A primeira reunião de Buligon com o secretariado, o projeto do PSDB de Chapecó, Secretário de Estado da Segurança assume hoje entre outros destaques

Buligon recebeu os secretários para a primeira reunião do ano.

Ontem o prefeito de Chapecó Luciano Buligon (PSB), acompanhado da secretária de Governo e Gestão, Fernanda Danielli, realizou a primeira reunião com o secretariado. No encontro na sala de reuniões da Prefeitura, Buligon expôs que o segundo ano de seu governo está oficialmente iniciando e, se mostrou otimista quanto as ações previstas.

Porém, ele pediu austeridade a todos e muito comprometimento com o gasto público, pois, o município geralmente arrecada entre 10 e 11 meses, quando tem custos equivalentes a 13 meses, sobretudo com os servidores. Em relação aos secretários, foi o primeiro encontro com a participação dos três novos integrantes do primeiro escalão, Ivan Carlos Agnoletto, Valmor Scolari e Nemésio da Silva. Cada um falou um pouco das ações que pretendem realizar nos setores, sendo seguidos pelo vice-prefeito Elio Cella (PR), que fez um balanço do período em que esteve a frente do município.

A exemplo do que aconteceu no ano passado, o prefeito anunciou que uma reunião de planejamento será pautada para a segunda quinzena de março, no Centro de Treinamento da Epagri no Distrito de Marechal Bormann. Na data, todos os secretários passarão o dia no local para definir as ações. Buligon quer que todo o secretariado trabalhe de forma integrada, inclusive, promovendo ações em conjunto, além de terem um maior contato com a comunidade. “Não pode ser secretário de gabinete”, afirmou.

Um ponto destacado por Buligon, é que terá que sair do papel o projeto da mobilidade urbana, incluindo o binário, além da continuidade de programas a exemplo do Ouvindo o Nosso Bairro e o Céu Aberto.

Política

Durante a reunião do prefeito Luciano Buligon (PSB) com o secretariado, os participantes falaram da situação envolvendo o deputado federal João Rodrigues (PSD). Os presentes lamentaram a prisão do parlamentar e, o comentário foi que será grande a perda para a população. Segundo uma fonte, foi unanime a ideia de que independentemente de qual parlamentar for, se Chapecó perder representatividade, não terá quem defenda os seus interesses na Câmara. Além disso, Buligon fez questão de dizer que não será candidato, pois, tem compromisso com o município.

Aproximação

Fontes ligadas ao prefeito Luciano Buligon (PSB), afirmam que ele tem grande simpatia pela forma como o vereador Jatir Balbinot (PDT), exerce o seu mandato no legislativo municipal. “Acredito que esse ano deve ocorrer uma forte aproximação dele com o governo, em sintonia com a aproximação federal e estadual do seu partido (PDT), com o PSD e o PSB”, me relatou uma fonte. Balbinot é pré-candidato a deputado estadual e, essa relação pode receber a benção de cima para baixo.

Balbinot, mais próximo de Buligon?

Projeto tucano

Um dos principais objetivos do presidente estadual do PSDB, deputado Marcos Vieira, é tornar o partido mais forte em Chapecó. Para isso, a legenda espera a resposta de três lideranças que foram convidadas: O vice-prefeito Elio Cella (PR), vereador João Marques Rosa (PSB) e o empresário Gelson Dalla Costa. Eles foram convidados para disputar pelo partido, uma vaga na Assembleia Legislativa. Outro nome que pode figurar no pleito é o do sindicalista Neidão de Paula. Já o pré-candidato a deputado federal que será apoiado, é o ex-prefeito de São Lourenço do Oeste, Tomé Etges, irmão de Thiago Etges, que já foi procurador geral de Chapecó. Nesta próxima sexta-feira, o prefeito de Blumenau Napoleão Bernardes fará uma visita ao ninho tucano na capital do Oeste.

Etges terá o apoio dos tucanos de Chapecó.

