Bornhausen quer Napoleão no PSD, Governo liberará recursos para a BR-282, a polêmica do ICMS dos medicamentos entre outros destaques

Marcelo Lula

Marcelo Lula

Receba pelo celular !!
 
Para receber via WhatsApp é só enviar uma mensagem pelo (49) 98504.8148.
 
PATROCINE ESTA COLUNA: (49) 985048148 / email: [email protected]

Destaque do Dia

Bornhausen quer Napoleão como candidato ao Estado.

O destino do ex-prefeito de Blumenau, Napoleão Bernardes (sem partido), será o PSD. Ninguém confirma, mas é questão de tempo para que a filiação seja concretizada.

Costa e Alba
CASAN
Brasao

Ontem eu conversei com o ex-governador, Jorge Bornhausen, figura com forte influência na política estadual. Segundo ele, o PSD a partir da saída de Gelson Merisio, tem a condição de viver uma nova fase, inclusive, conquistando uma grande liderança ao se referir a Bernardes. “O Napoleão está avaliando o que é melhor, mas, se ele me perguntar, eu digo que o caminho dele é o PSD”, afirmou Bornhausen.

Além disso, o ex-governador e senador foi além, ao dizer que Napoleão deve ir para o partido para ser o futuro candidato a governador, por ser uma liderança nova, mas com boa experiência política. “É um nome novo com condição de ser uma nova esperança para o estado de Santa Catarina”, destacou.

Procurei Bernardes que após ter sido candidato a vice-governador, na chapa de Mauro Mariani (MDB), em uma eleição não bem sucedida, se empolgou com o doutorado e a volta à sala de aula onde tem lecionado para o curso de direito. Além disso, tem sido convidado para palestras em universidades, onde tem falado para um bom público e, em geral, formado por jovens acadêmicos. No sábado passado ele esteve em Joinville, no 2º encontro de lideranças universitárias, promovido pelo DCE da Univille, quando falou sobre liderança e gestão.

Em relação à política e a fala de Bornhausen, Napoleão se mostrou surpreso e, se limitou a dizer que encara como uma sugestão muito qualificada. “Logo, deve ser levada em conta no processo de decisão”, afirmou. Mesmo que ninguém confirme, mas o fato é que estamos falando de algo, que é apenas uma questão de tempo para se tornar um fato.

Amizade

A relação entre o ex-governador, Jorge Bornhausen, e o ex-prefeito de Blumenau, Napoleão Bernardes, começou ainda na eleição do ano passado, quando o experiente líder político afirmou que votaria no vice, se referindo a Napoleão. Se sentindo grato ao apoio, Napoleão entrou em contato para agradecer e, através do hoje presidente da Assembleia Legislativa, Júlio Garcia (PSD), houve uma aproximação, que começou naquele famoso almoço logo após Napoleão ter se desfiliado do PSDB, onde estavam juntos os três, mais o ex-governador Raimundo Colombo (PSD). Ali começava uma forte amizade.

Encontros rotineiros

Jorge Bornhausen, Júlio Garcia (PSD) e Napoleão Bernardes (sem partido), tem se reunido com frequência para almoços e cafés. Eles discutem o futuro da política catarinense, avaliam cenários e o PSD. Bernardes tem pedido mais tempo para se filiar, porém, tanto Garcia, quanto Bornhausen, o tem aconselhado a não esperar muito e definir logo a filiação.

Hobus coordenará

Em um jantar no restaurante Na Brasa, em Florianópolis, o presidente da Assembleia Legislativa, Júlio Garcia (PSD), discutiu com os deputados federais de seu partido, Darci de Mattos e Ricardo Guidi, mais o deputado estadual, Milton Hobus, a organização da próxima executiva estadual. Hoje, Garcia almoça com a bancada do partido na Alesc e, com alguns prefeitos, quando será discutido o mesmo tema. Por sugestão de Guidi e Mattos, Milton Hobus deve coordenar as reuniões para a definição da executiva. A ideia é que próximo ao dia 25 de junho, quando será realizada a escolha dos nomes, que as lideranças em conjunto, definam entre Hobus e o ex-governador, Raimundo Colombo, o novo presidente estadual.

