Coletiva de imprensa do presidente da Alesc fecha ano legislativo e confirma a comunicação com transparência adotada pelo Parlamento catarinense

Como é de praxe, o deputado Julio Garcia (PSD), presidente da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, recebeu a imprensa na manhã desta quinta-feira (17), em coletiva presencial e online. O balanço das ações do Parlamento catarinense neste atípico ano de 2020 foi feito mais cedo. É que já na quarta-feira (16), o Plenário da Assembleia Legislativa de Santa Catarina votou todas as matérias pendentes, num total de 38, sendo 23 de autoria dos deputados, 13 projetos do Poder Executivo, além das alterações no Plano Plurianual (PPA) e da proposta da Lei Orçamentária Anual (LOA).

Também, como é característica de Julio Garcia, a transparência nos atos e a boa comunicação levaram a uma coletiva tranquila e rápida. Já no começo do encontro com a imprensa Julio Garcia anunciou a devolução ao governo do Estado de R$ 113 milhões, fruto de economia no Parlamento catarinense, que se somam aos mais de R$ 60 milhões que já haviam sido repassados.

O presidente afirmou que a produtividade da Alesc aumentou em torno de 25% e que mesmo com sessões online nenhum projeto deixou de ser analisado. O mesmo, afirmou,  em razão aos processos de impeachment contra o governador Carlos Moisés que, segundo Julio Garcia, foram discutidos amplamente, mas não impediram o trâmite de matérias, inclusive do executivo.

E  as relações entre Executivo e Legislativo? Garcia disse que, agora, o clima é bom, em especial para Santa Catarina. A ida do ex-diretor da Alesc Eron Giordani para a Casa Civil foi apontada pelo presidente da Casa como fundamental para preencher uma lacuna do governo, uma vez que Giordani tem conhecimentos administrativos, jurídicos e políticos.

Para 2021 Julio Garcia volta a sua cadeira entre os demais parlamentares e nega ter agido como conselheiro na formação da nova Mesa. A nova Mesa da Alesc está formada em chapa única para a eleição em 1º. de fevereiro.  O novo presidente será o deputado Mauro de Nadal (MDB), atual vice-presidente do legislativo. O deputado Moacir Sopelsa (MDB), será o presidente a partir de 2022. Como 1º. Vice o deputado Nilson Berlanda (PL), como 2º. Vice-presidente o deputado Kennedy Nunes (PSD); Ricardo Alba(PSL) 1º Secretário. O PP deverá indicar a 2ª secretaria, o PT com a 3ª secretaria, e o deputado Laércio Schuster (PSB) deverá ocupar a 4ª Secretaria.

Sobre o segundo processo de impeachment de Carlos Moisés referente a compra dos respiradores Julio Garcia não se manifestou passando a bola para o presidente do TJ, desembargador Ricardo Roesler.

*Convido você a ter um contato direto comigo me adicione no WhatsApp (48) 99986-8516