O jantar na Agronômica, Colombo faz o contraponto a questão da renúncia fiscal, Deschamps fica no cargo até a posse de Agnolin entre outros destaques

Em contraponto ao abre da coluna de ontem, o ex-governador Raimundo Colombo (PSD) através de seu assessor, Cláudio Thomas, enviou uma explicação a respeito da renúncia fiscal. Com o título “Beneficiar o desenvolvimento”, Colombo se manifesta sobre a informação que antecipei em primeira mão, de que nos próximos dias será trazido à tona a questão dos incentivos fiscais que devem chegar a casa dos R$ 6 bilhões. Segue a nota:

“Algumas teorias formadas pelo senso comum precisam ser desconstruídas em prol do melhor entendimento sobre a administração pública. Uma dessas teorias é a de que os incentivos fiscais concedidos pelos estados configuram perda de arrecadação. Um ex-secretário, com décadas de atuação na Secretaria da Fazenda, afirma que o que ocorre é justamente o contrário. Ao beneficiar o desenvolvimento de determinados setores, o Governo incentiva o crescimento do ICMS periférico.

Um exemplo bem prático: um único navio de aço movimenta uma cadeia de quatro mil caminhões que, por sua vez, movimentam o setor de combustíveis – um dos maiores arrecadadores de ICMS.

Setores tradicionais do Estado, como o têxtil, que enfrentou a dura concorrência chinesa, poderiam ter deixado de existir sem o incentivo governamental. E o que dizer da agroindústria, que representa quase 30% do total de benefícios fiscais? Teríamos nos tornado grandes produtores – o 1º lugar em muitos itens – se fosse diferente, considerando que não produzimos soja, insumo básico para a produção animal.

SC não inventou a guerra fiscal, mas precisou participar dela e o fez de forma inteligente e competitiva. Em dez anos, via Pró Emprego, 100 mil novos empregos foram criados. Polos como o de importação, o náutico e o de automóveis, antes incipientes, foram fomentados com programas baseados em custo tributário, segurança jurídica, logística e mão de obra. Santa Catarina entrou definitivamente no mapa dos grandes investimentos e mantivemos o desenvolvimento regional equilibrado.

A renúncia fiscal traz novas receitas e evita perdas. Aliás, não se pode perder aquilo que não se tem. As empresas não viriam para SC atraídas somente por nossas belas praias e montanhas.” – Raimundo Colombo

 Jantar na Agronômica

Ontem a noite cercado de líderes de seu partido, o governador Eduardo Pinho Moreira (MDB) reuniu os prefeitos e vices do MDB do Extremo-Oeste do estado. Estiveram presentes os chefes municipais de Marema, Cordilheira Alta, Palma Sola, Palmitos, Saltinho, Tigrinhos, Princesa, Caibi, Faxinal dos Guedes, Coronel Freiras, Itá, Cunha Porã, Arvoredo, Iraceminha, Itapiranga, Santiago do Sul, Cunhataí, Iporã do Oeste, Nova Erechim, Irati, São Lourenço do Oeste, Modelo, Maravilha, Planalto Alegre, Quilombo, Irani, Dionísio Cerqueira, Rolândia e Ipumirim. Já do grupo de lideranças estaduais, estavam o pré-candidato a governador Mauro Mariani, deputados federais Valdir Colatto e Celso Maldaner, os deputados estaduais Mauro De Nadal, Valdir Cobalchini e Moacir Sopelsa, além dos ex-governadores Paulo Afonso Vieira e Casildo Maldaner, presidente de honra do partido. O secretário de Desenvolvimento Econômico, Adenilso Biasus também esteve no encontro.