Leia também »  Exclusivo: Presos na Operação Alcatraz tentam negociar delação premiada

Ainda Bornhausen

Jorge Bornhausen quando questionado sobre o governo de Carlos Moisés da Silva (PSL), disse que ainda é muito cedo para qualquer julgamento, mas, considera que Moisés leva uma vantagem em relação ao presidente Jair Bolsonaro (PSL). “Ele leva uma vantagem sobre o presidente, ele não fala. Isso ajuda, pois, quando o Bolsonaro fala, só prejudica o país”, criticou o ex-governador e senador. Ainda sobre Moisés, Bornhausen acha que será difícil avaliar, pois, se trata de um inexperiente com uma equipe que também não é experiente e, que terá que aprender durante o governo. “É um aprendizado difícil e perigoso”, alertou.

Sobre o futuro

A respeito da eleição do próximo ano, Jorge Bornhausen acredita que o PSL não conseguirá se organizar e, nem terá a mesma força que teve com a onda Bolsonaro. Acredita que será difícil pelo fato de não ter coligação e, que não há tempo hábil para formar um partido. “Não vejo como repetir a votação que teve”, afirmou. Em relação ao PSB, partido ao qual, seu filho, o ex-deputado federal, Paulinho Bornhausen se desfiliou, o ex-governador não vê futuro. “Os que saíram fizeram o certo. Não vejo futuro em Santa Catarina para um partido com nome Socialista”, atacou.

Impossível negar

Rodrigues é pré-candidato.

A cada dia que passa, fica mais difícil para o ex-deputado federal, João Rodrigues (PSD), negar que será candidato a prefeito de Chapecó. Ontem em entrevista que me concedeu na Rádio Super Condá, o presidente da Câmara de Vereadores, Ildo Antonini (DEM), disse que em uma reunião, Rodrigues afirmou que é pré-candidato e que pretende ir para a disputa. É considerado nos bastidores um nome que aglutina. Outro nome que poderá estar na disputa, é o secretário de Desenvolvimento Econômico, Márcio Sander (PR), que após ser questionado na mesma rádio, foi direto ao afirmar que sim, é pré-candidato a prefeito.

Saída de Gean

Loureiro está fora do MDB

O prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro (sem partido), saiu do MDB e se tornou alvo de críticas de lideranças emedebistas e de oposicionistas. Ele não sabe para qual partido vai, somente voltará a falar sobre filiação no final do ano quando definirá o seu futuro partidário. Loureiro me disse que a partir de agora o seu partido é “Cidade de Florianópolis” e, que só falará publicamente sobre a gestão do município. Ontem ele esteve na Caixa, onde deve buscar um financiamento de R$ 100 milhões para obras de infraestrutura. Pretende engordar a faixa de areia da Beira Mar Norte, além, dos R$ 150 milhões que estão sendo investidos. Hoje à noite, Loureiro vai anunciar nos Ingleses quase R$ 20 milhões em obras e, já vai entregar a ordem de serviço. Entre os investimentos, um parque.

Estratégia

Gean Loureiro (sem partido) tem uma estratégia para a eleição e disso faz parte a sua desfiliação. Além do descontentamento com a direção nacional do MDB, Loureiro também é pragmático na sua análise de cenário. Se colocará como um candidato de centro, portanto, tentará dialogar tanto com a direita, quanto com a esquerda e, num eventual segundo turno poderá levar vantagem da polarização nacional que deve ainda influenciar os partidos. Ao mesmo tempo, tentará isolar o Progressistas, o seu principal adversário. Questionado, Gean não respondeu se concorda, ou não, com a análise.

