Prisão de Lula: Análise, Fonte garante que Fabiana Rodrigues se filiou ao DEM, O evento de Colombo e a ausência de Pinho Moreira entre outros destaques

Aproveitei o domingo (08) para fazer uma reflexão sobre a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), e do cenário em que vivemos em nosso país. Muito me preocupa os argumentos de quem defende o petista, pois, em alguns pontos, os seus seguidores tem razão, quando não fogem da realidade.

Um exemplo é que a justiça foi célere no caso do tríplex do Guarujá. Digo mais, em tempo recorde o Tribunal Regional Federal da 4ª Região em Porto Alegre, julgou o recurso impetrado pela defesa de Lula, como se quisesse definir a situação antes do período eleitoral. Aí lembrei de outros casos, a exemplo dos senadores Aécio Neves (PSDB), Romero Jucá (MDB), Renan Calheiros, Gleisi Hoffmann (PT) entre outros, onde as investigações andam a passos lentos, sem a mesma pressa com a qual trataram o ex-presidente.

Portanto, quando a defesa de Lula fala em seletividade, de fato, não podemos questionar, porque a justiça mostrou uma rapidez que chama a atenção neste caso específico. Mas por outro lado, o fato da justiça ter sido célere, como inclusive, sempre deve ser, desde que trate a todos com igualdade, não elimina as provas baseadas em declarações e documentos apresentados por testemunhas e delatores.

O dono da OAS Léo Pinheiro que também está preso em Curitiba, afirmou categoricamente admitindo ter cometido o crime de corrupção, que Lula tinha sim recebido o tríplex como parte de pagamento de propina. Por isso, é preciso dizer a verdade, que mesmo com a rapidez houveram todas as instâncias e seus respectivos recursos, incluindo embargos e tentativas de habeas corpus. Para quem não sabe, dos 194 países membros da ONU, 193 adotam prisões em primeira ou segunda instância, o Brasil é a exceção.

Portanto, não há golpe algum. As instituições funcionam democraticamente e, um exemplo claro: Dilma Rousseff (PT), a quem dizem ter sofrido um golpe, é pré-candidata ao Senado, pois não perdeu os seus direitos políticos como manda a lei. Então, que golpe é esse? O que os defensores de Lula devem entender, é que precisam defender o país, mais do que a sua bandeira partidária. Que a prisão de seu maior líder, realmente como alegam, não terminará com a corrupção e, nem apagará os bons resultados que ele apresentou como presidente, mas, que os avanços não servem de salvo conduto para que ele não responda pelos seus atos.

Outra coisa, Lula não é um semideus e, nem a democracia personificada. Eleição sem Lula, é eleição normal, democrática, não é fraude, pois, o país não se limita a ele. A sua prisão não visa atingir aos pobres, pelo ao contrário, visa inibir outros políticos que cometem ou pensam em cometer crimes, para que o dinheiro que deveria servir para o bem-estar da população, não vá para os seus bolsos. Que tirem as lentes vermelhas da frente dos olhos, que parem de pensar ideologicamente e, comecem a defender a prisão de Lula, assim como, os que a defenderam e foram às ruas pedir a prisão do petista, que agora passem a defender publicamente que Aécio, Renan, Jucá e todos os supostamente envolvidos em corrupção, paguem pelos seus erros. Somente assim, teremos um país mais digno e justo. Fora isso, não passa de propaganda política através de uma defesa cega de partidos e políticos de estimação. Na foto, o deputado federal Pedro Uczai janta sentado no chão, nas proximidades da Polícia Federal em Curitiba, onde participou da vigília ao lado de Décio Lima entre outros políticos petistas.

Houveram avanços

Ninguém pode negar que houveram avanços nos governos Lula (PT). Só alguns dados: Foram criados de 2003 a 2010 na gestão do petista, 11,2 milhões de empregos formais. Também foi através de seus governos, que foram criadas 28 universidades, sendo 23 públicas e 5 privadas, enquanto que no governo de seu antecessor Fernando Henrique Cardoso (PSDB), foram criadas 27 universidades, porém, foi muito inferior nas públicas que ficaram apenas em 6. Já nos governos de Dilma Rousseff (PT) foram criadas 7. Mas é sempre bom lembrar, que a recuperação econômica do Brasil começou no governo FHC através do Plano Real, que deixou bases sólidas para que Lula realizasse muitas transformações, principalmente as sociais.

