Udo quer disputar o governo, os bastidores das conversas no MDB, Garcia nega intervenção no PSD entre outros destaques

Udo externou o desejo de ser candidato.
Foto: Jaksson Zanco

O prefeito de Joinville Udo Dohler (MDB), ontem fez mais uma peregrinação por Florianópolis, pois, almoçou na Assembleia Legislativa, passou pela Secretaria de Comunicação e, em seguida foi ao gabinete do governador em exercício Eduardo Pinho Moreira (MDB), encerrando a agenda somente a noite no evento de posse do novo presidente da ADVB, Delton Batista.

Dohler marcou presença na posse do novo secretário de Estado da Comunicação Marcelo Rego, após participar do tradicional almoço da bancada emedebista na Alesc, quando teve uma conversa franca com os deputados estaduais. De forma direta ele disse que poderá renunciar ao cargo de prefeito, para se colocar como pré-candidato ao Governo do Estado, mas, ponderou que para isso, precisa ser estimulado pelo partido. “Eu não vou dar um salto, assim, no escuro”, afirmou, dizendo que não pode se aventurar sem garantias.

De acordo com uma fonte, Udo não pede uma certeza de que será o candidato, mas, quer o mínimo de segurança para participar da convenção. No caso, ele quer chegar à disputa interna em condição de igualdade com os demais postulantes e, sem o risco de sofrer uma derrota que o inviabilize politicamente. Por isso, mesmo disposto a renunciar, Udo quer sentir um gesto do partido que não seja em vão, e fará contato com prefeitos e deputados do MDB para medir os riscos e as vantagens. Essa agenda já deve ter início nesta semana, com visitas aos municípios da região Norte do estado, se obtiver os apoios que espera, ele se convencerá a renunciar.

Os deputados ouviram a fala de Udo e consideraram como boa a conversa. Porém, a bancada quer ser protagonista no processo e, por isso, provocará o debate dentro do partido, incluindo um encontro entre Pinho Moreira, Dohler e o deputado federal Mauro Mariani. “Eles precisam ter a maturidade para conversar e tentar acertar o que for melhor. Não podemos esperar chegar na convenção, aí será muito tarde e atrapalhará a conversa com outros partidos. Outra coisa, não podemos ter disputa na convenção, a decisão tem que ser logo. A nossa bancada será proativa e forçará a antecipação da decisão. Não esperem que a gente fique na arquibancada, nós vamos é participar do jogo”, afirmou uma liderança.

Três nomes

Ao mesmo tempo em que se preocupam com uma possível disputa em convenção, por outro, lideranças emedebistas comemoram o fato do partido ter três nomes para a eleição ao Governo do Estado. O primeiro a se lançar foi o deputado federal Mauro Mariani, que há tempos tem trabalhado para viabilizar a sua candidatura. Agora, o governador Eduardo Pinho Moreira inevitavelmente entra no páreo, pois, as primeiras ações de seu governo agradaram as bases do MDB. Outro ponto que chamou a atenção foi em um show do Jorge Ben Jor, quando Pinho Moreira recebeu pedidos de pessoas que estavam no local, para tirar foto, situação que o empolgou. Agora, o prefeito do maior município do estado, Udo Dohler, se anima e quer estar na disputa. O cardápio está posto a mesa, resta saber se o MDB decidirá enquanto está frio, ou vai esperar esquentar para definirem bem ao estilo do partido.

Reunião

Durou cerca de uma hora e 30 minutos a reunião entre o prefeito de Joinville Udo Dohler (MDB), e o governador em exercício Eduardo Pinho Moreira (MDB). Uma fonte relatou que Dohler reafirmou o seu desejo de disputar o Governo do Estado e, teria ouvido de Pinho Moreira que se viabilizar a pré-candidatura, que terá o seu apoio. A informação ainda não é confirmada oficialmente, até porque, Moreira tem repetido em diversas ocasiões que hoje, o seu candidato é Mauro Mariani. Mas segundo a fonte, a conversa agradou a Dohler, que saiu do encontro direto para o evento da ADVB.

Pinho Moreira teria apoiado o desejo de Udo disputar o governo.
Foto: Jaksson Zanco

Confortável

Foi essa a expressão usada ontem pelo pré-candidato ao Governo do Estado, deputado Esperidião Amin (Progressistas), ao me falar do discurso do também pré-candidato, deputado Gelson Merisio (PSD), durante o evento de posse do deputado Silvio Dreveck como presidente estadual do Progressistas. Para Amin, o discurso de Merisio falando em construção e não pessoalizando a questão, deixa a todos numa condição de conforto e tranquilidade para a formação da melhor aliança para a eleição.

Mais afinados do que nunca.
Foto: Divulgação

J.Garcia

O pré-candidato a deputado estadual Júlio Garcia, ainda não decidiu se assinará ficha no PSD ou no Democratas. Ele me disse ontem que tem duas semanas para pensar e, deverá conversar com o governador licenciado Raimundo Colombo (PSD). Quando o questionei se ele pensa em um plano alternativo, ao que apadrinhou contando com João Rodrigues, Garcia respondeu que somente dará palpite sobre projeto eleitoral, quando definir em qual legenda se filiará. Além disso, a respeito das alianças, o ex-conselheiro do Tribunal de Contas do Estado disse que desejará estar onde a maioria do seu partido optar.

Intervenção

Mesmo afirmando que não dará pitaco até se filiar em algum partido, Júlio Garcia descartou qualquer possibilidade de intervenção nacional no PSD de Santa Catarina. Esse assunto chegou a correr nos bastidores, porém, foi negado por Garcia. “O presidente Gilberto Kassab disputará como vice ao Governo de São Paulo. Ele não vai se envolver nisso”, garantiu. Kassab deve ser o vice de João Dória (PSDB).

