Exclusivo: Prisão de empresário em Brasília pode levar investigação à Casan, vereador denuncia secretário por suposta ameaça, Moisés em Joinville entre outros destaques

Marcelo Lula

Marcelo Lula

Receba pelo celular !!
 
Para receber via WhatsApp é só enviar uma mensagem pelo (49) 98504.8148.
 
PATROCINE ESTA COLUNA: (49) 985048148 / email: [email protected]

Destaque do Dia

Antônio Júnior foi preso ontem em Brasília.
Crédito: Correio Braziliense

A prisão do empresário do Distrito Federal, Antônio Venâncio da Silva Júnior, na manhã de ontem em Brasília, e o cumprimento de um mandado de busca e apreensão na residência de sua sócia, Maria da Conceição Pinho Costa, na Operação Falta D’Água, pode ter desdobramentos em Santa Catarina.

Costa e Alba
CASAN
Brasao

Eles estão sendo investigados por supostos desvios de recursos públicos da Secretaria de Saneamento Básico de Navegantes, em um esquema que pode ter beneficiado agentes públicos, empresas e empresários. Segundo o Ministério Público que recebeu o apoio do MP do Distrito Federal e Territórios, há fortes indícios de que um ex-secretário do município também esteja envolvido.

Ao todo foram 22 mandados de busca e apreensão e cinco de prisão temporária em vários estados, porém, os demais nomes ainda não foram divulgados. A AVS Importações e Exportações que pertence a Júnior e Maria da Conceição, também foi alvo da ação por ser a empresa que mantém contrato com a Prefeitura de Navegantes, de compra e venda de hidrômetros.

De acordo com a acusação, a empresa recebia os valores integrais dos contratos, expedia notas fiscais nesses valores, mas entregava mercadorias em quantidade inferior. “A diferença seria paga em dinheiro na conta do secretário”, disse um representante do MP.

Quanto aos desdobramentos, uma fonte garante que as investigações devem chegar a Companhia de Águas e Saneamento (Casan), podendo atingir ex-gerentes, ex-diretores e até mesmo políticos.

Fornecedor da Casan

O empresário que foi preso ontem em Brasília, Antônio Venâncio da Silva Júnior, através de sua empresa, a AVS Importações e Exportações, é um dos maiores fornecedores de hidrômetros para a Casan, tanto, que há cerca de 10 anos ele tem vencido lotes de licitações da estatal. Uma fonte afirmou que os contratos da AVS com a Companhia de Águas serão alvo de investigação por suposta irregularidade e, que inclusive, a Polícia Federal já estaria investigando a estatal há cerca de quatro meses, só que não houve a confirmação se tem alguma ligação com Júnior. Além da venda dos hidrômetros, o empresário também tem contratos de prestação de serviço com a Casan. A AVS é a única autorizada a vender no Brasil os hidrômetros da empresa chinesa Ningbo Water Meters Co. Mais informações na próxima semana.

Leia também »  Exclusivo: Investigado suposto pedido de propina na Casan, Amin diz que PT sabia do vazamento da Intercept, entre outros destaques

Denúncia de ameaça

Mantelli denunciou o secretário.

O vereador de Chapecó, Neuri Mantelli (PRB), registrou um boletim de ocorrência por ameaça. Ele acusa o secretário de Infraestrutura Urbana, Ivaldo Pizzinatto, o Gringo, que é vereador licenciado pelo PSD, de ter feito uma suposta ameaça a ele, em uma conversa com um amigo em comum. Mantelli desde que saiu da base do prefeito, Luciano Buligon (DEM), tem feito críticas e denúncias contra o Executivo. Ele me relatou que em um jantar, Gringo teria reclamado a um amigo de seu comportamento na Câmara de Vereadores. “Espero que ele lembre do que aconteceu com o Marcelino”, teria dito Gringo, segundo Mantelli. O vereador entende que o secretário teria se referido ao ex-vereador do PT, Marcelino Chiarello, que foi encontrado morto em sua residência e, que até hoje, a sua morte provoca discussão sobre o laudo de suicídio, pois lideranças e familiares seguem defendendo a tese de assassinato.

Segurança

O vereador de Chapecó, Neuri Mantelli (PRB), lembrou que a causa da morte de Marcelino Chiarello foi divulgada pelas autoridades como suicídio. “Para o Gringo falar como ele falou, será que ele sabe de alguma coisa que a polícia não sabe?”, questionou. Mantelli me disse que não foi a primeira ameaça que recebeu durante a sua carreira política e, que durante a última eleição, foi perseguido por um motoqueiro e, em outro dia também no mesmo período, levou dois tiros em seu veículo. Ele afirmou que seguirá com a sua atuação crítica, mas que pedirá à polícia que o proteja, caso contrário, contratará um segurança.

Contraponto

Gringo se disse surpreso com a acusação.

O secretário de Infraestrutura Urbana em Chapecó, Ivaldo Pizzinatto, o Gringo, se disse surpreso com as acusações do vereador, Neuri Mantelli (PRB). “Eu não tenho nada contra ele. Nos falamos quase todos os dias, não sei o que ele está insinuando, mas vai ter que provar”, afirmou. Ele disse que Mantelli deve ter ouvido alguém falar, o que classificou como besteira. Gringo me disse que chegou a ligar para o vereador, mas não foi atendido.

Moisés em Joinville

A primeira visita do governador, Carlos Moisés da Silva (PSL), a uma entidade do setor produtivo do Norte do Estado, acontece na Associação Empresarial de Joinville (ACIJ), hoje às 15h, na sede da entidade. Na ocasião será lançado o Plano Estratégico de Infraestrutura, no qual está incluída a obra de duplicação do acesso ao Distrito Industrial. O governador assinará convênio para repasse de recursos à Associação dos Bombeiros Voluntários no Estado de Santa Catarina (Abvesc), entidade com 31 corporações em 50 cidades catarinenses. Também será assinado o convênio de aporte financeiro para a realização do 37º Festival de Dança de Joinville.