Celebração

O evento realizado pelo ex-governador Raimundo Colombo (PSD), para celebrar os seus mandatos, levou mais de duas mil pessoas de vários partidos à Pousada Rural do Sesc em Lages. O presidente nacional do PSD Gilberto Kassab, os presidentes estaduais do Progressistas, deputado Sílvio Dreveck; do PSB, Paulo Bornhausen; e do DEM, deputado federal João Paulo Kleinubing estiveram presente, além dos deputados estaduais Antonio Aguiar, Jean Kuhlmann, Milton Hobbus, Ismael dos Santos, Ricardo Guidi, Dalmo Claro, Darci de Matos, Kennedy Nunes, a deputada federal Carmem Zanotto (PPS), prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e outras lideranças do PSD. Colombo recebeu três homenagens durante o ato. A cantora Marisa Bunn interpretou a música Amigo, de Roberto Carlos, e levou o ex-governador às lágrimas. A Juventude do PSD entregou uma camiseta e uma placa de reconhecimento pelos mais de sete anos de mandato. Na sequência, crianças carregando as bandeiras de Santa Catarina e do Brasil, homenagearam Colombo, ao mesmo tempo em que foi exibido o jingle da campanha de sua reeleição ao governo em 2014.

Honrou a palavra

Quando Raimundo Colombo (PSD) antecipou a sua saída através de licenças, passando o comando do Estado ao hoje governador Eduardo Pinho Moreira (MDB), recebeu muitas críticas de deputados de seu partido, sobretudo pelo fato do emedebista ter cortado muitos cargos ocupados por pessedistas. Como se quisesse dar uma resposta, Colombo lembrou de Luiz Henrique da Silveira, dizendo que devia muito ao falecido ex-senador do MDB, que o ajudou em suas eleições ao Senado e ao Governo do Estado, justificando o gesto em favor de Pinho Moreira. “Eu poderia chegar aqui e dizer que fui oportunista e que só agi em nome do partido e não respeitar aqueles que coligaram com a gente. Se alguém achar que eu não agi corretamente, prefiro pagar esse preço do que não cumprir a palavra e não honrar compromisso”, afirmou.

No futuro

Raimundo Colombo (PSD) destacou que é o momento de olhar para o futuro e, conversar com as lideranças para construir até julho as condições para a escolha do melhor candidato. Destacou que Gelson Merisio está fazendo um grande esforço liderando o PSD na conversa com os demais partidos. “Um líder importante, uma pessoa corajosa que combate o bom combate e que não tem medo, que desafia e que é o nosso pré-candidato, Gelson Merisio. O Merisio está fazendo o seu esforço, vai liderando o nosso partido. Temos que trabalhar para fortalecer o nosso partido, o nosso pré-candidato e construir um espaço para fazer a melhor administração para Santa Catarina e para a nossa candidatura ao Governo e ao Senado”, afirmou Colombo.

Bornhausen

Além de levar uma mensagem de seu pai, o ex-governador Jorge Bornhausen, a Raimundo Colombo (PSD), o presidente estadual do PSB Paulinho Bornhausen, lembrou das determinações recebidas do ex-governador quando assumiu como secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico. “O primeiro pedido foi pela implementação do programa Juro Zero, que já emprestou mais de R$ 200 milhões para pequenos empreendedores. Isso é olhar para as pessoas humildes”, destacou. Antes de encerrar seu discurso, Paulinho leu uma carta de seu pai. Em um dos trechos, Bornhausen escreveu: “Sua tarefa, recém concluída, foi cercada de amplo sucesso, graças a sua liderança, seu tino administrativo e sua paciência, lhe credenciam mais uma vez para chegar à câmara alta. Seus próximos passos serão o de coordenar a eleição estadual e presidencial em Santa Catarina, visando o bem comum”.

Progressistas

O presidente estadual do Progressistas, deputado Sílvio Dreveck, agradeceu o convite feito por Raimundo Colombo (PSD), em 2015, para que fosse o líder do governo na Assembleia Legislativa. Lembrou que no ano passado, o seu partido tomou a decisão de fechar aliança com o PSD e o PSB nas eleições. “Estamos nesse grupo com Gelson Merisio, Esperidião Amin e Paulo Bornhausen porque é um projeto para Santa Catarina”, disse Dreveck. Por sua vez, o ex-governador e deputado federal Esperidião Amin (Progressistas), afirmou que todos podem se orgulhar do governo Colombo, porque o saldo foi bom para a Serra, para Lages, para Santa Catarina e o Brasil.

