Pinho Moreira e a reunião fora da agenda, Caramori pode disputar a federal, governo estuda novos cortes entre outros destaques

Quando retornou de Brasília na quarta-feira (21), o governador em exercício Eduardo Pinho Moreira (MDB), saiu do aeroporto Hercílio Luz e foi direto para a Assembleia Legislativa. Passava das 18h quando um guarda viu o governador entrar sem assessores e nem secretários e, pediu para que ele aguardasse que seria feito o anúncio de sua presença aos membros da guarda para que o escoltassem. Pinho Moreira brincou levando o dedo indicador a boca como um pedido, para que fosse mantido o silêncio a respeito de sua presença e, disse que estava indo ao gabinete do deputado estadual Valdir Cobalchini (MDB), líder do governo na Alesc.

O encontro que não estava na agenda oficial do Governo, também teve a presença do presidente de honra do MDB, o ex-senador Casildo Maldaner, e o secretário de Estado da Administração Milton Martini. Todos foram unanimes na defesa de que Pinho Moreira precisa assumir um papel de protagonismo no que tange a eleição estadual. Foi dito que na condição de governador, deve partir dele as articulações para a formação de alianças, mas, sem desconsiderar a presidência de Mauro Mariani. “Temos um presidente, mas como governador, as coisas conspiram a favor de quem tem o mandato político majoritário. Ele tem que exercer esse papel e ajudar nas costuras e conversas com os partidos”, me disse uma fonte.

Também houve o entendimento que é preciso manter o respeito pelo prefeito de Joinville Udo Döhler, dando a devida atenção a ele, que é considerado um importante cabo eleitoral. Em meio a conversa, as lideranças combinaram de intensificar os encontros e lembraram que quando vivo, o ex-governador Luiz Henrique da Silveira constantemente promovia reuniões para a discussão do cenário e para ouvir as lideranças. Pinho Moreira também relatou a reunião que teve em Brasília com o presidente Michel Temer (MDB), a respeito da dívida no setor da saúde, além do pleito estadual. A exemplo do que relatei na coluna anterior, Temer está disposto a ajudar para que os emedebistas tenham uma candidatura forte aqui no estado.

Novos cortes

 Ainda durante o encontro no gabinete do deputado estadual Valdir Cobalchini (MDB), o governador em exercício Eduardo Pinho Moreira (MDB) informou, que pediu para a sua equipe avaliar em quais setores podem ser feitos novos cortes de gastos. Está no planejamento novas exonerações de comissionados, e até mesmo a desativação de novas secretarias, pois, se fosse extinguir algum setor, Pinho Moreira precisaria da aprovação da Assembleia Legislativa, situação a qual ele quer evitar. O discurso é que além da necessidade de respeitar a Lei da Responsabilidade Fiscal, também tem a obrigação de tornar o Estado mais enxuto.

Conversa a sós

O pré-candidato a governador Gelson Merisio (PSD), desembarca hoje em Chapecó e no final da tarde se reunirá com o prefeito Luciano Buligon (PSB). Eles farão uma análise do cenário e conversarão a respeito das movimentações dos últimos dias. Buligon e Merisio tem mantido constantes contatos para discutir o pleito.

Buligon consultado

O prefeito de Chapecó Luciano Buligon (PSB), foi consultado mais de uma vez sobre a eleição estadual. Segundo uma fonte, em nenhum momento Buligon hesitou, sempre deixando claro que não renunciará. “Ele é carta fora do baralho por opção dele mesmo”, disse uma fonte. Buligon que nesta semana tinha uma agenda com o presidente argentino Maurício Macri, não conseguiu chegar a Mendoza, devido ao cancelamento de vários voos da Aerolíneas Argentinas.

E o Oeste?

Lideranças do PSD se reuniram em Florianópolis, para fazer um levantamento dos nomes que estão à disposição para a disputa a deputado federal. Do Norte do estado o pré-candidato é o deputado estadual Darci de Mattos. Na Grande Florianópolis será o ex-prefeito Cesar Souza Júnior, enquanto que no Vale do Itajaí, para o lugar de João Paulo Kleinubing que foi para o DEM, deverá ser alçado o reitor da FURB João Natel Machado, e no Sul o deputado Ricardo Guidi. Quando chegou ao Oeste, o nome de João Rodrigues foi citado como uma máquina de fazer votos, porém, o problema na justiça hoje, o impediria de disputar. Já Fabiana Rodrigues nem foi considerada por ter saído da legenda, foi aí que apareceu o nome do presidente do Badesc José Caramori.

Quer esperar

Ao ser consultado se aceitaria disputar a eleição a deputado federal, o presidente do Badesc José Caramori (PSD), disse que estaria mais a disposição se não tivesse nenhum problema no partido, se referindo a questão de João Rodrigues. Por esse motivo ele decidiu esperar mais um tempo, situação que já preocupa os pessedistas que partindo de Chapecó, por hora não teriam candidato à Câmara Federal.

Vendendo a ideia

 A secretária de Governo e Gestão de Chapecó Fernanda Danielli, acompanhada do diretor Geral de Modernização Administrativa Diego Ferraz, estiveram em Florianópolis em um encontro da Fiesc, onde se discutiu a atualização do plano aeroviário, a definição de uma política de transporte aéreo de cargas e passageiros, e o fortalecimento dos aeroportos regionais. O encontro foi realizado pela Câmara de Assuntos de Transporte e Logística da Federação das Indústrias de Santa Catarina, sob a presidência de Mario Cezar de Aguiar. Ferraz apresentou um vídeo sobre o aeroporto Serafin Enoss Bertaso, e falou de números e do potencial de crescimento. Entre os presentes, empresários do setor aeroportuário, incluindo o diretor-presidente da concessionária Floripa Airport, o suíço Tobias Market. Ao final os participantes se mostraram impressionados com o que viram.

