Recado de Joinville para Merísio e aterro sanitário de São Bento como modelo para o país

Depois de declarar que não faria nenhum tipo de aliança com o PMDB, o pré-candidato ao governo do estado, Gelson Merísio (PSD), recebeu uma reposta de um membro do PMDB dentro da prefeitura de Joinville. A crítica de Merísio era relacionada à resistência do partido de Eduardo Pinho Moreira e Mauro Mariani em eliminar por completo as Agências de Desenvolvimento Regionais. O recado desta pessoa foi na verdade uma justificativa, afinal dentro do governo Udo Dohler, houve a redução de 14 secretarias regionais para oito, além da extinção de centenas de cargos comissionados. Portanto não seria esta a razão para não haver aliança com o PMDB. Depois deste comentário ficará difícil não acreditar que o prefeito Udo Dohler não fará parte do páreo eleitoral em 2018.

 

Aterro Sanitário de São Bento do Sul é considerado modelo para o país

Após uma visita técnica ao aterro sanitário da cidade do planalto norte catarinense, uma equipe liderada pelo prefeito Magno Bollmann (PP), destacou que o local foi considerado modelo para todo o país em diversos órgãos ambientais. Mesmo com a cidade reciclando apenas 8% do lixo que produz e o tempo de vida útil do aterro ter mais três anos, investimentos foram anunciados, como a construção de um galpão para a cooperativa de reciclagem, anexo ao aterro, além de novas células para ampliar sua capacidade. A administração do aterro sanitário de São Bento do Sul foi municipalizada neste ano, atualmente a responsabilidade é da Samae, a companhia de saneamento.

Deixe seu comentário:

Pin It on Pinterest