...

Governador comemora alta na indústria, setor que ele deixou trabalhar; Alba em sinuca de bico; Rodrigo Coelho organiza aliança em Joinville e outros destaques

Moisés comemora alta na indústria, mas peca na coerência

Ao comemorar a melhora do desempenho industrial em Santa Catarina no mês de julho, Moisés comete erro fatal e escancara que suas medidas restritivas foram seletivas e eivadas de hipocrisia. O governador admite que deu total atenção à indústria, entendeu que o setor não podia parar e deu todo o suporte necessário. Com isso, vangloria-se dos 10,1% de alta em julho, conforme informado pela pesquisa do IBGE.

Ele teve a ousadia de dizer que “a indústria não parou. Mantemos o funcionamento com protocolos específicos para garantir a segurança dos trabalhadores e o abastecimento do estado. Então o crescimento dessa atividade é fruto das ações do Governo, das entidades, das indústrias e da própria população, que respeita as orientações.”

Ora, se a pandemia acontece geograficamente no mesmo território das indústrias, porque mandou fechar o comércio, encerrou todas as demais atividades e mandou o povo ficar em casa?

A indústria teve que continuar, mas o dono do pequeno comércio teve que fechar as portas e sangrar diante de uma crise econômica. Certamente, ciência que não foi, ou auxiliar de produção em indústria não pega coronavírus?

QUER RECEBER AS INFORMAÇÕES EM SEU CELULAR? ENTRE NO GRUPO: https://bit.ly/3bIKgMv

Palpite de Carlos Chiodini em relação ao Impeachment

Sabendo da divisão interna no MDB, o deputado federal Carlos Chiodini ponderou que o seu palpite em relação ao voto dos deputados do MDB no impeachment do governador Moisés, a vice e o secretário de Administração serão favoráveis.

Ele reafirmou que o voto deverá ser em bloco e que essa análise se dá pela posição do líder do partido e em conversas com outros deputados estaduais.

Rodrigo Coelho lidera formação de grande bloco em Joinville

Foi confirmado nesta quarta-feira (09), que o vereador Rodrigo Fachini (PSDB) disputará a eleição municipal como vice do deputado federal Darci de Matos (PSD). Essa composição foi organizada pelo deputado federal Rodrigo Coelho (PSB) que não poderá disputar a eleição por impedimentos no seu partido.

Pessoas ligados ao deputado afirmam, Coelho tem uma missão: Tirar de Fernando Krelling (MDB) a chance de ser prefeito de Joinville. Com isso, reuniu-se com Fachini e depois com Darci, sugerindo a aliança.

Além do PSD e PSDB, Rodrigo Coelho articula a vinda do PL ao bloco liderado por Darci. Podemos e Democratas também estão no radar.

Ex-secretário de Udo, coordenará campanha de Fernando Krelling

Se há um responsável pela caricatura da gestão do atual prefeito de Joinville, Udo Dohler (MDB), certamente esse nome é Marco Aurélio Braga. Marcão, como é conhecido, vai coordenar a campanha do deputado estadual e pré-candidato Fernando Krelling (MDB).

Marcão foi o secretário de Comunicação em praticamente toda a gestão do prefeito, saindo apenas em período de campanha. No fim de agosto, o TCE aceitou denúncia contra possíveis irregularidades nas despesas com pagamentos de serviços de publicidade efetuados pela Prefeitura de Joinville, por intermédio de sua Secretaria de Comunicação.

QUER RECEBER AS INFORMAÇÕES EM SEU CELULAR? ENTRE NO GRUPO: https://bit.ly/3bIKgMv

Júlia Zanatta é a querida dos bolsonaristas em Criciúma

A advogada Júlia Zanatta (PL), amiga pessoal de Eduardo Bolsonaro – inclusive, convidada para o casamento do filho número 3 de Jair Bolsonaro – é a candidata que mais tem chances de fazer Bolsonaro embarcar em Santa Catarina.

Bolsonaro já informou que não irá apoiar ninguém no primeiro turno, porém, como em Criciúma a eleição acontece em apenas um turno, Bolsonaro poderá rever essa possibilidade e apoiá-la neste turno. Eduardo virá para reforçar o apoio à Júlia.

MDB unido em torno de Fossá


Junto ao deputado federal Carlos Chiodini, os emedebistas prefeitos Udo (Joinville) e Antídio Lunelli (Jaraguá do Sul), estiveram em Chapecó para discutir agendas do MDB. Entre elas, definir apoio ao pré-candidato à prefeito da cidade, Cleiton Fossá e dos pretensos das demais cidades catarinenses. Segundo o presidente estadual do MDB, Celso Maldaner, o partido quer eleger 20 prefeitos e mais de 1000 vereadores em Santa Catarina.