Contraponto

“A Secretaria de Infraestrutura e Mobilidade (SIE) informa que existe um trecho da obra de acesso ao Sul da Ilha, em Florianópolis, com a Licença Ambiental de Instalação (LAI) em processo de renovação, porém este fato não impede a continuidade dos trabalhos” – Assessoria de Imprensa do Governo do Estado.

Leia também »  Saída do Coronel Graff da Segurança Pública expõe mal-estar no setor

 Sobre a nota “Crise no PSB”

“Marcelo, foi com enorme surpresa que recebi no mês passado a notícia de que o Diretório Nacional do PSB, bem como os suplentes de Deputado Estadual Claiton Salvaro Brolessi e Patrício Destro teriam ingressado na Justiça Eleitoral com pedido de perda do meu mandato de Deputado Estadual em razão de suposta desfiliação.

A despeito dos últimos acontecimentos havidos no seio do partido, inclusive com ameaça de expulsão de determinado parlamentar, dentre outros problemas que foram noticiados em recente reunião do partido, registro que JAMAIS PEDI a minha desfiliação, tendo participado de todas as atividades partidárias para as quais fui convocado.

Continuo exercendo regularmente minhas atividades, inclusive na condição líder da Bancada do PSB e do Bloco Partidário Formado pelo PSB/PP/PRB/PV no âmbito da Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina.

Portanto, o pedido de perda do mandato formulado, não possui qualquer fundamento, sendo uma atuação indevida do Diretório Nacional do Partido bem como dos dois Suplentes de Deputado”

Nazareno Martins – Deputado Estadual.

 BR-282

A deputada estadual, Marlene Fengler (PSD), na condição de coordenadora da bancada do Oeste, foi informada pela coordenação da Frente Parlamentar Catarinense no Congresso Nacional, que o Ministério da Infraestrutura, por intermédio do DNIT, está fazendo remanejamento interno para liberar nos próximos dias, R$ 10 milhões emergenciais, recursos oriundos de emendas parlamentares, para obras na BR-282.

Garantia

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, assegurou aos parlamentares catarinenses da Bancada Federal, que após esse repasse inicial, serão alocados R$ 3 milhões mensais para a continuidade das obras. De acordo com a deputada estadual, Marlene Fengler (PSD), mesmo não sendo um valor elevado, pelo menos há a garantia de que as empresas continuarão recebendo. O superintendente do DNIT em Santa Catarina, Ronaldo Carioni, já foi informado sobre as deliberações do Ministério e, deverá definir com as empreiteiras a continuidade das obras.

Collaço no Oeste

O presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Rodrigo Collaço, esteve ontem em São Miguel do Oeste. Hoje ele estará em Chapecó, onde cumpre agenda. Às 10h, reúne-se com a 6ª coordenadoria da AMC e, na sequência, atenderá a imprensa local e regional.

ICMS sobre medicamentos

Amanhã ocorre mais uma reunião do Fórum Parlamentar em Defesa e Desenvolvimento do Comércio Atacadista de Santa Catarina. O evento acontece no Plenarinho da Assembleia Legislativa, às 10h30. O debate será em torno das distorções na cobrança do ICMS dos medicamentos em decorrência do regime de Substituição Tributária. Segundo pesquisa do Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário, o Brasil lidera o ranking com a maior carga tributária de medicamentos em relação a outros 37 países e, também é o que tem a carga tributária mais alta sobre medicamentos do Países do BRICS.

Tributação sobre o medicamento

O presidente da Associação dos Distribuidores de Medicamentos de Santa Catarina (Adimesc), Lotar Dieter Maas, disse que é inadmissível que a tributação sobre uma das maiores necessidades da população, seja também a mais alta. “Isso afeta diretamente a saúde e as finanças dos brasileiros, além de onerar também os Estados com a chamada judicialização de medicamentos, já que a população não consegue custear seu próprio tratamento”, destacou. Um exemplo, é que o medicamento genérico Omeprazol, um dos mais consumidos pela população, que custa R$ 15,95, e é tributado pelo ICMS-ST pelo valor R$ 25,34, ou seja, sobre um valor presumido pela Secretaria de Estado da Fazenda, 37% acima do real preço de venda praticado pelas farmácias. O Fórum na Alesc foi proposto, e é presidido pelo deputado Milton Hobus (PSD).

