Santa Catarina terá “cerca eletrônica”

A Segurança Pública de Santa Catarina, menina dos olhos do governador Eduardo Moreira, deve anunciar nos próximos dias o que deve ser o passo mais moderno que há no país em termos de vigilância eletrônica interligada. Não se trata de um assunto tão novo. Governos anteriores ensaiaram o mesmo assunto. A diferença é que desta vez o sistema de informática do próprio governo encontrou a alternativa economicamente viável. No país o modelo é usado na cidade de Indaiatuba (SP), onde em dois anos o número de furtos em geral caiu 70 por cento. Trata-se de um modelo simples ao entendimento do cidadão, mas de difícil operacionalização. E foi à este fator que teria sido encontrado o melhor modelo. Todo cidadão pode oferecer a câmera de vídeo monitoramento do seu estabelecimento, casa ou condomínio – desde que estrategicamente localizada – para ligação à rede de câmeras da polícia. A elas será acoplado sistema de inteligência que identifica grande número de práticas suspeitas.

O Secretário de Estado da Segurança Pública, Alceu de Oliveira Pinto Júnior, reuniu-se nesta sexta-feira com a equipe da CIASC (Centro de Informática e Automação do Estado), para ajustar detalhes. Até maio o programa deve ser apresentado ao governador Eduardo Moreira.

Várias centrais de monitoramento serão instaladas em cidades polo do interior para recepcionar o sinal de centenas e na maioria dos casos milhares de câmeras, seja elas da rede pública ou privada. A central terá um software que avisa ao controlador quando, por exemplo, um veículo rodar na área algumas vezes, um motoqueiro der mais de três passos no pátio de um posto de combustível sem capacete ou mesmo quando um carro identificado no controle como suspeito for avistado. Imediatamente a polícia será deslocada para o local.

PMDB vice do PMDB

A semana termina com fortes rumores de que em Brasília o PMDB trabalha para oferecer o ex-Ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, como candidato a vice na chapa do tucano Geraldo Alkmin. A especulação andou nos arredores do gabinete do governador Eduardo Moreira. Se for assim, peemedebitas catarinenses entendem que fica mais provável a coligação PMDB e PSDB no Estado. E seria com os tucanos oferecendo o vice. Esta é uma das raras situações em que Moreira disputaria a reeleição. Não é o que os tucanos catarinenses dizem.

———-

HOMENAGEM Nesta segunda-feira à noite a Assembleia Legislativa do Estado realiza sessão solene de homenagem pela passagem dos 50 anos da Unesc, universidade do extremo-sul catarinensse, que serão comemorados em junho. Será no auditório Rui Hülse, da própria universidade.

FRASE DO DIA

“Os prefeitos estava contanto com este dinheiro. Ainda no ano passado o então governador Raimundo Colombo reuniu todos na sede da regional sul e passou detalhes deste programa. Todos nós estávamos preparados para aplicação dos recursos. Havia planos e até promessas nos municípios, mas agora todos ficam sem este dinheiro que foi anunciado como certo.

Rogério Frigo, prefeito de Nova Veneza, comentando o fato do Fundam II não ser realizado como anunciado pelo ex-governador.

Deixe seu comentário:

Pin It on Pinterest