...

Moisés faz hoje a sua mensagem anual na Alesc; Servidores prometem se mobilizar durante a fala de Moisés; Braga presidirá a Câmara de Florianópolis; Progressistas e pessedistas se reúnem em Chapecó entre outros destaques

Hoje às 15h quando fará a mensagem anual na Assembleia Legislativa, o governador Carlos Moisés da Silva (PSL) terá o seu primeiro grande teste do ano, além do pedido de impeachment.

Praticamente todas as categorias do funcionalismo público estarão presente protestando contra a Reforma da Previdência, além das demais pautas envolvendo cada setor. Um exemplo são os professores que inclusive, ameaçam entrar em greve, que pedirão mais uma vez que o Governo pague o reajuste do piso salarial e que descompacte a carreira.

Durante toda a fala de Moisés haverá a mobilização, após algumas categorias devem se reunir em local ainda não informado para um ato público.

Hoje eu acompanha aqui em Florianópolis o início dos trabalhos do Legislativo, além da mensagem do governador.

 

Comissões voltam hoje

A agenda da Assembleia Legislativa passa a ficar mais movimentada com o início dos trabalhos das comissões permanentes hoje, a partir das 10h, com a primeira reunião deste ano da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Estarão na pauta a análise de 11 Projetos de Leis. As 21 Comissões Permanentes já contabilizam 474 proposições para serem analisadas antes de serem encaminhadas ao Plenário para apreciação dos deputados.

Câmara de Florianópolis

O vereador Fábio Braga (PTB) é o novo presidente da Câmara de Vereadores de Florianópolis. Ele tem como vice o ex-presidente, Roberto Katumi (PSD). O fato é que já havia um acordo para que Braga comandasse a Casa neste ano de eleição. Foram 15 votos recebidos, sendo que Pedro Silvestre, o Pedrão (Progressistas) e Vanderlei Farias, o Lela (PDT) também disputaram.

 

Reunião em Chapecó

Lideranças do Progressistas de Chapecó recebem na quinta-feira às 19h30 em sua sede, as lideranças do PSD para uma conversa sobre o cenário eleitoral. A ideia é começar de fato, a construir um projeto pensando na eleição municipal.

 

Servidores da Fazenda

Em resposta a uma nota sobre os servidores da Secretaria de Estado da Fazenda que escrevi na semana passada, o secretário de Estado, Paulo Eli, explicou que a Fazenda está com falta de pessoal em todo Estado. Segundo ele, 2/3 estão com tempo de aposentadoria, principalmente Analistas e Fiscais. “Estamos reestruturando, a SEF tem 10 gerências regionais e 5 unidades setoriais de fiscalização. Todas com falta de servidores para a execução das tarefas e de atendimento ao público”, disse.

 

Limite

Também de acordo com o secretário de Estado da Fazenda, Paulo Eli, como a folha de pessoal está há muitos anos acima do limite prudencial, somente era permitido a reposição de pessoal das áreas de segurança, Saúde e Educação. As demais atividades, inclusive Fazenda era impedida a reposição de pessoal pela Lei de Responsabilidade Fiscal. Com isso, segundo Eli, a SEF foi ficando sem servidores. “Graças ao trabalho dos Fiscais e Analistas da Fazenda no trabalho de aumento da arrecadação e o trabalho dos contadores e analistas do tesouro no controle das despesas, conseguimos encerrar 2019, com a folha em relação a receita corrente líquida em 45,75%”, disse o secretário.

 

Na coluna exclusiva dos assinantes

 

– MDB veta liderança do Governo de Carlos Moisés da Silva na Alesc;

 

– Os detalhes do jantar de ontem entre o governador e deputados estaduais;

 

– Deputados pressionam Moisés a se reunir com os servidores;

 

– Hildebrand mais próximo do Podemos;

 

– Buligon com Moisés;

 

– MDB veta nome de pesselista para vice de Krelling em Joinville;

 

Assine o SCemPauta Plus, com muito mais informações durante o dia, podcasts e muito mais. As informações exclusivas e de grande impacto serão exclusivas para assinantes. Assine agora por apenas R$ 10 Reais mensais, assinatura anual.