2020…

Um nome que está sendo trabalhado para a próxima eleição municipal em Chapecó, é o do secretário de Esportes Ivan Carlos Agnoletto. De acordo com o presidente da Comissão Provisória tucana na capital do Oeste, Osmar Buss, Ivan é cotado tanto para disputar a prefeito, quanto para vice, numa composição que a legenda entender ser a melhor para ela.

Ivan Carlos volta a ser cotado.

PR se reúne

O Partido da República de Chapecó se reúne hoje as 19h em sua sede. O atual presidente do diretório, o secretário de Desenvolvimento Econômico Márcio Sander, pedirá ao vice-prefeito Elio Cella que assuma o comando da legenda. Cella é pré-candidato a deputado estadual e, Sander quer que o colega de partido tome a frente das conversas envolvendo o PR e a eleição.

Gui é pré

O empresário Gui Pereira (PDT) que já disputou uma eleição como candidato a vice-governador de Manoel Dias (PDT), e como vice na chapa de Luciane Carminatti (PT) na eleição municipal de Chapecó, é pré-candidato a deputado federal. Ele me ligou ontem para informar que já comunicou o seu partido que deseja estar no pleito. Só que neste momento, os trabalhistas tem como prioridade eleger Dias.

Rosa convidado

O desembargador Lédio Rosa Andrade aguarda a publicação de sua aposentadoria, para decidir para qual partido vai. Ele já foi procurado pelo PT e pelo PDT. Em ambos os partidos, existe a possibilidade de que Rosa seja apresentado como uma possibilidade para a majoritária.

Primeiras ações

O governador Eduardo Pinho Moreira (MDB) apresenta as primeiras medidas do seu plano de governo, amanhã às 10h, no seu gabinete no Centro Administrativo, em entrevista coletiva à imprensa. Moreira reforçará o compromisso de responsabilidade de gestão com todas as regiões de Santa Catarina, assumido na sua posse. Estão sendo prometidas medidas de impacto, muito embora, o teor da fala de Moreira esteja trancado a sete chaves. De acordo com uma fonte, as ações deixarão até mesmo alguns políticos descontentes, sem dar mais detalhes. Pinho Moreira também deverá reafirmar que serão aplicados os 14% na saúde, e que o governo será austero.

Posses

Serão empossados hoje o professor Alceu de Oliveira Pinto Junior, 53 anos, como secretário de Estado da Segurança Pública. A solenidade será a partir das 9h30, no auditório do Centro Administrativo da Segurança Pública, no Bairro de Capoeiras, na Capital. Na ocasião, também toma posse o novo delegado-geral da Polícia Civil, Marcos Ghizzoni Júnior, e seu adjunto, delegado Luiz Ângelo Moreira. É aguardado durante os pronunciamentos, alguma menção sobre os cuidados que o estado terá para evitar a possível vinda de bandidos do Rio de Janeiro que passa por uma intervenção federal.

Acompanhando

Quem tem acompanhado bem de perto a situação do deputado federal João Rodrigues (PSD), é o ex-conselheiro do Tribunal de Contas do Estado e pré-candidato a deputado estadual, Júlio Garcia. Ele tem conversado com os advogados que estão cuidando do caso.

Questionamento

“Lideranças na capital questionavam ontem, o custo e quem pagou a locação do Centro Sul em Florianópolis, para a posse de Eduardo Pinho Moreira (MDB). Outro questionamento foi quanto ao número de servidores que participaram do ato.”

Destaque

“Todo mundo tem o direito de protestar quando não concorda com algo, agora, quando passa dos limites e se impede um comércio de funcionar, e atrapalha as pessoas que desejam trabalhar e consumir no local, aí já se pode chamar de vandalismo. O mais lamentável, é que nesses ditos “atos”, sempre tem os que inflamam o povo a cometer os excessos para depois sair de fininho. São os insufladores que precisam pagar de acordo com a lei, quando uma manifestação passar a ser um ato de abuso. O Centro Empresarial de Chapecó (CEC) representando as entidades ligadas ao setor, também se manifestou por nota, repudiando o absurdo”.

“Me ouça de segunda a sexta as 13h15 na Super Condá AM 610”

Deixe seu comentário:

Pin It on Pinterest