Termo para investimentos no aeroporto de Chapecó será assinado, contorno viário não tem projeto, Alesc votará a PL das aposentadorias dos ex-governadores entre outros destaques

Palácio do Planalto será o local do ato.
Foto: Presidência

Hoje as 19h no Palácio do Planalto em Brasília, o prefeito de Chapecó Luciano Buligon (PSB), e o diretor de modernização Diego Ferraz, participarão da assinatura do Termo de Compromisso para a realização de investimentos no aeroporto municipal Serafin Enoss Bertaso.

No ato, o presidente da República Michel Temer (PMDB), e o ministro dos Transportes Maurício Quintella, assinarão o documento com o diretor da Secretaria de Estado da Infraestrutura, José Carlos Muller. O valor será repassado ao Estado que fará a licitação da obra, salvo, se o processo for delegado a Buligon.

No dia 06 passado, eu conversei com Muller que detalhou a liberação dos recursos. Segundo ele, ao todo serão R$ 8,5 milhões da União, e mais R$ 2 milhões via Estado, sendo que Muller acredita que o valor total não deverá ser liberado neste próximo ano. Porém, Luciano Buligon e Diego Ferraz estão indo a Brasília esperando já ouvir que será autorizada a licitação da obra, o que poderá agilizar a viabilização do projeto.

Que assim seja, para que tenhamos o quanto antes a ampliação do terminal, que permitirá um processo de concessão ou Parceria Público Privada, que nos permitirá dar um salto de desenvolvimento.

Contorno viário

Uma das obras mais esperadas e, que tem recebido um total empenho do setor empresarial, não deverá acontecer tão cedo. Pelo menos se Chapecó estiver contando com recursos do Estado. Questionei o Governo sobre quando seria liberado o recurso para a construção do contorno da Sadia. A resposta é que não existe projeto para a obra.

Colégio Militar

Quanto ao colégio militar que é uma reivindicação da Somar Oeste, a resposta do Governo do Estado é que existe uma possibilidade. Um documento foi entregue ao comandante geral da Polícia Militar, coronel Paulo Henrique Hemm, que já deu o encaminhamento para que Chapecó tenha uma unidade. Resta agora a resposta da Secretaria de Estado da Educação.

Julgamento

O deputado federal João Rodrigues (PSD), acredita que sairá fortalecido do julgamento no Supremo Tribunal Federal (STF), que acontecerá no dia 06 de Fevereiro em razão do caso da retroescavadeira de Pinhalzinho. A tese da defesa é de que há uma jurisprudência no STF a favor do réu, quando não há dano ao erário e nem desvio de dinheiro, conforme consta na decisão judicial. “Na decisão não é pedido reembolso, nem indenização e nem dinheiro de volta. Isso comprova que não houve dano ao erário, e nem desvio, o que ficará esclarecido. Foi importante pautar o julgamento para podemos provar”, afirmou um dos defensores.

Catarinense no TST

Com 25 votos dos 26 ministros, ou seja, quase por unanimidade, o desembargador do Tribunal Regional do Trabalho de Santa Catarina, Alexandre Ramos, foi eleito na tarde de ontem para integrar a lista tríplice do TST para o preenchimento do cargo de Ministro. Sendo assim, pela primeira vez o estado tem a chance de ter um integrante na Corte. A etapa, agora, é junto ao presidente Michel Temer (PMDB), que indicará um dos três integrantes da lista para o cargo. Ramos já atuou nas comarcas de Chapecó e Xanxerê.

Ramos foi o mais votado
Foto: TRTSC

Alexandre Ramos

O desembargador tem 49 anos e começou na Justiça do Trabalho em 1993, como juiz substituto. Cinco anos depois, foi promovido a titular, atuando nas comarcas de Xanxerê, Chapecó, Araranguá, Imbituba, Itajaí, São José e Florianópolis. No currículo acadêmico, possui mestrado e doutorado em Direito, ambos pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Atualmente, é professor convidado permanente da Escola Superior de Advocacia de Santa Catarina e da pós graduação do Cesusc. Em 2014 e 2015 ele coordenou o Comitê Gestor Estratégico Nacional da Justiça do Trabalho, com assento também no comitê sobre o mesmo tema no Conselho Nacional de Justiça.

