SC e o prejuízo por ser um “Estado Pagador”, pedido o arquivamento da investigação contra Dalírio, defesa de JR se manifestará hoje ao TRE entre outros destaques

Um dos principais desafios dos governadores eleitos nos chamados “estados pagadores”, grupo do qual, Santa Catarina faz parte, será o de justamente mudar essa realidade. Essas unidades da federação recebem essa menção, pelo fato de contribuírem com a União, mas, em contrapartida, recebem menos do que enviam a Brasília.

Ao contrário dessa realidade, estados do Norte e Nordeste, com a exceção de Pernambuco, mais recebem do Governo Federal do que contribuem, o que os torna superavitários, ou melhor, deveria torná-los, caso tivessem administrações realmente responsáveis e competentes.

Esse é um fator que deve ser levado em conta, porque, o endividamento dos Estados mais ricos, ou, “Estados Pagadores”, é muito mais comum do que nos “Recebedores”. Claro que também tem outras causas, a exemplo da má gestão, o gasto excessivo com pessoal, renúncia fiscal além do necessário e muitas vezes sem um maior critério, mas, realmente, pesa no orçamento dos Estados que mais produzem, o fato de contribuir mais com a União do que receber.

É por isso que caberá aos novos governadores, cobrarem de seus senadores e deputados, fazendo uma verdadeira pressão para mudar uma realidade insana. Entenda, as pessoas não moram na União, tampouco nos Estados. Mas se o Estado não vai bem, o reflexo no município onde as pessoas realmente vivem, estudam, usam os serviços de saúde e segurança, é realmente considerável.

Portanto, ou mudamos a realidade, ou seguiremos sofrendo graves problemas de caixa. Aí vem a seguinte pergunta: O que isso tem a ver com a sua vida? É menos saúde, educação, segurança entre outros serviços, os quais você tem direito, mas que não retornam na mesma medida em que se paga de impostos. Por isso, cobre de seus candidatos que se comprometam com essa demanda.

Defesa de Rodrigues

Os advogados do deputado federal, João Rodrigues (PSD), tem até hoje para apresentar a defesa do parlamentar ao Tribunal Regional Eleitoral. O desembargador Cid Goulart, pediu que a defesa se manifeste sobre o pedido de candidatura de Rodrigues, após a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal, Luiz Roberto Barroso, que determinou a volta do pessedista ao regime semiaberto. Se não conseguir reverter a situação na justiça, João Rodrigues poderá ser barrado, por isso, a defesa tenta fazer com que o STF analise logo o caso. Se houver outro entendimento sobre o mérito, ou o reconhecimento da prescrição, o pessedista poderá disputar a eleição.

Arquivamento

Não há prova contra Beber.

A pedido da procuradora Geral da República, Raquel Dodge, as investigações contra o senador Dalírio Beber (PSDB) devem ser arquivadas. Beber estava sendo investigado após ser citado em uma delação premiada, do ex-diretor superintendente da Odebrecht, Paulo Roberto Welzel. De acordo com o delator, Beber teria intermediado um suposto repasse de R$ 500 mil para a campanha do ex-prefeito de Blumenau, Napoleão Bernardes (PSDB) e, em troca, a empresa teria vantagens nos serviços de saneamento de água e esgoto. Dodge informou que não existem provas de ilícito.

Mariani no Deinfra

O emedebista Mauro Mariani, candidato ao governo pela coligação “SC Quer Mais”, defendeu o fortalecimento do Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra), em encontro com representantes dos engenheiros catarinenses ontem em Florianópolis. Para Mariani, o órgão foi esvaziado nos últimos anos, o que acarretou uma perda da capacidade de planejamento estratégico por parte do Estado. “Vamos recuperar a excelência do Deinfra e dos órgãos de engenharia. Não abro mão de ter a nossa própria inteligência. O Estado não pode ficar refém das empresas de consultoria. Não necessariamente precisamos executar, mas o planejamento estratégico tem que ser do governo. E para isso vamos ter que fazer concurso, colocar novos engenheiros para dentro”, disse o candidato. Em relação às obras em andamento no Estado, como a reforma da ponte Hercílio Luz e o acesso ao novo terminal do aeroporto de Florianópolis, Mariani garantiu que dará continuidade assim como a duplicação das BRs 470 e 280.

