O motivo do declínio de Udo, Merisio cutuca o MDB, Colombo discute o Fundam no BNDES entre outros destaques

Udo trabalhará pela tríplice aliança.

A decisão do prefeito de Joinville Udo Dohler, de declinar da prévia do MDB marcada para 17 de março em Florianópolis, conforme eu divulguei ontem aqui no SC em Pauta em primeira mão, não tem apenas a união de seu partido como motivo. A desistência de Dohler pode estar diretamente ligada as reuniões que Júlio Garcia, Raimundo Colombo (PSD), João Rodrigues (PSD) e João Paulo Kleinubing que se filiará ao Democratas, tem realizado.

De acordo com uma fonte, Udo optou pelo diálogo interno, mas, principalmente pelas conversas com os pessedistas e ainda buscará os tucanos. O seu sonho é reeditar a tríplice aliança, conforme adiantou em entrevista que me concedeu há cerca de um mês. Além disso, o grupo impedindo a realização da prévia tenta enfraquecer as pretensões de Mauro Mariani no MDB.

Já no PSD o alvo é Gelson Merisio que não aceita a aliança com os emedebistas e, nem a desistência de sua pré-candidatura a governador. Quanto a Mariani, o governador vetou o seu nome, dizendo que somente aceita trabalhar pelo apoio aos emedebistas, se o candidato for Dohler ou Eduardo Pinho Moreira. Neste caso, os nomes de Rodrigues e Merisio serão colocados na mesa para vice, resta saber, como Gelson reagirá a essa situação, sobretudo pelo fato de ter força junto aos convencionais.

O plano B desse grupo também trabalha com a hipótese de migração para o Democratas, que deverá ser presidido aqui no estado, por Kleinubing. Portanto, a decisão de Udo Dohler tem muito mais significado, do que apenas evitar uma cisão interna no MDB.

Kleinubing no DEM

Em falar no deputado federal João Paulo Kleinubing (PSD), ele deverá anunciar a sua filiação no Democratas na convenção nacional do partido no dia 08 de março, um dia após a janela de transferência para quem deseja trocar de legenda para ser candidato. O atual presidente demista Paulo Gouvêa, oferecerá a presidência do partido a Kleinubing, e também abençoará a pré-candidatura do presidente da Câmara de Vereadores de Blumenau, Marcos da Rosa, que tem forte ligação com o eleitorado evangélico para a Câmara dos Deputados. ACM Neto será o presidente nacional do DEM, enquanto que Rodrigo Maia será lançado como pré-candidato a presidente da República.

Merisio cutuca

Interessante a entrevista que o pré-candidato do PSD ao Governo do Estado, Gelson Merisio, me concedeu. Ao falar de Esperidião Amin (Progressistas) o qual considerou um grande governador, o pessedista aproveitou para alfinetar o MDB, partido eleito por ele como o seu principal rival. “Amin foi um grande governador e fez uma gestão eficiente na recuperação do estado, após um governo desastroso do PMDB que deixou uma herança judicial sem precedentes que literalmente quebrou o estado — Letras, Invesc, precatórios, etc. Nós estamos montando o time que queremos ter junto durante a disputa eleitoral de 2018, com grandes nomes dos partidos aliados. Hoje tenho a convicção e a certeza do que precisa ser feito e a forma de como deve ser feito. Passo a passo com otimismo, dedicação e acima de tudo, com muito respeito a quem pensa o contrário ou diferente. Nós vamos construir um caminho exitoso, vitorioso e tenho plena confiança que estaremos juntos no mesmo palanque”, afirmou, reforçando a sua oposição aos emedebitas.

