...
Alesc Antídio Lunelli Assima Carlos Moisés da Silva Celso Maldaner Dário Berger Eduardo Pinho Moreira Fiesc Gean Loureiro IMA Jair Bolsonaro João Dória Mário de Aguiar

Dário quer prévia do MDB somente em 2022; Parte do dinheiro pago à Veigamed pode ter virado Bitcoin; Divisão na Polícia Civil entre outros destaques

Agora estamos nas redes sociais. Segue lá!   Instagram: @scempauta   Twitter:  @scempauta   https://www.facebook.com/scempauta  

Para receber a coluna via WhatsApp, favor enviar mensagem com o seu nome e cidade e salvar o número: 49 98504.8148. Faça parte da lista de transmissão do site que todo mundo lê.

Berger se alinha a bancada estadual

O senador Dário Berger (MDB) me disse que se juntará a bancada estadual do partido, na decisão de defender que as prévias para a escolha do candidato emedebista ao Governo do Estado, fiquem para o ano que vem.

Berger explica que adota uma postura de alinhamento com os deputados estaduais, na questão da data de realização da prévia, pois, de nada lhe adiantará ser o candidato a governador de um partido dividido. “De nada me adianta ganhar as prévias e chegar no dia seguinte e, a bancada dizer que não se alia ao projeto do MDB e que ficará no projeto do Moisés”, afirmou.

Para o senador é um momento de aguardar, sem pressa, para evitar conflitos. Ele lembra de uma reunião há alguns dias, quando concordou com a fala do ex-deputado federal, Mauro Mariani, que falou do posicionamento dos deputados estaduais catarinenses. “O MDB hoje garante a sustentabilidade do governo Moisés. A bancada estadual não quer a prévia agora, pois se definir agora, o MDB terá que tomar posição já que terá uma candidatura própria”, explicou.

Dário foi além, ao afirmar que a bancada estadual deixou claro em reunião do partido, que não tem compromisso algum com a reeleição do governador, Carlos Moisés da Silva (sem partido), mas que deixou a entender que poderá vir a ter.

O fato é que o posicionamento de Berger é mais um assunto para esquentar, ainda mais, o caldeirão MDB, que hoje estará em Chapecó com os seus três pré-candidatos ao Governo do Estado. O evento terá início às 18h30 na Uceff Faculdade.

Pinho Moreira confirma

Ontem foi dia de mais um debate no SCemPauta. Maria Helena e eu, Marcelo Lula, debatemos as principais pautas da política estadual. Durante o programa, o ex-governador Eduardo Pinho Moreira (MDB) comentou as possíveis mudanças nas leis eleitorais. Uma pessoa que assistia, questionou se ele disputará uma vaga a estadual, ou a federal. O ex-governador escreveu como resposta: “Estadual”, selando definitivamente qualquer dúvida sobre o seu futuro político.

Moreira no BRDE

A nomeação do ex-governador Eduardo Pinho Moreira (MDB) ao BRDE, pegou a bancada estadual do MDB de surpresa. Alguns deputados não esconderam a insatisfação de não terem sido consultados. Já no governo, a defesa é de que Pinho Moreira é uma importante liderança e, que tem a experiência necessária para o cargo.

Veigamed

Fontes afirmam que parte do dinheiro ainda não encontrado no caso dos respiradores da Veigamed, devem ter sido convertidos para Bitcoin. Durante as investigações, a empresa MMJS com sede em Cuiabá no Mato Grosso, foi identificada por ter recebido, segundo o Ministério Público, pelo menos uma transferência feita por pessoas ligadas a Veigamed no valor de R$ 320 mil. Os investigadores acreditam que o pagamento se deve a apresentação de uma proposta concorrente de fachada, para dar legitimidade ao negócio. Antes de virar MMJS, a empresa chamava-se Bau Holdings & Participações, que, em 2017, foi alvo de investigação por liderar uma pirâmide financeira com criptomoedas e venda ilegal de Bitcoin. Uma suspeita é de que outros valores podem ter chegado a empresa e sido convertidos em dinheiro eletrônico.

Gean opera

O prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro (DEM), passará hoje por mais uma cirurgia para a correção do quadril. Na semana passada ele passou por um procedimento preliminar, porém, a cirurgia ficou para esta semana. Encontrei Loureiro em Brasília onde conversamos rapidamente. Ele me disse que, em no máximo três dias, após receber alta do hospital, estará apto para reassumir as atividades a frente da prefeitura. Na capital federal o encontrei em um jantar, em que ele participou com as primeiras-damas e técnicas da Granfpolis, ao lado de sua esposa, Cintia Loureiro.

