotóxicos, pneus, pilhas e baterias precisam ter a destinação correta. No caso do pneu a reutilização é feita na construção civil e na siderurgia.

Na coleta deste mês de novembro foram recolhidos cerca de 2 mil pneus  em  Angelina, São Bonifácio, Águas Mornas, Antônio Carlos e Anitápolis. Todo o material vai para Xibiu, em Araucária, no Paraná, para processamento. O próximo recolhimento está agendado para o dia 15 de dezembro.

Conversei com o coordenador estadual do Programa, Cícero Luiz Brasil. Ele explica que a Logística Reversa atende a Política Nacional de Resíduos Sólidos – Lei 12305, ainda bastante desconhecida. Somente neste ano o  processo vem sendo estruturado, afirma.

Para o meio ambiente a Logística Reversa é fundamental e a garantia de que produtos não degradáveis terão a destinação adequada e não venham a ser descartados em rios e córregos, por exemplo.

Os pneus descartados inadequadamente também são locais ideais para a proliferação do Aedes Aegypti , o mosquito transmissor da Dengue, Zica, Febre Amarela e Chikugunya.

Vale destacar que Angelina é destaque nacional entre os municípios com menos de 10 mil habitantes. Em 2002 o município inaugurou sua Central de Triagem e Compostagem. O trabalho tem a frente um apaixonado e incansável servidor do município: Janício de Souza, especialista com experiência de mais de 20 anos em Angelina e, é claro, apoio da gestão municipal.