Vai conceder

O diretor-geral de modernização administrativa da Prefeitura de Chapecó Diego Ferraz, e a secretária de Governo e Gestão Fernanda Danielli, afirmaram que o aeroporto de Chapecó será concedido à inciativa privada. “O caminho que decidimos é a concessão. Trabalhamos há um ano forte em cima disso. Estamos com a casa pronta juridicamente e a sociedade também quer isso. Nossa expectativa é que o projeto seja iniciado ainda este ano e sua conclusão ocorra dentro do ano que vem”, informou.

Lula na Super Condá

Hoje a partir das 08h30, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) será entrevistado no Programa Estúdio Condá. Raquel Lang e eu, conduziremos a entrevista com o líder petista. Vale lembrar que Lula virá ao estado amanhã, começando o roteiro pela manhã em Florianópolis, onde receberá o título de Cidadão Catarinense. A chegada a Chapecó está prevista para as 17h, e um ato está marcado para a Praça Coronel Bertaso as 19h. No domingo, o ex-presidente visitará Nova Erechim pela manhã e São Miguel do Oeste a tarde. Ouça a entrevista na AM 610, ou pelo site www.superconda.com.br e a tarde aqui no SCemPauta.

Preocupação

Um forte esquema de segurança está sendo preparado, para evitar qualquer tipo de problema no ato com a presença de Lula no centro de Chapecó. Além dele, outras lideranças nacionais do Partido dos Trabalhadores participarão do encontro nominado de Caravana. Frente ao que foi apurado pelo setor de inteligência dos órgãos de segurança, foi feito um pedido através do tenente coronel da Polícia Militar Ricardo da Silva nas redes sociais, para que não haja manifestações nas proximidades do aeroporto, o que poderá provocar sanções da ANAC prejudicando o município de Chapecó.

Udo declinou

Conforme eu já havia adiantado na semana passada, o prefeito de Joinville Udo Döhler (MDB), resolveu não renunciar ao seu mandato. Döhler esperou até o último momento, pelo que considerava como um gesto de seu partido. Acabou de certo modo ignorado por Mauro Mariani (MDB) que não aceitava qualquer definição antes da convenção, e até mesmo pelo governador em exercício Eduardo Pinho Moreira (MDB), que já teria se manifestado que o momento de Udo já havia passado em outubro de 2017. Döhler esperou demais. Se naquele momento, no ano passado ele tivesse percorrido as regiões do estado, conversado com a classe empresarial e se fizesse ver, agora estaria em uma outra posição, em condição inclusive, de defender a sua tese da antecipação da escolha do nome sem disputa na convenção. Deixa a linha de frente do cenário, para se tornar um importante cabo eleitoral.

Scolari é sondado

O pré-candidato a deputado estadual Júlio Garcia, que assina ficha amanhã em Criciúma no PSD, mandou um interlocutor conversar com o secretário de Desenvolvimento Urbano de Chapecó, Valmor Scolari. Garcia quer ter a parceria de Scolari na eleição estadual. Uma nova conversa deverá ser agendada para os próximos dias. Em falar no evento de filiação, o governador Raimundo Colombo (PSD) confirmou a presença no Sul do estado.

Cobalchini no Oeste

O deputado estadual Valdir Cobalchini (MDB) estará hoje as 20h, numa empresa de refrigeração de Xanxerê. Ele reunirá algumas lideranças da região para conversar sobre o seu projeto de reeleição.

Carol no PSL

A jovem advogada de Chapecó, Caroline De Toni, é a nova vice-presidente estadual do PSL, partido do presidenciável Jair Bolsonaro. O vereador de Tubarão Lucas Esmeraldino é o presidente da Comissão Provisória no estado. Caroline é pré-candidata a deputada federal, sendo que será o único nome do partido pelo Oeste. Ela se desfiliou do Progressistas, partido pelo qual, disputou a eleição à vereança ficando por poucos votos na suplência.

Saiu insatisfeita

Caroline De Toni entregou a sua carta de desfiliação no Progressistas na sexta-feira da semana passada e, na segunda desta semana já estava filiada ao PSL. Ela apontou quatro motivos para a sua saída: Falta de espaço, a informação que recebeu de que o partido não daria apoio que a renovação esperava, além da entrada de Hugo Biehl no cenário como pré-candidato a deputado federal, o que inviabilizaria a candidatura de Caroline. Ela também destacou que a oportunidade de ajudar em um novo projeto a estimulou. Ela informou ainda, que as pessoas que tiverem o interesse de se filiar, que devem procurar o partido.

Salum

O suplente de deputado estadual Roberto Salum (PRB), segurou a filiação no MDB por ter se animado com a possibilidade de disputar uma vaga ao Senado pelo PSL, partido do presidenciável Jair Bolsonaro. Porém, o presidente estadual da legenda Lucas Esmeraldino, já teria a preferência para ser o candidato.

“Me ouça de segunda a sexta as 13h15 na Super Condá AM 610”

 

Deixe seu comentário:

Pin It on Pinterest