Dória em SC

O governador de São Paulo João Doria (PSDB) vem a Santa Catarina amanhã à tarde, para participar da quarta rodada do “Encontros do PSDB pelo Brasil”. O evento é uma mobilização pelas prévias tucanas, que definirá, em novembro, o candidato do partido à Presidência da República em 2022. Dória esteve no Mato Grosso do Sul e em Goiás. Hoje passará por Curitiba. Na chegada a Florianópolis, será recebido pelo governador Carlos Moisés da Silva (sem partido) com quem almoçará, às 13h30, no Centro Administrativo. Os governadores falarão sobre as ações de combate à pandemia da Covid-19 e, sobre os esforços para a vacinação dos brasileiros no País.

Coletiva e encontro

Às 15h, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), concederá uma entrevista coletiva no Centro de Convenções de Florianópolis. Na sequência, às 15h30, ele participará da quarta edição do “Encontros do PSDB pelo Brasil”, evento pelas prévias presidenciais, que ocorrerá no mesmo local. A mobilização visa a apresentação, para filiados e apoiadores, das propostas de Doria para o Brasil, bem como do seu jeito de governar e da sua experiência no Executivo Estadual e Municipal.

Abastecimento de gás

Conhecendo a relevância que o fluxo de abastecimento regular de gás natural possui para a economia catarinense, o governador Carlos Moisés da Silva (sem partido) marcou audiência na sede da Petrobrás, no Rio de Janeiro, para hoje. Ele vai entregar um documento em que pleiteia a adoção de medidas para a manutenção da oferta, ante o crescimento de demanda, provocado pelo aquecimento da economia em nosso Estado. “É um combustível estratégico para o desenvolvimento e a competitividade para a economia catarinense “, afirma Moisés.

Eskudlark responde

O deputado estadual Maurício Eskudlark (PL) se manifestou sobre a nota que escrevi ontem, a respeito das críticas feitas por ele ao delegado-geral da Polícia Civil, Paulo Koerich, que desagradaram a alguns setores da PC. Eskudlark relatou conversas com delegados e apresentou um print, onde recebe apoio ao seu discurso na Alesc. O parlamentar disse ainda, que não é verdade que ficou um mal-estar no meio policial após as suas declarações. “Reafirmo o que falei, é o sentimento da categoria e recebi muitas mensagens de apoio. A polícia civil está sem direção”, destacou.

Divisão

O fato é que há uma divisão na Polícia Civil. Delegados estão sendo criticados por colegas, por manifestarem insatisfação em relação a Adepol, além de apoiarem ao delegado-geral, Paulo Koerich. Por outro lado, outros delegados e agentes, defendem Koerich e, entendem que faltou à Associação dos Delegados a habilidade necessária para construir uma melhor pauta junto ao Governo do Estado, em relação a Reforma da Previdência.

Críticas no WhatsApp

Um delegado me enviou a cópia de uma mensagem que está circulando no grupo de WhatsApp da categoria. Nomes de delegados são citados com críticas. “TOP FIVE SHOW DE HORRORES. 1) Del. Michele bajulando o DG, atacando a Adepol, falando mal da base (“só fazem mimimi”) e reclamando dos delegados de Palhoça (“me fazem passar vergonha”); 2) Del. Toniazzo bajulando o DG, atacando a Adepol e descendo até o palco para apertar mão e simbolizar apoio incondicional à DGPC; 3) Del. Luiz Angelo palestrando com bajulações diversas, falando mal da Adepol e chamando os delegados mais novos de afoitos e etc; 4) Del. Ana Silvia bajulando, falando mal dos informativos da Adepol, criticando quem fala mal da pm e outras falas típicas de quem passa longe e acha que nunca estará na atividade-fim; 5) DG dizendo que se quiser se elege prefeito sem nem sair de casa!”.

Posse na Fiesc

O empresário Mário de Aguiar tomou posse ontem para um segundo mandato como presidente da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc). Durante o seu discurso, afirmou que Santa Catarina tem potencial para, em poucos anos, se tornar o estado mais industrializado do Brasil. Ele também salientou que o País passa por um momento emblemático. “E não podemos nos omitir. É tempo de se posicionar. A passividade pode ter como preço graves consequências, com retrocessos sociais e econômicos”, afirmou, destacando a importância da convivência harmônica e independente entre os Poderes e, de o país ter um sistema eleitoral transparente e seguro. Em Santa Catarina, a indústria tem uma participação de quase 27% no PIB do estado.

