...
Alesc Antídio Lunelli Carlos Moisés da Silva Celso Maldaner Dário Berger Gelson Merisio Geovânia de Sá Ismael dos Santos Jair Bolsonaro João Rodrigues Jorginho Mello Júlia Zanatta Márcio Búrigo Paulo Locatelli PL PSDB

As consequências da retirada do apoio de pastores a Geovânia; Maldaner atuará como bombeiro no MDB; Aprovada a Reforma da Previdência em Chapecó entre outros destaques

Agora estamos nas redes sociais. Segue lá!   Instagram: @scempauta   Twitter:  @scempauta   https://www.facebook.com/scempauta  

Para receber a coluna via WhatsApp, favor enviar mensagem com o seu nome e cidade e salvar o número: 49 98504.8148. Faça parte da lista de transmissão do site que todo mundo lê.

Ismael ganhou o apoio para disputar uma vaga em Brasília

A decisão do Conselho da Igreja Assembleia de Deus de suspender o apoio à reeleição da deputada federal, Geovânia de Sá (PSDB), começa a apresentar as primeiras consequências. A líder tucana está sendo retaliada pelo fato de ter anunciado apoio, ao governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), que é pré-candidato à Presidência da República.

O deputado estadual, Ismael dos Santos (PSD), conforme antecipei, disputará uma vaga à Câmara dos Deputados com a bênção dos pastores. O irmão do parlamentar, Nilton dos Santos, é quem preside o conselho. Ismael fará uma dobradinha com o atual prefeito de Gaspar, Kleber Wan-Dall (MDB), que disputará a deputado estadual. Neste caso, o PSD ganhará mais um prefeito, pois o vice de Wan-Dall, Marcelo Brick (PSD), assumirá em abril do próximo ano.

Por causa do chamado “acordo de Gaspar”, a deputada estadual Marlene Fengler (PSD) concordou em desistir da disputa a deputada federal e, buscará a reeleição à Alesc.

Quem não gostou do cenário que se desenha, é o secretário de Articulação Nacional, Lucas Esmeraldino (PROS). Também ligado a Assembleia de Deus, ele teme a pulverização dos votos dos fieis entre ele, Ismael dos Santos e Geovânia de Sá, que mesmo sem o apoio oficial, deverá receber o voto de pelo menos, parte do eleitor ligado à Igreja.  

Ruído no PSDB

Uma fonte relatou no dia de ontem, uma situação que ocorreu após o evento do PSDB em Florianópolis, quando o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), foi recebido. A liderança tucana viu uma conversa entre a presidente estadual do partido, Geovânia de Sá, com o pré-candidato a governador, Gelson Merisio, a qual definiu como ríspida. “O Merisio falou num tom mais forte, com desrespeito com a Geovânia. Mas ele ouviu como resposta que ela sempre falou com educação com ele e, que não aceitaria qualquer ato de rispidez”, revelou.

Bombeiro

O presidente estadual do MDB, deputado federal Celso Maldaner, me disse que vai costurar uma conversa entre o senador, Dário Berger, e o prefeito de Jaraguá do Sul, Antídio Lunelli. O clima esquentou após afirmações de pessoas ligadas a Antídio, publicadas pela coluna, que o senador havia firmado um acordo para que o prefeito fosse o candidato do MDB ao Governo do Estado, mas que recuou. Ontem Dário mais uma vez negou o acordo, fez duras afirmações e disse que não voltará a conversar. Maldaner chegou a mencionar o exemplo do falecido Casildo Maldaner, para informar que tentará reunir os seus colegas de partido. “Precisamos ter equilíbrio. É melhor uma conversa de duas horas, do que uma má conversa de 10 minutos”, disse.

Pinho Moreira

Ontem entrevistei no programa O Jogo do Poder na Jovem Pan News de Florianópolis, 103,3 FM, o ex-governador Eduardo Pinho Moreira (MDB). Falamos sobre a indicação do emedebista para o BRDE, e sobre as movimentações de seu partido para as eleições do próximo ano. Clique para assistir:

Paulinha

Quem também me concedeu entrevista ontem no O Jogo do Poder da Jovem Pan News de Florianópolis, foi a deputada estadual, Ana Paula da Silva, a Paulinha (sem partido). Falamos sobre a articulação capitaneada por ela, para um movimento de prefeitos da região da Amfri a favor do governador, Carlos Moisés da Silva (sem partido). Confira:

Surpreendeu

O promotor de Justiça da Comarca de Florianópolis, Paulo Locatelli, se mostrou surpreso com a fala do deputado estadual, Ivan Naatz (PL), sobre investigações que estariam ocorrendo na capital. As apurações estão em segredo de Justiça. Locatelli disse que nem ele mesmo sabe detalhes do que foi dito por Naatz, porque não teve acesso ao inquérito que atrasou por causa da saída da delegada, Beatriz Ribas, do caso. O promotor aguarda o fechamento para saber se entre os ouvidos, agentes fiscais, empreendedores, entre outras pessoas, se terão indiciados como testemunha ou investigados.