Fundam

O governador Raimundo Colombo (PSD) acompanhado do secretário de Estado da Casa Civil, Nelson Serpa, esteve ontem no Rio de Janeiro, onde mais uma vez se reuniu com diretores e a equipe técnica do Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES), para discutir a liberação do financiamento de R$ 634 milhões. Eles argumentaram no encontro, que a característica do Fundam é de atender a todos os municípios, cabendo aos prefeitos determinar qual obra estruturante será realizada. Já os técnicos do banco insistem que a nova linha de pensamento da entidade, determina que sejam liberados recursos para projetos definidos, neste caso, pelo Estado. Em resposta, Colombo destacou que o fundo tem respeitado as necessidades locais, por isso, pediu para que seja mantida a sua característica.

Serpa esteve mais uma vez no BNDES com Colombo.
Foto: Secom

Animado

O secretário de Estado da Casa Civil Nelson Serpa, que deverá deixar o posto na semana que vem, se disse animado com a reunião no BNDES. Serpa fez questão de frisar que o governo trabalha com total discrição com o objetivo de conseguir liberar o financiamento. A ideia é não gerar frustrações e seguir trabalhando para viabilizar o Fundam.

Reunião

Em reunião ontem à noite o PSD de Chapecó discutiu o cenário eleitoral e por unanimidade, definiu que não abre mão de que o partido tenha candidaturas à Assembleia Legislativa e à Câmara dos Deputados. O presidente do diretório, José Caramori, que também preside o Badesc, ouviu as lideranças entre as quais, os vereadores Ivaldo Pizzinatto o Gringo, Célio Portela, Civaldo Mendes, Aderbal Pedroso, Orides Motoboy, Carlinhos Nogueira e Luiz Carraro. Caramori é pré-candidato a deputado estadual pela legenda.

Alesc

Nesta próxima segunda-feira o presidente da Assembleia Legislativa Silvio Dreveck (Progressistas), concederá uma coletiva na sede do parlamento, para apresentar a sua prestação de contas. Na terça-feira ele renuncia a presidência, passando o cargo para Aldo Schneider (MDB), que comandará a eleição que conduzirá Dreveck para a primeira vice-presidência. No mesmo dia o governador Raimundo Colombo (PSD) fará a leitura da mensagem anual.

Deschamps

Hoje deve ser definida a permanência do atual secretário de Estado da Educação Eduardo Deschamps, no cargo. De acordo com a colega Karina Manarin de Criciúma, ontem o vice-governador Eduardo Pinho Moreira (MDB), confirmou que oficializará o convite em encontro que terá hoje com o secretário. Outro nome é Rodrigo Moratelli que deverá ser mantido na Defesa Civil. Falei rapidamente com Deschamps que preferiu a cautela dizendo que nada está definido.

Contas do PTC

Os juízes do Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina julgaram não prestadas as contas da comissão provisória estadual do Partido Trabalhista Cristão referentes ao exercício financeiro de 2016. O Pleno determinou, ainda, a suspensão do recebimento de novas cotas do fundo partidário enquanto perdurar a inadimplência da agremiação. O dirigente partidário, embora notificado pessoalmente, deixou de apresentar o balanço patrimonial e a demonstração do resultado do exercício, peças obrigatórias à prestação de contas

Voto pelo Oeste

“Marcelo, respeito o debate do “voto pelo Oeste”. Lembro inclusive que já tivemos o Vignatti candidato à governador e não teve por parte de setores da sociedade essa discussão do “voto pelo Oeste”. Agora, todo o grande Oeste (da BR 116 até a divisa com a Argentina) representa 10% do PIB de SC. Já você pega cinco cidades como Joinville, Florianópolis, Itajaí, Blumenau e São José representaram algo em torno de 35% do PIB estadual. Creio ser muito difícil um candidato fora deste “eixo” se viabilizar. Abraço – Cleberson Marcon – Jornalista.

Destaque

Hoje as 08h40 eu participo do programa Estúdio Condá com a Raquel Lang. O entrevistado será o presidenciável Jair Bolsonaro. Acompanhe a Super Condá AM 610.

“Me ouça as 13h15 na Super Condá AM 610”

Deixe seu comentário:

Pin It on Pinterest