Moisés destaca a união

Em seu discurso no evento de posse da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc), o governador Carlos Moisés da Silva (sem partido) destacou as adversidades trazidas pela pandemia, mas salientou que foi um período de muita união. “Venho aqui reafirmar a vontade do governo de manter o diálogo, para que nossas escolhas sejam sempre mais acertadas e melhores para os catarinenses”, declarou. Moisés também chamou a atenção para a importância de investimentos em rodovias, ferrovias, portos e aeroportos. “Elegemos como prioridade a infraestrutura e, sabemos que é uma pauta da indústria catarinense”, afirmou.

Rodovias

O governador Carlos Moisés da Silva (sem partido) disse ainda em seu discurso na Fiesc, que há um esforço para investir nas rodovias federais pela importância delas como corredores logísticos, a exemplo das BRs 470, 280, 163, 282 e 285. “Essas obras precisam acontecer. Estamos dispostos a investir recursos nestas rodovias”, ressaltou. Moisés informou que no próximo dia 17 o assunto vai ser tratado em reunião no Ministério da Infraestrutura. Ele também defendeu o modal ferroviário a partir do Oeste catarinense e, disse que o governo está estudando o assunto.

Candidaturas laranja em São José

Após a decisão do Tribunal Regional Eleitoral por 6 votos a 1, que reconheceu a ação impetrada pelo PSL de São José, que acusa o MDB de ter lançado Darlete Terezinha Junckes como candidata laranja na eleição à Câmara de Vereadores, no ano passado, ontem o julgamento dos embargos de declaração acabou suspenso após um pedido de vistas. Pelo menos até a próxima audiência, os emedebistas Alini da Silva Castro, Sanderson de Jesus e Alexandre Cidade seguem na Câmara. O advogado Alessandro Abreu, disse que não há a mínima possibilidade de mudança no resultado e, que os vereadores do MDB serão cassados. Amauri dos Projetos (PSL), Neri Amaral (DEM) e Jumeri Zanetti (PT) devem assumir no lugar dos vereadores do MDB.

Servidores do IMA

Os servidores do Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA), estão em paralisação parcial das atividades desde o dia 30 de julho. Através de nota, informaram que a suspensão parcial das atividades abrange a emissão de licenças e autorizações no âmbito do licenciamento ambiental, além da suspensão de termos de compromisso para compensação por supressão de vegetação e para compensação ambiental de empreendimentos com significativo impacto. Também não está sendo dada autorizações para torneios de canto de pássaros. O ato é uma demonstração de insatisfação dos servidores com as negociações que vêm sendo feita junto ao Governo do Estado.

Pauta da Assima

De acordo com a Associação dos Servidores do Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (Assima), a categoria quer a reestruturação do órgão e a implementação do Plano de Carreira, Cargos e Vencimentos (PCCV), prevista em lei estadual. “Eles querem, apenas, o cumprimento da lei, cujo prazo expirou em dezembro de 2019”, diz parte da nota. Os servidores alegam, também, a falta de funcionários, até mesmo para a reposição de cargos dos colaboradores que se aposentaram. O último concurso público foi realizado em 2020, mas não levou reforços para o quadro, sendo que basicamente compôs as lacunas deixadas pelo processo de aposentadoria e pela evasão de servidores.

5G na Capital

Ontem a Comissão de Viação, Obras Públicas e Urbanismo da Câmara de Vereadores de Florianópolis, realizou uma audiência pública para discutir a regulamentação das normas gerais urbanísticas para a instalação da tecnologia 5G na capital. Esteve na pauta a estrutura e suporte das estações de rádio base e equipamentos afins, autorizados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). O Superintendente de Ciência, Tecnologia e Inovação, Marcos Lichtblau, disse que a preparação para a entrada da tecnologia é um fator de inclusão social, uma vez que Florianópolis possui hoje um grande número de empresas de tecnologia que poderão crescer e desenvolver seus produtos para a tecnologia 5G.

Tributário

O advogado Ricardo Anderle, sócio da Menezes Niebuhr Sociedade de Advogados, participa do painel para debater os “Novos desafios da advocacia tributária”, na Maratona Digital da OAB, hoje, às 15h. O evento, em comemoração ao mês da advocacia, será transmitido no canal do Youtube da OAB de Santa Catarina.

Para receber a coluna via WhatsApp, favor enviar mensagem com o seu nome e cidade e salvar o número: 49 98504.8148. Faça parte da lista de transmissão do site que todo mundo lê.

Agora estamos nas redes sociais. Segue lá!   Instagram: @scempauta   Twitter:  @scempauta   https://www.facebook.com/scempauta