...

Acordo na Agronômica: Sem aumento de impostos para o setor produtivo

Encerrou há pouco a reunião entre o governador, Carlos Moisés da Silva (PSL), sua equipe de governo e representantes da Faesc, Fetaesc, Ocesc e Fecoagro. Ficou definido que Moisés vai emitir uma medida provisória garantindo até 31 de dezembro a manutenção das isenções fiscais, evitando assim, a inviabilidade do setor produtivo. Desse modo os defensivos agrícolas serão mantidos com alíquota zero de imposto.

Em meio a toda crise que enfrenta e sem ter saída já que a Assembleia Legislativa sustaria todos os decretos devolvendo as isenções no mesmo patamar do ano passado, Moisés teve que recuar e aceitar a prorrogação. Depois eu trago mais detalhes.