Merisio

O pré-candidato a governador Gelson Merisio (PSD), em seu discurso em Lages, afirmou que o pré-candidato a senador Raimundo Colombo irá liderar o projeto do PSD. Além disso, Merisio sem citar nomes, como se precisasse, afirmou que é preciso reconhecer o direito das pessoas pensarem diferente, e destacou que nunca irá impor a sua candidatura, pois pretende ser o construtor de um projeto para Santa Catarina. Além disso, ele anunciou que apresentou uma Proposta de Emenda Constitucional na Alesc, para transformar o Fundam em algo definitivo, aproveitando para cutucar o governador Eduardo Pinho Moreira (MDB). “É nos municípios que as ações devem acontecer e essa sempre foi a visão do governador Raimundo Colombo, mas não é a do governo que assumiu”, afirmou.

Não foi

No evento de renúncia do agora ex-prefeito de Blumenau Napoleão Bernardes (PSB), o governador Eduardo Pinho Moreira (MDB) chamou o ex-governador Raimundo Colombo (PSD), para dizer que não iria a Lages. Segundo uma fonte emedebista, Pinho Moreira quis evitar um possível constrangimento durante o evento na Serra, já que no mesmo palanque estariam Esperidião Amin (Progressistas) e Gelson Merisio (PSD). Ainda acreditando que é possível ter o apoio pessedista no pleito, o governador evitou que uma briga durante um ato importante para Colombo, pudesse afastá-los, fechando as portas para uma conversa futura. “O Colombo quando convidou o Eduardo e outras lideranças, na verdade o fez por educação, pois convidou torcendo para não aceitarem”, me disse a fonte emedebista.

DEM Fabiana

Uma fonte garantiu no sábado (07), que Fabiana Rodrigues assinou ficha no Democratas. A informação ainda não foi confirmada por lideranças demistas, porém, a esposa de João Rodrigues (PSD) teria dito na semana passada em Brasília para o presidente estadual do DEM, deputado João Paulo Kleinubing, que se fosse se filiar em algum partido, que seria no Democratas.

Dúvida

Vazou uma conversa via WhatsApp na quinta e sexta-feira (06) da semana passada, entre ocupantes de cargos no Governo do Estado de diretoria e gerência, indicados pelo PSD. As perguntas eram se todos sabiam que o presidente estadual de seu partido, deputado Gelson Merisio, havia pedido o cumprimento de uma determinação partidária de que todos desocupem os seus cargos, já que o PSD desembarcou do governo junto com Raimundo Colombo. Alguns ainda esperam uma orientação mais expressa.

Sem sensibilidade

Conversei com Nabor Bulhões, advogado do deputado federal João Rodrigues (PSD), a respeito da situação do parlamentar que segue preso em Brasília. Bulhões estaria preocupado com a demora do ministro do Supremo Tribunal Federal Luiz Barroso, que é o relator dos embargos apresentados pela defesa de Rodrigues. O jurista inclusive, entende que Barroso não teve a sensibilidade com as questões de liberdade do deputado, tanto que aplicou um impedimento pessoal contra a jurisprudência do plenário do STF, de reconhecer casos iguais ao de Rodrigues. “Ele (Barroso) aplicou uma decisão pessoal, estou convicto da prescrição da pena”, me disse Bulhões, que nesta semana se reunirá com o deputado.

Dia do Fico

Apesar do chamado de algumas lideranças para que fosse candidato a deputado estadual, o secretário de Desenvolvimento Econômico de Chapecó, o vereador licenciado Márcio Sander, em conversas com o prefeito Luciano Buligon (PSB) e com a secretária de Governo e Gestão Fernanda Danielli, avisou que ficará no cargo, pelo menos até o final do ano. Sander tem a intenção de voltar ainda durante o seu mandato para a Câmara de Vereadores, para tentar a presidência.

Décio não vai?

