Segmentos específicos pensam o futuro de Joinville

Dez grupos de trabalhos formados por profissionais de diversas áreas como educação, saúde, segurança, cultura, esporte, meio ambiente, turismo, economia, inovação e serviços públicos reservaram a tarde desta quinta-feira (26/10) para a realização de mais uma oficina do Projeto Joinville 30 anos, que propõe a discussão de ações que definirão o futuro da cidade.

O projeto é uma iniciativa da Prefeitura de Joinville, por meio da Secretaria de Planejamento Urbano e Desenvolvimento Sustentável (Sepud), com apoio do Centro de Arquitetos e Urbanistas (CAU) e Associação Brasileira dos Escritórios de Arquitetura (Asbea) de Santa Catarina.

Lançado este ano, o Projeto Joinville 30 Anos (#Jlle30) é uma iniciativa ampla envolvendo integrantes de todas as esferas da cidade – governo, empresas, academias e sociedade civil – para construir a cidade desejada para o futuro. A consolidação de todas as propostas será apresentada oficialmente no próximo aniversário de Joinville, em março de 2018.

O gerente de Cidade Humana e Inteligente da Sepud, Diego Calegari, explicou que as propostas apresentadas nesta quinta-feira irão se somar à outras que estão ocorrendo pela cidade. No próximo sábado, por exemplo, serão realizadas oficinas abertas em cinco regiões diferentes, simultaneamente: Norte, Sul, Leste, Oeste e Central, das 14 às 16h30.

Exemplo de Detroit

Na abertura dos trabalhos, Diego Calegari destacou a importância da iniciativa citando como exemplo a decadência da cidade norte-america de Detroit, que foi um rico polo industrial do setor automobilístico, que chegou a ter dois milhões de habitantes, a quarta mais importante cidade América, de alta qualidade de vida, e que hoje é uma cidade fantasma com alta taxa de homicídios. O motivo foi não ter pensado o seu futuro.

“Será que corremos esse risco”, provocou Calegari. Lembrou que nove das dez melhores cidades do mundo para se viver fizeram um plano para o futuro. “O que estamos fazendo hoje é isso. Criar uma visão clara de futuro, capaz de mobilizar esforço comum de todos os segmentos rumo a uma Joinville mais humana e feliz”.

Oficinas abertas

Neste sábado (28), serão realizadas oficinas abertas nas cinco regiões da cidade. São encontros abertos à população com o mesmo propósito de debater o futuro da cidade.

As oficinas serão realizadas simultaneamente nas zonas Norte, Sul, Leste, Oeste e Central, das 14 às 16h30. A participação é gratuita. As inscrições podem ser feitas online.

Os setores serão agrupados nos eixos temáticos: economia, competitividade e inovação; identidade e turismo; educação, cultura, esporte e lazer; saúde e segurança; meio ambiente urbano e rural; governança e participação; assistência, defesa dos direitos e ONGs.

Os locais

Região Norte – Escola Municipal Governador Pedro Ivo Campos – Rua José Manoel de Souza, 70, Bairro Costa e Silva

Região Sul – Escola Municipal Orestes Guimarães – Rua Boehmerwald, 1830, Bairro Escolinha

Região Leste – Centro de Artes e Esportes Unificado – CEU Aventureiro, Rua Guilherme Klein, s/n, Bairro Aventureiro

Região Oeste – Escola de Educação Básica Professora Antônia Alpaídes, Rua Minas Gerais, 2450, Bairro Nova Brasília

Região Central – Palacete Niemeyer, Rua Luiz Niemeyer, 54, Bairro Centro (ao lado da Sede do Bando do Brasil)

Com informações da Assessoria de Imprensa

Deixe seu comentário:

Pin It on Pinterest