Indecisa?

A prefeita de Bombinhas Ana Paula da Silva, a Paulinha (PDT), segue na busca de um candidato a governador para chamar de seu. Como pré-candidata a deputada estadual, a trabalhista esteve no evento organizado por João Rodrigues (PSD), quando o pessedista lançou a sua pré-candidatura e, no sábado passado em Campo Alegre no encontro em apoio a pré-candidatura de Gelson Merisio (PSD). Segundo lideranças próximas a ela, Paulinha teria dito que se sentiu pressionada a ir no evento desse final de semana. No mínimo estranha a afirmação de uma liderança que deseja se estadualizar. Paulinha precisa descer do muro e assumir o que defende.

Julgamento de Lula

Quem acompanha o meu trabalho sabe bem o que eu penso a respeito do ex-presidente Lula (PT), e o quanto eu sou crítico a tudo o que aconteceu em seu governo e, no de Dilma Rousseff (PT), casos que escandalizaram o país. Também não concordo com a politização que os petistas tentam atribuir aos processos que ele enfrenta, como se Lula fosse um intocável, não pudesse ser responsabilizado por qualquer ato. Por outro lado, é preciso ser justo, pois, ou defendemos o certo em todas as ocasiões, ou então, estaremos nos igualando a quem defende as suas lideranças políticas com cegueira ideológica, sem dar a mínima para a necessidade da garantia da lei e da ordem. Dito isso, entendo como no mínimo estranha, a rapidez do TRF4 em pautar o julgamento do ex-presidente. Quero crer que o judiciário realmente tenha tido o tempo hábil de analisar o caso para julgar com isenção. Caso contrário, somente dará força aos gritos de quem deseja fazer de Lula, um mártir, coisa que ele não é.

Cleidenara

Amanhã, às 8h, os vereadores de Chapecó decidirão em sessão, se aceitam ou não a denúncia de quebra de decoro parlamentar contra a vereadora já cassada pela justiça, Cleidenara Weirich (PSD). Ela foi condenada em primeira instância pela Justiça Federal, sob a acusação de desvio de dinheiro público investigado pela Operação Manobra de Osler e, de ter utilizado a máquina pública na eleição de 2016.

Pauta da Alesc

O orçamento do Estado para o ano que vem e, a extinção da aposentadoria dos ex-governadores, estão entre os destaques da última semana de votações da Assembleia Legislativa antes do recesso de fim de ano. Hoje e amanhã a pauta será intensa. O PL das aposentadorias é do deputado estadual Padre Pedro Baldissera (PT).

Padre Pedro há anos luta para extinguir as aposentadorias.
Foto:Solon Soares /Agência AL

ADR

Ontem a Agência de Desenvolvimento Regional de Chapecó e Colegiado Regional de Governo, promoveram um encontro com a imprensa da região. Na programação “Prestando Contas – Comunidade bem informada” entraram em pauta as obras, ações e realizações do Governo do Estado na região. Dados apresentados pela secretária Astrit Tozzo, mostram que até a primeira quinzena deste mês o investimento da ADR Chapecó na região de abrangência, foi de R$ 18,2 milhões, que corresponde ao valor pago no ano. Deste montante foi destinado R$ 7,6 milhões para convênios e R$ 10,6 milhões para obras.

Astrit Tozzo apresentou os resultados.
Foto: Andréia Oliveira/ ADR

Destaque

“Hoje em Florianópolis o governador Raimundo Colombo (PSD) lidera a reunião do colegiado, somente com os secretários de Estado setoriais e comissionados que atuam na Grande Florianópolis. A reunião será no Teatro Pedro Ivo”.

Deixe seu comentário:

Pin It on Pinterest