Leia também »  Polícia Federal realiza nova operação em Santa Catarina

Aposentadorias especiais

A deputada federal, Geovania de Sá (PSDB), protocolou uma emenda que extingue itens da PEC que trata sobre a aposentadoria especial dos servidores públicos e segurados do Regime Geral de Previdência Social. Ela relata que a aposentadoria especial é um benefício previsto na Constituição para os servidores públicos e trabalhadores da iniciativa privada, que exerçam atividades sob condições especiais que prejudiquem a saúde ou a integridade física do cidadão. O benefício já foi regulamentado para os trabalhadores do Regime Geral de Previdência Social, sendo devido após 15, 20 ou 25 anos de trabalho sujeito a condições especiais que prejudiquem a saúde ou a integridade física.

Cálculo

Outra alteração proposta pela PEC que recebeu a emenda da deputada federal, Geovania de Sá (PSDB), diz respeito à fórmula de cálculo do benefício, sendo assegurado o valor integral do benefício apenas depois de 35 anos de atividade do mineiro de frente de serviço. “Também não podemos concordar com essa modificação”, declara a parlamentar. Ela ressalta que, atualmente, a renda mensal da aposentadoria especial corresponde a 100% do salário de benefício, aos 15, 20 ou 25 anos de atividade.

Lista Tríplice

O Pleno do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, escolheu ontem os candidatos a desembargador pela vaga do Quinto Constitucional, que compete à advocacia. Os advogados Osmar Nunes Júnior (Balneário Camboriú), Ezequiel Pires (Florianópolis) e Milton Baccin (Florianópolis) foram os mais votados e agora compõem a lista tríplice que será encaminhada pelo presidente do Tribunal de Justiça, Rodrigo Collaço, ao governador, Carlos Moisés da Silva (PSL), que tem a competência para nomear um dos indicados.

Saúde

Ontem o secretário de Estado da Saúde, Helton de Souza Zeferino, esteve na Assembleia Legislativa para fazer um balanço do setor. Ele informou que o Governo do Estado conseguiu resolver a pendência com parte da lista de credores da Secretaria. “E outra parte estamos no processo de cronograma de pagamento. Isso nos dá uma possibilidade de que as coisas passem andar de uma forma mais equilibrada, impedindo a interrupção de fornecimento de serviços”, afirmou. De acordo com o secretário, a carta de credores existente quando ele assumiu a pasta incluía mais de 500 fornecedores e hoje são cerca de 200. Segundo ele, ao total dos R$ 477 milhões em dívidas, R$ 100 milhões foram pagos.

Defesa da mulher

Mais de 120 municípios catarinenses marcaram presença nas Rodas de Conversa realizadas para as regiões de Itajaí, Chapecó, Criciúma e Lages, pela Secretaria de Estado da Assistência Social, Trabalho e Habitação, em parceria com a Federação Catarinense de Municípios (Fecam). As rodas reuniram cerca de 400 pessoas e os resultados da ação foram repassados à vice-governadora, Daniela Reinehr (PSL), pela coordenadora estadual da Mulher, Aretusa Larroyd.

Para receber via WhatsApp é só enviar uma mensagem pelo (49) 98504.8148.
 
PATROCINE ESTA COLUNA: (49) 985048148 / email: [email protected]
 

Atualizado em:
Gean Loureiro fala ao SC em Pauta, advogado da Alcatraz entre os presos da Operação Chabu, as alternativas de Moisés para o duodécimo entre outros destaques
Gean Loureiro concede coletiva neste momento e diz que sai mais forte politicamente
Operação Chabu: TRF4 informa detalhes das prisões de hoje
Gean Loureiro já está na Polícia Federal