...
Douglas Borba João Luiz Luz Leandro de Barros

Possível indicado por Douglas Borba para a Casa Civil acende o sinal de alerta entre lideranças governistas

Borba e vereador João Luiz

Lideranças com circulação na Casa D’Agronômica informaram em condição de sigilo, que mesmo saindo do governo após ter se tornado alvo das investigações que apuram irregularidades na compra de 200 respiradores junto a empresa Veigamed, Douglas Borba pode colocar um amigo em seu lugar na chefia da Casa Civil.

O nome seria o do vereador em exercício de Biguaçu, João Luiz Luz (Progressistas), que está no cargo justamente no lugar de Borba, que se licenciou de seu mandato ao assumir a Casa Civil.

Conversei com João que negou a informação. Disse que não procede e que não teve conversa alguma a respeito. Ele também não soube informar se Borba retomará o mandato na Câmara.

A possível indicação ligou o alerta entre lideranças, sobretudo pelo fato de que João Luiz é cunhado de Leandro de Barros, advogado ligado ao Hospital Psiquiátrico Espírita Mahatma Ghandi, que ganhou o contrato de mais de R$ 70 milhões para a instalação do Hospital de Campanha em Itajaí, situação que será investigada pela CPI na Assembleia Legislativa.

Nomes

Uma reunião na Casa D’Agronômica nesta segunda-feira, terá como pauta principal a escolha do substituto de Borba. Se não confirmar o nome do vereador de Biguaçu, a tendência é que o governador Carlos Moisés da Silva (PSL) escolha um militar, ou um político, com o claro objetivo de melhorar a articulação na Alesc e tentar estancar o processo de impeachment.

Um nome que surgiu neste domingo, é o do prefeito de Chapecó, Luciano Buligon. Filiado ao PSL e com boa relação com Moisés, Buligon pode, havendo eleição neste ano, estar em fim de mandato. O único impedimento seria o enfrentamento ao Coronavírus.