Júlia e Búrigo

Ontem à noite o PL de Criciúma se reuniu na Associação da Imbralit.  No evento organizado pelo ex-prefeito, Márcio Búrigo, ficou praticamente selada a pré-candidatura dele a deputado estadual, e de Júlia Zanatta a federal. O senador Jorginho Mello, que é pré-candidato ao Governo do Estado participou do encontro. Júlia e Búrigo acertaram uma dobradinha e as definições praticamente afastam o deputado federal, Daniel Freitas (PSL) do PL.

Tucanos do Sul

Ontem Criciúma também foi sede de um encontro do PSDB da Associação dos Municípios da Região Carbonífera (Amrec). No encontro coordenado pelo presidente da Comissão Pró-Eleição e do PSDB de Criciúma, Vagner Espíndola Rodrigues, ficou definido que os tucanos contarão com três pré-candidatos a deputado estadual em 2022, sendo duas candidaturas masculinas e uma feminina. A ex-vereadora de Cocal do Sul, Giovana Galato, é um dos nomes. Entre os homens, o partido possui três interessados em concorrer à Alesc. O vereador de Nova Veneza, Aroldo Frigo Junior, representará a juventude do PSDB da Amrec, enquanto que a última vaga do partido será definida em consenso entre Dóia Guglielmi e Acélio Casagrande.

Arleu não vai

O presidente da Câmara de Vereadores de Criciúma, Arleu da Silveira (PSDB), informou à Comissão Pró-Eleição a retirada de seu nome da lista de pré-candidatos a deputado estadual. Silveira deseja ser o nome escolhido pelo partido, para a sucessão de Clésio Salvaro (PSDB) em 2024.

Previdência em Chapecó

Ontem a Câmara de Vereadores de Chapecó aprovou em segunda votação, a Reforma da Previdência do município. Hoje o prefeito João Rodrigues (PSD) deve sancionar. Entre as mudanças, o teto no valor das aposentadorias que fica equiparado a federal, que está em R$ 6 mil. O secretário de governo, Thiago Etges destacou que a faixa de isenção subiu de um salário, para três salários para os aposentados. Outra medida que visa a saúde financeira do fundo, é a segregação de massa. Etges explica que foram divididos os segurados e aposentados em dois grupos, sendo um composto pelos servidores com mais tempo de serviço, que estão agrupados num fundo financeiro garantido pelo Tesouro Municipal. Já o outro é o Fundo Previdenciário, que passará a ter superávit atuarial e será sustentado pela contribuição dos trabalhadores e do próprio poder público. A expectativa é que a partir do próximo ano, o município economize cerca de R$ 2 milhões por mês.

A votação

Os projetos da Reforma da Previdência de Chapecó foram aprovados por ampla maioria. Os vereadores da base votaram com coesão e, segundo a avaliação do secretário de Governo, Thiago Etges, tiveram um importante papel na construção de emendas que melhoraram o projeto em alguns aspectos. Votaram contra apenas os vereadores Neuri Mantelli (MDB), Marcilei Vignatti (PSB), Deise Paludo (PT), Carol Listoni (PCdoB) e Iara Campolin (PT).

Encontro

O secretário de Estado de Turismo e Viagens de São Paulo, Vinicius Lummertz, almoçou ontem com o secretário de Desenvolvimento Econômico de São José, Marcelo Fett. Bons amigos há tempo, eles trocaram experiências sobre a administração pública e falaram sobre o cenário eleitoral de 2022 em Santa Catarina.

Anúncio falso

A Prefeitura de Chapecó informou que não tem relação com um anúncio que está publicado em redes sociais, sobre a contratação para creche. A logomarca da prefeitura está sendo usada indevidamente, induzindo o internauta a acreditar no falso anúncio. O setor de Recursos Humanos do município informa que as contratações para Auxiliar de Creche, são direcionadas a estagiários e que recebe currículos diretamente na Secretaria de Educação.

Dirce é empossada  

A deputada estadual Dirce Heiderscheidt (MDB) tomou posse ontem, no Conselho Curador da Fundação Ulysses Guimarães em Brasília. A instituição é responsável pelo assessoramento ao partido, com formação e pesquisa política. Dirce foi indicada pelo presidente nacional do MDB, deputado federal Baleia Rossi. O conselho também será responsável por apresentar e aprovar as diretrizes do partido para as eleições de 2022. Rossi escolheu disse Dirce, ao saber do trabalho que ela realiza à frente do MDB Mulher de Santa Catarina.

Infraestrutura

O senador Esperidião Amin (Progressistas), informou que Santa Catarina é o estado que mais receberá orçamento do Governo Federal na área de infraestrutura. No total, o Estado foi contemplado com R$ 272,97 milhões da União. A Lei Orçamentária Anual (LOA), após os vetos, totalizou o valor de R$ 135,47 milhões. Além disso, foi aprovado na sessão do Congresso Nacional, o PLN 15 com um total de R$ 11 milhões, e o PLN 20 com um total de R$ 126, .50 milhões. Amin disse que o seu colega, Eduardo Gomes (MDB) relator do PLN, cumpriu a palavra na preservação das dotações que vão devolver a Santa Catarina, recursos para obras das BRs 163, 280 e 470.

Para receber a coluna via WhatsApp, favor enviar mensagem com o seu nome e cidade e salvar o número: 49 98504.8148. Faça parte da lista de transmissão do site que todo mundo lê.

Agora estamos nas redes sociais. Segue lá!   Instagram: @scempauta   Twitter:  @scempauta   https://www.facebook.com/scempauta