Fato da noite

Durante a sua fala, o governador Eduardo Pinho Moreira (MDB) voltou a destacar a situação por que passa o Estado, dizendo que o momento é de austeridade. Mas o que surpreendeu a todos, foi quando ele anunciou o nome do ex-reitor da Unochapecó Gilberto Agnolin, como o novo secretário de Estado da Educação, informação divulgada em primeira mão por esta coluna. Agnolin que chegou de madrugada a Chapecó e, tem passagem marcada para o Canadá para esta próxima sexta-feira (27) onde fará um curso, talvez terá que mudar os planos para atender ao chamado de Pinho Moreira. Quando liguei para Agnolin, ele não sabia da informação e chegou a duvidar que tivesse havido o anúncio.

Agnolin foi pego de surpresa com a informação.

Deschamps

Logo após a divulgação, recebi uma mensagem do ainda secretário de Estado da Educação, Eduardo Deschamps: “Marcelo, estou deixando a SED para me dedicar à presidência do CNE e projetos como a BNCC e a reforma do ensino médio, com apoio da minha universidade. Também vou dar apoio a projetos do CEE, onde também sou conselheiro. Foram 7 anos de muito trabalho e avanços na secretaria, estou fechando um ciclo. A escolha do Prof. Gilberto para assumir a secretaria é uma grande notícia, pois ele faz parte da equipe e possui um capacidade excepcional para dar continuidade e aprimorar os projetos da SED”, escreveu Deschamps.

Data da saída

Ao ser questionado sobre a data em que deixará a secretaria, Eduardo Deschamps respondeu que será definida pelo governador Eduardo Pinho Moreira (MDB). A decisão da saída foi tomada ontem, mas há um mês já era discutida em encontros de Deschamps com Moreira. À colega Andrea Leonora da coluna Pelo Estado, ele disse que combinou com o governador de ficar o tempo necessário para a transição.

Jantar

Hoje a noite no restaurante Lindacap em Florianópolis, o deputado estadual Gelson Merisio (PSD) se reunirá com cerca de 100 empresários de todo o estado, ligados ou simpatizantes do PSB e PSD. Do Oeste o prefeito de Chapecó Luciano Buligon (PSB) viajará acompanhado de alguns empresários da região para participar do encontro, quando será discutida a conjuntura política estadual.

Colatto quer o Senado

O deputado federal Valdir Colatto (MDB), me disse ontem que disputar a reeleição à Câmara Federal depende de uma decisão dele, mas para o Senado, quem definirá é o partido. Mas o fato é que o nome do parlamentar ligado ao agronegócio estará na convenção tentando um espaço na majoritária. Quando questionado sobre o interesse de outras lideranças, a exemplo do ex-governador Paulo Afonso Vieira, Colatto respondeu que é justamente com os caciques que ele deseja disputar. “Eles que mostrem o trabalho deles. A sociedade precisará decidir quem tem mais trabalho prestado e mais condições de ajudar o Estado”, afirmou.

Audiência

O governador Eduardo Pinho Moreira (MDB), aguarda a confirmação do Palácio do Planalto de uma audiência solicitada para amanhã com o presidente Michel Temer (MDB). Será o terceiro encontro entre eles, uma espécie de terceira rodada para a apresentação de projetos do Estado. Pinho Moreira entregará a Temer os números apresentados na coletiva à imprensa na semana passada, relatando a situação de Santa Catarina. Um ponto que será destacado é que o estado é o quarto maior arrecadador do país, porém, fica apenas no vigésimo terceiro lugar em retorno. De acordo com uma fonte governista, a visão que Brasília tem do estado preocupa, pois acham que a situação é boa e que não precisam liberar recursos. “Eles nos chamam de Suíça brasileira, o que demonstra que sentem que não precisamos de nada”, relatou.

Meirelles em SC

O ex-ministro da Fazenda e atual pré-candidato à Presidência da República, Henrique Meirelles (MDB), tomará café hoje de manhã com o governador Eduardo Pinho Moreira (MDB) na Casa D’Agronômica. Após, eles vão para a Fiesc participar do almoço-debate no Lide, que contará com uma palestra de Meirelles. O Lide é uma organização que reúne as principais lideranças empresariais do País. Seu objetivo é defender o crescimento da livre iniciativa, a ética na governança corporativa, sustentabilidade e responsabilidade social das empresas.