Pedido de cassação

Foi instaurado ontem pelo Conselho de Ética da Câmara dos Deputados, quatro processos disciplinares que poderá cassar o mandato do deputado federal João Rodrigues (PSD), e de outros três parlamentares que são Paulo Maluf (Progressistas), Lúcio Vieira Lima (MDB) e Celso Jacob (MDB). O presidente do conselho, deputado Elmar Nascimento (DEM), é quem escolherá de uma lista tríplice formada por sorteio, os relatores. No caso de Rodrigues o relator sairá dos seguintes nomes: Ronaldo Lessa (PDT), Paulo Freire (PR) e Raimundo de Matos (PSDB).

Vetos

Pelo menos 10 vetos do governador licenciado Raimundo Colombo (PSD), estão na Assembleia Legislativa para que os deputados estaduais avaliem se os derrubarão ou não. Ainda ontem os deputados Luciane Carminatti (PT) e Valdir Cobalchini (MDB), conversaram a respeito de suas emendas no projeto que abona as faltas dos professores grevistas. Na proposta de Luciane serão abonadas as faltas de 2012, enquanto que a de Cobalchini abona as de 2015. Os parlamentares entendem que derrubar o veto não é um sinal de afronta ao governo, mas um gesto de coerência já que aprovaram em plenário.

Álvaro Dias

Ontem eu entrevistei o pré-candidato a presidente da República, o senador Álvaro Dias (Podemos). Durante o Estúdio Condá ele defendeu as reformas que farão com que o país cresça economicamente. Dias criticou a violência, a corrupção e a afronta ao que chamou de valores das famílias. Mesmo fazendo um discurso mais conservador, por diversas vezes sem citar nome, atacou o também presidenciável Jair Bolsonaro. Dias defende uma maior participação do Sul nos principais debates do país, e entende que é fundamental investimentos em logística, tanto nas rodovias, ferrovias e nos portos.

Podemos em SC

Quanto ao estado, Álvaro Dias destacou que o Podemos está aberto a pessoas que desejam trabalhar pelo chamou de refundação da República. Além disso, ele torce para que uma lei que tramita em regime de urgência no Congresso Nacional seja aprovada, permitindo que além dos deputados, os vereadores também possam mudar de partido, principalmente para disputar a eleição deste ano. Se isso acontecer, Dias garante que 72 vereadores em todo o estado estão prontos a se filiar em seu partido. Ele também garante que a legenda terá candidaturas a deputado estadual e federal, mas que aguardará as definições na majoritária para definir o posicionamento. Se depender do deputado estadual Natalino Lazare, que é a maior liderança do partido aqui no estado, o Podemos estará ao lado do PSD.

Novo secretário

Em cerimônia realizada na redação da Secretaria de Estado da Comunicação, o governador Eduardo Pinho Moreira (MDB) deu posse ao novo secretário, Marcelo Mello Rego. O cargo era ocupado por João Debiasi, que ficou à frente da pasta por dois anos. De acordo com o governador, a política de comunicação de sua gestão deverá ser marcada pela transparência, agilidade e qualidade da informação. “A Secom tem o papel de nos colocar em contato com a sociedade de forma efetiva e clara. Vamos ter ações importantes e inovadoras em Santa Catarina e a sociedade precisa conhecer essas ações, então será esse o canal de comunicação”, destacou.

Rego assume a comunicação do Estado.
Foto: Jeferson Baldo

Dia de Campo

Em visita ao campo demonstrativo da Coopercampos, na abertura da 23ª edição do Dia de Campo, em Campos Novos, o governador Eduardo Pinho Moreira (MDB) reafirmou o compromisso do Governo do Estado, em desenvolver cada vez mais o agronegócio catarinense. “O Governo respeita o setor produtivo e será sempre um incentivador das boas práticas que protejam o produtor e tragam os melhores resultados para Santa Catarina”, afirmou. Pinho Moreira também destacou a evolução tecnológica do setor e reconheceu a força do trabalho do homem do campo, por meio do cooperativismo.

Vamos ajudar?

Aos amigos que acompanham o meu trabalho, eu quero fazer o seguinte pedido: Quem puder, participe do Costelão que entidades de proteção aos animais realizarão no próximo dia 10 de março. As 20h30 na Live Choperia em Chapecó, terá início o evento que é para uma causa muito nobre. Conto com a ajuda dos amigos aos voluntários, e principalmente aos animais carentes. O telefone para informações é 49.99152.8899.

Destaque

“O interesse pelo Projeto Atleta do Futuro não para de crescer. Ontem outras escolas e entidades demonstraram interesse em ser polos de escolinhas em Chapecó. O Projeto é realizado pela prefeitura através da Secretaria de Juventude, Esporte e Lazer (SEJEL). O secretário Ivan Carlos Agnoletto recebeu em seu gabinete diretores do Centro Atendimento Integrado a Criança (CAIC), do Bairro São Pedro, da Escola Clélia Bodanese, do Projeto Verde Vida e da comunidade do Bairro Pinheirinho. Na mesa, pedidos para escolinhas do Projeto. Ele comentou que entre novos e antigos polos e outros que estão sendo reativados, todas as crianças de sete a 14 anos poderão ser atendidas com alguma atividade esportiva. “Queremos chegar a 4,5 crianças este ano”, projeta Agnoletto.

“Me ouça de segunda a sexta as 13h15 na Super Condá AM 610”

Deixe seu comentário:

Pin It on Pinterest