Leia também »  Exclusivo: Nelson Nappi Júnior começa a delatar na Operação Alcatraz

Tabela do SUS

A falta de revisão da tabela de serviços de saúde, é um dos principais entraves para melhorar o atendimento à população no Sistema Único de Saúde (SUS). A afirmação foi feita pela deputada federal, Carmen Zanotto (Cidadania), em audiência pública realizada pelo “Grupo de Trabalho da tabela remuneração de procedimentos médicos do SUS”. Há 17 anos os valores não são reajustados. Para a parlamentar, a falta de uma tabela adequada é o principal motivo da evasão de especialistas, que não aceitam mais atender pelo SUS. Ela disse que há muito tempo a remuneração não cobre as despesas dos hospitais filantrópicos.

Hospitais filantrópicos

O governador, Carlos Moisés da Silva (PSL), reiterou o compromisso de repassar R$ 180 milhões para os hospitais filantrópicos de Santa Catarina neste ano. A confirmação ocorreu em uma reunião com representantes das unidades de saúde, na Casa d’Agronômica. Os valores começarão a ser repassados ainda em junho e representam um aumento de R$ 134 milhões em relação ao montante transferido no ano passado, que totalizou R$ 46 milhões. Porém, vale lembrar que esse aumento no repasse não é uma iniciativa do governo, é o que determina a emenda que Moisés tenta derrubar no Supremo Tribunal Federal. A preocupação é sobre o que acontecerá caso o setor da Saúde enfrente alguma crise. De onde o Executivo vai tirar dinheiro para manter as entidades?

Sem transporte

Ao contrário do que estava sendo esperado pela Prefeitura de Florianópolis, nem as vans e os micro-ônibus circularão hoje na capital, devido à greve nacional promovida por partidos e sindicatos de esquerda, contrários à reforma da previdência.

Licenciamento ambiental

O deputado federal, Kim Kataguiri (DEM/SP), que é o relator do projeto da Lei Geral de Licenciamento Ambiental na Câmara dos Deputados, palestrou em Joinville ontem à noite. A Câmara de Vereadores lotou para que as pessoas pudessem conhecer um pouco mais da tramitação da matéria. Os trabalhos foram presididos pelo vereador, Ninfo König (PSB), que preside a Comissão de Finanças, e a reunião também contou com a presença do deputado federal, Carlos Chiodini (MDB). O encontro deu continuidade ao debate sobre a demora relatada por empresários para licenciar empreendimentos no município. Kataguiri afirmou que seu relatório deve propor critérios objetivos para licenças e estabelecimento de prazos. “Não é razoável esperar dez anos por uma licença”, disse o deputado.

Leia também »  Prefeito Gean Loureiro e ex-secretário Veloso entre os presos da Operação Chabu

Aeroporto de Chapecó

O deputado estadual, Marcos Vieira (PSDB), defende que o aeroporto de Chapecó se torne mais movimentado e estratégico para o estado. Ele lembra que ao presidir a Santur, que fez um programa de atração de turistas, principalmente do Conesul. Para Vieira, o aeroporto reúne as mesmas condições estratégicas de Florianópolis, por estar próximo de grandes cidades, tanto do Brasil quanto da América do Sul. Elogiou a iniciativa da concessão, porém, defende que se exija do Governo Federal a busca pela internacionalização do aeroporto. “É a forma de atrair mais passageiros e trazer os turistas para Santa Catarina”, disse Vieira.

Passaporte em Blumenau

Ricardo Alba

Em reunião provocada pelo deputado estadual, Ricardo Alba (PSL), com o superintendente da Polícia Federal, Ricardo Cubas, e com o governador, Carlos Moisés da Silva (PSL), na Casa da Agronômica, Cubas disse que Blumenau terá um Posto de Emissão de Passaportes (PEP) em 2020. É uma antiga demanda dos habitantes, entidades e autoridades do Médio e Alto Vale do Itajaí. Até o final do ano devem estar comprados e a PF/SC terá recebido os equipamentos específicos necessários, que já estão em processo de licitação em Brasília. A partir de agora iniciarão as tratativas burocráticas como definição de local e convênio para futura instalação da PEP.

Tecnologia israelense

Dois dias para trocar experiências, conhecimentos e para fazer negócios. Assim será o Conexão Desbravalley – Israel, nos dias 24 e 25 deste mês em Chapecó. O objetivo é aproximar a comunidade de tecnologia israelense ao ecossistema de inovação da região Oeste, além de conectar as soluções de empresas e startups catarinenses à iniciativa internacional. O evento é promovido pela Fundação Científica e Tecnológica em Energias Renováveis (FCTER), Sebrae/SC e parceria das universidades regionais, Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC), Associação Polo Tecnológico do Oeste Catarinense (Deatec), Desbravalley e prefeitura de Chapecó.

 

Para receber via WhatsApp é só enviar uma mensagem pelo (49) 98504.8148.

 
PATROCINE ESTA COLUNA: (49) 985048148 / email: [email protected]
 

Atualizado em:
Gean Loureiro fala ao SC em Pauta, advogado da Alcatraz entre os presos da Operação Chabu, as alternativas de Moisés para o duodécimo entre outros destaques
Gean Loureiro concede coletiva neste momento e diz que sai mais forte politicamente
Operação Chabu: TRF4 informa detalhes das prisões de hoje
Gean Loureiro já está na Polícia Federal