Os políticos estiveram na Associação Empresarial da cidade falando com empresários locais e na empresa Aurora, buscando garantir apoio ao vereador e postulante à Prefeitura. Ambos são empresários do ramo têxtil, com experiências e ativas atuações em associações empresariais.

Udo não esquece mágoa com Mauro Mariani

Durante sua passagem pela capital do Oeste, em entrevista à Rádio Condá, Udo demonstrou não ter superado as diferenças com o ex-presidente estadual do MDB, Mauro Mariani. O prefeito de Joinville afirmou que estava “desesperançado” com o partido e Celso Maldaner, o atual presidente partidário, conseguir reunificar o MDB.

Udo sente-se traído por Mauro Mariani desde as eleições para governador. Udo Döhler queria ser o candidato, mas não obteve êxito em disputa pessoal com o então deputado federal.

Pensando no governo de Santa Catarina

De olho na eleição de 2022, o prefeito de Jaraguá do Sul, Antídio Lunelli (MDB), confirmou o colega de partido Jair Franzner como vice na busca pela sua reeleição na cidade do norte catarinense. Isso tudo indica que o proprietário da Urbano Alimentos será preparado para assumir, caso Lunelli deixe a Prefeitura para a disputa estadual, projeto político do atual prefeito.

Fábio Schiochet continua usando gabinete da Casa Civil em Florianópolis

Eleito deputado federal e com um salário de aproximadamente R$ 33 mil por mês, Fábio Schiochet continua focado na gestão Moisés. Tenta salvar o governo que está afundando e ainda não atua plenamente como deputado federal.

Uma fonte me confirmou que ele atua no Centro Administrativo do Governo de Santa Catarina e usa o gabinete da Casa Civil para despachar. O secretário da Casa Civil, por ora, interino e figurativo Juliano Chiodelli, ganha aproximadamente R$10 mil por mês.

A assessoria, que inclusive acompanha o deputado na capital catarinense, afirma que o deputado continua atento às pautas em Brasília e atua em nome do partido, ajuda o governador e ainda atua como deputado.

Se fosse atleta, seria o famoso polivalente.

Alba é última (única) alternativa do PSL em grandes prefeituras de SC

Depois da eleição, a confusão com os “Bivar”, a saída de Bolsonaro e a mudança de postura de Moisés, desqualificaram o maior partido desde 2018, o PSL. Depois dessas catastróficas mudanças no partido, apenas um nome aspira chances de ser eleito prefeito em uma grande cidade catarinense, nas demais cidades, os nomes ainda nem definidos estão.

O deputado estadual Ricardo Alba fez votações históricas para vereador e deputado estadual e com isso, tenta chegar à Prefeitura de Blumenau. Seu distanciamento ao bolsonarismo tem custado caro e dificulta sua corrida eleitoral.

O deputado estadual Ivan Naatz (PL) e o atual prefeito Mário Hildebrant estarão na disputa em Blumenau.

Alba analisa se ficará na Alesc durante a campanha

O deputado estadual Ricardo Alba (PSL) ainda está analisando se irá se licenciar do mandato para dedicar-se exclusivamente à eleição. Uma fonte informou que o governador Moisés pediu para que ele ficasse no mandato enquanto tramita o processo de Impeachment. Questionei o deputado, que não negou a minha pergunta.

Licenciar-se do mandato seria a forma menos dramática para o parlamentar se dedicar à sua campanha e evitar o desgaste de votar contra ou a favor ao afastamento de Moisés, seu colega de partido.

Estreia no SCemPauta

Feliz! Esse é o meu sentimento após receber o convite do amigo Marcelo Lula, um dos maiores jornalistas da atualidade em Santa Catarina. Escrever em um dos principais portais de política do estado de Santa Catarina e que promove um jornalismo independente foram razões mais do que suficiente para o honrado convite.

A intensão é escrever textos analíticos sobre a política, direito, economia e comportamento, isto é, temas que envolvam nosso estado. Mas estaremos atentos aos principais fatos em todo o estado, prestigiando e informando o caro leitor. Conto com a sua leitura diária!

Para quem não me conhece: De fato, sou novo na profissão. Atuo à cinco anos na imprensa, em Joinville, atualmente coordenando o jornalismo da Jovem Pan News Joinville e por ela, fazendo meus comentários diários. Além disso, comento sobre política, economia, direito e comportamento por emissoras do interior do estado.