...

Governo do Estado volta a censurar o SCemPauta e não responde a pergunta sobre a permanência de Borba

O Governo do Estado mais uma vez censurou uma pergunta do SCemPauta, em atitude que tem sido recorrente. Em específico, pela segunda vez seguida, não foi lida durante a coletiva a pergunta enviada pelo site, a respeito da permanência, ou não, do secretário de Estado da Casa Civil, Douglas Borba.

Informações de bastidores dão conta de que ele pode cair na próxima segunda-feira, apesar que bombeiros entraram para apagar o fogo que se estabeleceu no núcleo do Governo, após a publicação do SCemPauta sobre a relação próxima de Borba com um escritório de advocacia de Biguaçu, que representa em Santa Catarina o Hospital Psiquiátrico Espírita Mahatma Gandhi.

Ainda ontem a coluna divulgou que o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico, Lucas Esmeraldino, tenta emplacar o nome do presidente da SCPar, Gustavo Pereira Salvador, para substituir Borba no cargo. A negativa de resposta, é mais um indício das dificuldades de Douglas no Governo.

Assessoria direciona

Não é de hoje que a assessoria de comunicação do Governo do Estado, censura uma pergunta do SCemPauta. No aviso da coletiva, foi informado que perguntas repetidas não seriam feitas por causa do pouco tempo.

Somente de um grupo foram feitas mais de uma, sendo que o governador havia acabado de falar de uma pesquisa com números favoráveis ao Governo, mesmo assim foi feita a pergunta que mencionava a tal pesquisa.

O Governo do Estado precisa ser mais democrático, é fundamental que respeite mais a imprensa. Também serve para a sua assessoria de comunicação que precisa ser mais profissional. Censurar perguntas difíceis de responder é uma atitude de bajulação de seu assessorado, o que não é uma atitude profissional.

Em nome da democracia e da liberdade de imprensa, o SCemPauta vem a público pedir ao secretário Ricardo Dias, que oriente melhor a sua equipe, ou então que assuma que a linha do Governo em relação a comunicação é de ser antidemocrático.