Uma fonte garante que o deputado federal Décio Lima (PT), irá tentar a reeleição, e não disputará o Governo do Estado. Assim, a deputada estadual Ana Paula Lima (PT) tentará mais um mandato a deputada estadual. “O Décio deixa o nome porque firma a condição de ser reeleito, porque ele corre por Blumenau e Itajaí. No primeiro ele foi prefeito e no outro ele assumiu durante uma época a Superintendência do Porto”, relatou uma fonte. A saída do ex-presidente Lula (PT) do cenário, também potencializa a tentativa de permanência no parlamento.

Animado

O deputado federal Esperidião Amin (Progressistas), está animado com o sim de alguns nomes de seu partido que disputarão a eleição deste ano. Um exemplo é Jandir Bellini ex-prefeito de Itajaí, que inclusive começou a carreira política aqui no Oeste sendo vereador de Chapecó de 1970 a 1973. Bellini que tem uma neta morando no município, já foi deputado estadual, cargo pelo qual ele é pré-candidato. Outro nome que animou Amin, é o de Hugo Biehl, que aceitou o desafio de ser pré-candidato a deputado federal. Nomes de Joinville também estão sendo trabalhados.

Rosa pré-candidato

Em uma conversa a sós com o prefeito de Chapecó Luciano Buligon (PSB), o vereador João Marques Rosa (PSB) pediu o apoio à sua pré-candidatura a deputado estadual. Buligon aceitou apoiar e, mais, Buligon será um dos coordenadores de Rosa.

Feliz

Quem ficou contente ontem na Arena Condá, foi o secretário de Estado da Casa Civil Luciano Veloso. Convidado para representar o governador Eduardo Pinho Moreira (MDB) na final do Campeonato Catarinense entre Chapecoense e Figueirense, Veloso aceitou na hora. Além de representar o Governo do Estado, inclusive na entrega da premiação. Veloso, teve mais um motivo para comemorar, já que mesmo nascido em Videira no Meio-Oeste, é torcedor da equipe da capital que ficou com o título. Na foto, ele está ao lado do técnico Milton Cruz.

Zanotto na Casan

As 7h30 de hoje, quando marcou de chegar a sede da Casan em Florianópolis, o advogado Adriano Zanotto inicia sua gestão como presidente da estatal. Desde a tarde de sexta-feira (06) quando assinou o Termo de Posse, ele é o presidente da empresa. Presidente da OAB/SC em duas oportunidades, no período 2001-2003 e 2003-2006, Zanotto sempre foi mais conhecido no Estado pela extensa lista de serviços à Ordem dos Advogados. Ele também já ocupou o cargo de Procurador Geral do Estado, e presidiu o Instituto da Previdência de Santa Catarina. Natural de Florianópolis, tem 51 anos e, é casado com a empresária e também advogada Cátia Kempf Zanotto. Ele já publicou alguns livros, entre os quais, “Poemas de Amor e Solidariedade”, pela editora Garapuvu, “Antologia Poética”, pela Sociedade dos Poetas Advogados, e “A Cor das Palavras”, em coautoria com o artista plástico Zélio Andrezzo.

Gallina

O engenheiro Valter Gallina deixou o comando da Casan por ser pré-candidato a deputado estadual pelo MDB. No período em que esteve a frente da estatal, Gallina conseguiu equacionar uma série de problemas que até então, colocavam a Casan entre as piores estatais no setor. Apesar de bons resultados, sai sem conseguir viabilizar as obras para a construção da captação de água do Rio Chapecozinho, além do peso dos números do ano passado quando a estatal apresentou um prejuízo líquido de R$ 28,48 milhões.

Hang desiste

Sem receber convite de nenhum partido de expressão em Santa Catarina e, aconselhado a seguir cuidando da Havan, empresa que tem apresentado um crescimento considerável no mercado de loja de departamento, o empresário Luciano Hang decidiu seguir na vida privada e não optar por uma candidatura. Em janeiro ao se apresentar como um possível pré-candidato, Hang não conseguiu empolgar a classe política que nos bastidores não gostou das palavras do empresário que fez fortes críticas aos políticos de modo geral, além da falta de objetividade sobre possíveis soluções pensadas por ele para que o Estado e o país melhorem. Portanto, Hang foca no que bem sabe fazer, que é gerar emprego e renda e, como ainda é novo, poderá futuramente pensar em disputar um cargo eletivo.

“Me ouça de segunda a sexta as 13h15 na Super Condá AM 610”

“Também me leia no jornal Sul Brasil”

Deixe seu comentário:

Pin It on Pinterest