Merisio e a dívida de SC

O candidato a governador Gelson Merisio (PSD) da coligação “Aqui é Trabalho”, ontem em entrevista ao Grupo NSC, disse que nos últimos anos o resultado primário do Estado foi positivo, com a receita maior do que a despesa. Segundo ele, hoje para pagar a parcela da dívida, chega a 6% do que é arrecadado e, lembrou que em 2010 esse percentual chegou aos 12% Reconheceu que é uma situação a ser equacionada, porém, considerou sustentável. Segundo Merisio, um Estado pode ter até 200% da receita líquida comprometida com financiamento a longo prazo. Hoje, SC tem 43%, devendo chegar a 53%, enquanto que São Paulo tem 137%. “A pretensão é aumentar. Faremos um projeto com critério e, a dívida será negociada constantemente para podermos investir em infraestrutura. A competitividade que se ganha com investimento, atrai empresas e gera impostos”, afirmou.

Aliança municipalista

O candidato ao governo de Santa Catarina Décio Lima (PT), e seu vice Kiko Oliveira (PT), se consideram uma dupla municipalista. Lima é ex-prefeito de Blumenau, uma das maiores cidades do estado em número de habitantes e, Kiko é ex-prefeito de São Domingos, um município pequeno. Por isso, ambos se declararam ontem em conversa com eleitores, experientes no executivo e trabalham as propostas de governo na ótica municipalista. Décio acompanhado de Kiko, participou de atividades de campanha na região Oeste e gravou programa para o horário eleitoral.

Décio proibido

O Partido Novo de Santa Catarina, conseguiu uma liminar no Tribunal Regional Eleitoral, que proíbe o candidato ao Governo do Estado, Décio Lima (PT), de usar a cor laranja e a palavra “Novo”, em seu material de campanha. Sob pena de multa diária de R$ 5 mil, caso siga utilizando, Lima terá que mudar todas as gravações já feitas e que fazem menção a cor, ou ao “Novo”. No entendimento do juiz, Antônio do Amaral e Silva, a campanha estaria irregular violando a legislação por confundir o eleitor.

PSL nas ruas

Hoje o candidato ao Senado do PSL, Lucas Esmeraldino, e o postulante ao Governo, Comandante Moisés, estarão recebendo a Cartilha Voz Única, na cidade de São José. Ontem a dupla esteve nas ruas acompanhados da candidata a vice, Daniela Reihner, fazendo campanha para eles e, para o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL).

Castelli em campanha

Atual vice-prefeito de Quilombo e ex-secretário regional, Jaksom Castelli (DEM), segue fazendo campanha, já que é candidato a deputado estadual. Ontem ele esteve em Saudades, quando recebeu o apoio de Samuel Thiesen, empresário e presidente da Cooperativa Ceraça. Além disso, segundo ele, obteve o apoio da Cooperativa Itaipu de Pinhalzinho, que tem cerca de quatro mil associados.

Vá ao Sicredi

Como cooperativa de crédito que tem uma visão diferenciada do mercado, o Sicredi se preocupa com a sua saúde financeira. É por isso, que trabalha na orientação de seus associados para que tomem as melhores decisões quando o assunto for a administração de seu dinheiro. Uma vida financeira organizada tem como resultado, a possibilidade de realizar bons investimentos, podendo render mais prosperidade e a realização dos seus sonhos. Por isso, tanto os clientes pessoa física, quanto jurídica, tem acesso as orientações do Sicredi, inclusive sobre como implementar ações e programas com o objetivo de capacitar funcionários e colaboradores, para a melhor forma de gerir aquela que é a maior contrapartida que recebem pelo seu trabalho: o dinheiro. Procure o Sicredi. Gente que coopera cresce!!