Advogado

O deputado estadual João Amin (Progressistas), já constituiu dois advogados para a ação na qual pretende esclarecer a Fake News de um falso projeto de lei atribuído a ele. Os juristas conhecidos na capital, Leoberto Caon e Leonardo Oliveira, assumiram o trabalho. A investigação de onde saiu a informação falsa está sob a responsabilidade do DEIC.

Convidado

O prefeito de Campo Êre Nego Lima (sem partido), somente decidirá para qual partido vai, após a festa de 60 anos do município. Ele foi convidado pelo PTB, e para se filiar ao Podemos em convite feito diretamente pelo seu amigo de longa data, o presidenciável Álvaro Dias. O governador Eduardo Pinho Moreira convidou Lima para se filiar ao MDB, enquanto que Rodrigo Minotto e Manoel Dias para o PDT. Também existe a possibilidade do PSL de Jair Bolsonaro, portanto, convite não falta.

Novo

Acontece amanhã as 19h30 no Hotel Mogano Business em Chapecó, uma reunião aberta do Partido Novo. A legenda que tem em Eduardo Perone o seu pré-candidato a deputado federal partindo da capital do Oeste, tem realizado encontros para apresentar as suas pautas.

PT é liberado

O ex-presidente Lula liberou o PT através de uma carta enviada à presidente nacional do partido, senadora Gleisi Hoffman. Ele escreveu que a legenda pode ficar a vontade para decidir a respeito da candidatura à Presidência da República. Nos bastidores, os nomes dos ex-ministros Fernando Haddad e José Eduardo Cardozo, são cotados como os principais cotados. O interessante é que mesmo defendendo que Dilma Rousseff foi vítima de um golpe, o partido nem cogita o seu nome para a eleição presidencial. Dilma está apta a participar, tanto, que é pré-candidata ao Senado por Minas Gerais. Porém, uma ala da legenda quer a judicialização da candidatura de Lula, até a última instância.

Abateu

A pesquisa Datafolha parece ter abatido o presidenciável Geraldo Alckmin (PSDB). Ele aparece com 6% e 8% no levantamento. Além disso, as questões com a justiça como o inquérito de improbidade administrativa e os possíveis reflexos do indiciamento do senador Aécio Neves (PSDB), que poderá contaminar o partido, deixam Alckmin na obrigação de estabelecer uma estratégia que faça mudar a situação.

Animais de rua

Nas ruas, os animais passam fome, são vítimas de maus tratos ou são simplesmente ignorados pelas pessoas. Por isso, o trabalho de um protetor de animal exige estrutura psicológica para enfrentar as dores e perdas, já que muitos são encontrados muito debilitados e não sobrevivem, e ainda estrutura física e financeira. Pensando nisso, a Cafuné Cat Sitter, em parceria com a Clínica Medicalvet, está realizando uma campanha de arrecadação de pacotes de ração. Os alimentos serão doados aos protetores de animais SOS 4 patas Chapecó e à protetora de animais Claudete Michailoff. No fim da campanha também será sorteado um ganhador, que receberá uma cesta com itens para pet, pacotes de banho e descontos em serviços de catsitter”. O sorteio será realizado no dia 27 de maio, às 17h, no Facebook e no Instagram da @cafunecatsitter. Quem quiser colaborar, pode entrar em contato com a catsitter Bruna pelo telefone (49) 9 9914-2923 ou Clínica Veterinária Medicalvet pelo (49) 3329-2939 e (49) 9 98436-2636.

“Me ouça de segunda a sexta as 13h15 na Super Condá AM 610”

“Também me leia no jornal Sul Brasil”

Deixe seu comentário:

Pin It on Pinterest