...

Aliado de Moreira defende a Casan em Criciúma

Paulo Meller, ex-diretor de operações da Casan e ex-prefeito de Criciúma, homem ligado ao ex-governador Eduardo Moreira, foi ontem à sessão da Câmara de Vereadores da cidade colocar “água no chope” do prefeito Clésio Salvaro (PSDB). A convite do vereador Ademir Honorato (MDB) rebateu a tese do prefeito, que está anunciando interesse em romper o contrato com a empresa de saneamento que atende, além de Criciúma, outras cinco cidades da região a partir da Barragem do Rio São Bento.

Salvaro impôs à Casan duas condições para manter o contrato de 30 anos, que ele mesmo assinou a menos de cinco anos. Quer 7 por cento de royalties, além do que já está no contrato e a redução da tarifa de esgoto em 40 por cento aos consumidores. Se não for atendido ameaça romper o contrato juridicamente. E diz brecha legal para isso. A Casan já concordou com os royalties, mas alega que não tem como mexer na tarifa do esgoto.

Meller resume a fala advertindo que se fizer isso o prefeito mergulha num conflito jurídico que vai custar caro ao município, além do risco de a cidade sofrer com falta de água por questões técnicas.

O prefeito interpretou a fala de Meller, que está aposentado, como um instrumento do MDB fazer oposição na cidade.

Visita de Ministro

A visita do Ministro de Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, à Criciúma, na próxima sexta-feira vem precedida de polêmica nos bastidores. Isso porque o primeiro contato foi feito pela reitora da Unesc, no dia 30 de janeiro, quando a data de 29 de março foi estabelecida. Ao confirmar a visita o gabinete de Pontes buscou apoio do gabinete do deputado federal Daniel Freitas (PSL) para construir a agenda. Como havia outros pedidos, todos foram atendidos. Da forma como o fato foi divulgado ficou parecendo que era uma conquista específica do gabinete de Freitas, que no rádio hoje fez questão de dividir o mérito com a reitoria da universidade. O assunto, porém, ficou só nos bastidores.

Democratas

O ex-deputado federal João Paulo Kleinubing tem roteiro em Criciúma e região nesta semana. Hoje pela manhã teve uma demorada conversa com o delegado de polícia e ex-presidente da Associação dos Delegados de Polícia de Santa Catarina, Ulisses Gabriel (atualmente no PSD). Ele deve ser candidato a prefeito no município de Orleans. JPK confirmou que vai se manter a frente do partido e que nos próximos quatro meses todos os diretórios da sigla no Estado devem estar regularizados. O sogro de Kleinubing é o empresário Woimer Loch, que reside em Criciúma onde foi vereador.