Corte de benefício

A Assembleia Legislativa aprovou ontem, o fim do pagamento das despesas médicas aos deputados estaduais. O benefício estava previsto em resolução aprovada pelo Parlamento em 1992. A população agradece.

Mercoagro 2018

A Feira Internacional de Negócios, Processamento e Industrialização da Carne, realizada pela Associação Comercial e Industrial de Chapecó, está movimentando a cidade. O aeroporto Serafin Enoss Bertaso chegou a ficar com o pátio lotado de aeronaves de pequeno porte, devido a vinda de expositores e visitantes. Na foto, a abertura do evento.

Parceria

O governador Eduardo Pinho Moreira (MDB) e o prefeito de Joinville Udo Döhler (MDB), assinaram ontem o protocolo de intenções que vai permitir os estudos de viabilidade da construção de um Centro de Cultura, Dança e Inovação na área central da cidade. O complexo cultural deverá ser construído em terreno de propriedade do Governo do Estado, por investidor privado, que será escolhido por Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI). “O dinheiro público está cada vez mais curto, parcerias como esta garantem o desenvolvimento, a qualidade de vida para a população e permite ao Governo destinar recursos públicos para atender prioridades em áreas fundamentais como Saúde, Educação e Segurança Pública”, afirmou Pinho Moreira.

Artigo 170

Mais de 500 estudantes da Unochapecó são beneficiados por bolsas do Artigo 170 e tem o acesso e a permanência no ensino superior garantidos pelo benefício. Porém, nos próximos anos, este número pode ser reduzido pela metade caso a Proposta de Emenda à Constituição Estadual, seja aprovada. Para que isso não ocorra, a Unochapecó, em parceria com o Diretório Central dos Estudantes (DCE), convida a todos para se posicionarem contrários a esta mudança na votação online do projeto, no site da Assembleia Legislativa. De acordo com a PEC, as bolsas concedidas serão redistribuídas gradativamente.

Bolsonaro

O presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), voltou a sentir fortes dores e náusea durante o dia de ontem. Ele está internado no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo. Bolsonaro passou por uma cirurgia ontem a noite, para desobstruir o intestino. Bolsonaro passou a noite da UTI e, um novo boletim médico será divulgado hoje as 10h. O quadro ainda é considerado grave. A estratégia de campanha do PSL, é de quando melhorar, que Bolsonaro comece a gravar mesmo de dentro do hospital. Por hora, o seu candidato a vice, General Mourão e o seu mentor econômico, Paulo Guedes, é que aparecerão nos programas e nas redes sociais.

Caso estranho

A colunista Andreza Matais do Estadão, escreveu ontem que o departamento jurídico da igreja Testemunhas de Jeová, deverá ingressar na Justiça contra o criminalista Zanone Oliveira Junior. Ele declarou que foi contratado para defender o agressor de Jair Bolsonaro, por uma pessoa ligada a Igreja. Desde que ele fez a afirmação, a entidade tenta contatá-lo para pedir que diga quem da comunidade paga por seus serviços, ou se retrate publicamente. A avaliação é que ao mencionar um suposto membro da igreja, o advogado a teria estigmatizado. Em nota, as Testemunhas de Jeová disse que abomina o ato do agressor, Adélio Bispo de Oliveira.

Não encaixa

O pagamento de quatro advogados, além do custeio de uma pensão, de celulares e de um computador para um desempregado. São peças que não se encaixam e que estão sendo apuradas pela Polícia Federal, no caso de Adélio Bispo de Oliveira, que esfaqueou o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL). Com a Igreja cobrando uma explicação de um dos advogados para que revele quem os paga, o caso fica ainda mais intrigante. Se não provar que um membro da igreja o paga, o advogado terá mentido. Agora, resta saber, a quem ele está protegendo.

ATENÇÃO!! As atividades eleitorais dos candidatos à majoritária, são divulgadas conforme são repassadas as informações pelas coligações.

Deixe seu comentário:

Pin It on Pinterest